banner pneufree.com

737 NG cargueiro, muito em breve

Somos culturalmente acostumados a associar avião cargueiro à velhos aviões.
Nossa frota nacional cargueira sempre foi assim até a chegada dos 767-300 da ABSA, originalmente construídos como cargueiros. Mas a visão típica sempre foi 707, 737-200, 727-100 e -200, entre outros.

A moda atual é converter 737-300 e -400 para cargueiros. Mas a pergunta é: O que vem depois?

B737-800-southwest-cargo

Planos de converter 737NG e A320 em cargueiros já existem e operadores como a Alaska Airlines e Ethiopian Airlines já declararam ter planos para converterem os seus em cargueiros mais cedo ou mais tarde, fato este exposto recentemente no Simpósio de Aeronaves Cargueiras, em Seattle. De acordo com declaração do diretor de cargas da Ethiopian Airlines, a idéia é ter um trio de 737-800F na frota até 2018, ou seja em 5 anos. Por outro lado um diretor financeiro da Alaska Airlines expôs que a empresa pretende sacar de operação seus 5 Boeing 737-400 Combi e o único -400 full cargo pelos 737NG. A data não foi fornecida, mas existe a intenção do “phase-out” dos -400 até 2017 no serviço de passageiros.

É uma evolução natural dos 737NG, que começaram a voar praticamente em 1998 e em 2018 estarão com 20 anos de carreira. Será muito bonito um 737-800 com winglets e levando carga, bonito por um lado e triste por outro, pois de certo será a morte encaminhada de tipos clássicos em ação como os 727 e 737 das primeiras gerações.

Nota do Lito: A Boeing já oferece o 737-700 de fábrica em versão totalmente cargueira, ou ainda conversível (737-700C). Link

Tags: ,

Sobre o Autor

Alexandre Conrado, pesquisador de aviação e profissional no segmento desde 2001
banner livro
Topo