banner pneufree.com

A Boeing está falindo.

Ou poderíamos dizer: O bom jornalismo investigativo está falindo.
Sim, é claro que eu recebi centenas de links sobre a “matéria” da “falência da Boeing”, que começou com um artigo escrito por Ivan Sant’anna, um jornalista/autor de livros sobre acidentes aéreos.

Matéria do Ivan Sant’anna

A manchete é um belo click bait não? O problema é que todo o artigo foi baseado em um PDF escrito por David Spring, e assim disse Ivan:

Frase do autor Ivan Sant’anna

Que decepção Ivan. Qualidade técnica da argumentação? O PDF tem mais erros nas 109 páginas do que meu tempo precioso para citar todas, mas como você falou em argumentação técnica, vou mencionar duas:

Trecho do PDF usado como fonte por jornalistas do Brasil

O autor, que é neto da pessoa que iniciou o sindicato dos maquinistas na Boeing, escreveu um compendio explicando por que o Boeing 737 MAX é um grande erro de projeto, e aí, na página 59 diz que “o próximo acidente acontecerá em uma empresa low-cost com um piloto sem experiência. Um piloto experiente nunca vai causar um acidente com o Max” – Ora meu professor David Spring da universidade de Washington, então o problema não é o avião e sim o piloto? Que tipo de argumento é este que nega toda a sua hipótese?

E mais um trecho:

Motor acima da asa?

“A turbulência criada por colocar o motor acima da asa”….Então o 737-MAX tem o motor acima da asa?.
“O Max é o primeiro e ultimo avião comercial a ter o motor acima da asa”
Se o motor do MAX está acima da asa, onde estaria então o motor do Antonov An-74?

Qualquer um que trabalhe ou conheça um mínimo da parte técnica da aviação, perceberia os absurdos escritos no PDF do professor. A notícia publicada pelo Ivan passou a repercutir em outros sites, curiosamente, de dinheiro também – desta vez o Infomoney:

Manchete do Infomoney

Novamente uma matéria escrita em cima do artigo do professor da universidade de Washington. Em defesa da InfoMoney, tem um “será?” minúsculo, em fonte cinza, no canto superior esquerdo. Como se este “será?” quase invisível desqualificasse a repercussão. O problema maior nesse texto do InfoMoney, está nesta parte:

Trecho do InfoMoney

O grifo é meu. Como nenhum jornalista se interessou em saber “por que o texto desse professor foi pouco difundido”, mesmo sem ter tempo, vou fazer o que vocês deveriam ter feito ok?

Este professor de Washington (do estado de Washington, onde fica a sede da Boeing, não da capital americana), é um professor de Ciência da Educação e Desenvolvimento Infantil. Também dá aulas de Webdesign – é isso aí. E se você clicou no link, viu o site dele e torceu o nariz para a qualidade do Webdesign, pode ser que ele tenha aquela famosa desculpa: “em casa de ferreiro o espeto é de pau” né?

O David Spring também escreveu um livro em 2013 que mostra como ele tem razão no que fala. Tem a venda na Amazon se você quiser jogar dinheiro fora. O título é: “Livre-se da Microsoft e do NSA [Agência Nacional de Segurança Americana]. Aprenda Linux e LibreOffice”.

Livro de David Spring

Percebe-se, 6 anos depois, o quanto a Microsoft foi afetada pelo livro dele. Mas não para por aí, ele também tem um outro best seller: “Armas de Enganação em Massa – Como os milionários planejam destruir as escolas públicas”

Outro livro de capa bonita

Eu gostaria de saber quem faz o design das capas dos livros dele. Pois é senhores, este é o cara que escreveu um PDF maluco [e dica: por isso pouco difundido no mundo, menos no Brasil, claro], falando um monte de abobrinha sobre aviação, fazendo escárnio sobre um dos projetos mais longevos da industria aeronáutica, e que teve sua voz amplificada em artigos de sites que falam de dinheiro, sem qualquer check de veracidade ou contraponto.

Bem, pode ser que esses sites de dinheiro e investimento talvez tenham algum interesse no Banco Público que o professor está criando. Cuidado ao clicar no link, o design do site segue o mesmo padrão das capas dos livros. O negócio do interesse é ironia tá? Eu não sou conspiracionista neste nível.

Agora, o que eu gostaria mesmo, era de ter lido a história desse professor que quer acabar com a Microsfot e a Boeing com as letras do Cardoso, eu tenho certeza que passaria horas rindo para combater o ácido do estômago ao ler matérias em portais referenciando um PDF de um professor de web design.

Vejam um Stories que gravei no dia em que o artigo foi publicado.

Tags: , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
banner livro
Topo