banner ad

A ciência que nos move ao futuro – para o alto e avante!

Ontem fui convidado a assistir a avant première de uma série do canal NatGeo em parceria com a GE do Brasil que fala de um dos temas que mais gosto e que faz parte da minha profissão: os avanços e limites da tecnologia. A série vai estrear no dia 07 de Novembro (coincidentemente nesta data estarei voltando ao Brasil em um 777-200LR propulsionado por um par de motores GE-90).

Quando você trabalha numa área de alta tecnologia como aviação, não tem como não ser apaixonado por ciência. Entender como um motor a reação funciona e como são empregados os materiais que suportam tamanha gama de variação de temperatura só fazem aumentar o respeito pelos cientistas que desenvolvem essas soluções, e é disso que a série trata. O episódio apresentado foi o “No Limite da Energia”, um senhor documentário sobre as buscas de uma fonte de energia limpa e auto sustentável. Impossível ter assistido o capítulo e não lembrado do @cardoso e do @ceticismo.

A GE do Brasil tem investido muito em tecnologia no Brasil, ano passado inaugurou o prédio do centro de pesquisas no Rio de Janeiro que criará soluções que impactarão sociedades em uma escala global, sim senhores, sem complexo de vira latas, iniciativa privada apostando em ciência no Brasil. E falando nisso, um dia vou visitar a Celma em Petrópolis onde a GE e seus técnicos brasileiros fazem as revisões de motores GEnx do 787 (o único lugar do mundo fora dos EUA – é mole?!)

Voltando a série, mal posso esperar para assistir todos os episódios – vejam a sinopse abaixo – e a propósito a série se chama Breakthrough – Bem vindo ao Futuro:

Olha esse trailer!

Capítulo 1: “Combatendo Pandemias” – 7 de novembro
Direção: Peter Berg
O surgimento de vírus mais fortes e resistentes e o surto de doenças como o ebola têm feito com que a medicina avance de modo cada vez mais rápido a fim de criar vacinas e mecanismos de proteção que possam combater pandemias. Acompanhado do Dr. Ian Crozier e da Dra. Maria Croyle, o telespectador será apresentado às tecnologias que estão revolucionando a medicina e à realidade de profissionais que dedicam sua vida ao estudo de doenças e novas formas de cura e prevenção. Na história, Croyle foi responsável por desenvolver uma forma revolucionária de desenvolver vacinas e vírus frios, enquanto Crozier é um virologista que combateu o avanço do ebola em Serra Leoa e que agora se encontra na condição de paciente, passando quarenta dias em um Hospital Universitário buscando salvar sua vida após ter contraído o vírus que por anos tentou combater.

Capítulo 2: “O Ultra-Humano” – 14 de novembro
Direção: Paul Giamatti
Cérebros artificiais e exoesqueletos. O segundo capítulo de Breakthrough mostrará como os avanços tecnológicos levarão a medicina a um novo patamar, fazendo de meros mortais super homens e levando a recuperação de movimentos perdidos em decorrências de lesões graves. O telespectador conhecerá o projeto Walk Again, desenvolvido pelo Dr. Miguel Nicolelis, um especialista em cérebros artificiais que está renovando as esperanças de pessoas em todo o mundo que perderam o movimento das pernas em função de lesões. O telespectador também conhecerá a história de Trish Awlker, que constrói exoesqueletos que conferem uma força sobre-humana a pessoas comuns.

Capítulo 3: “Decodificando o Cérebro” – 21 de novembro
Direção: Brett Ratner
Os mistérios do cérebro humano e o modo como ele responde a diferentes estímulos é o tema central do terceiro episódio de Breakthrough. Acompanhado dos doutores John Schenck e Steve Ramirez o telespectador descobrirá os avanços tecnológicos em curso que futuramente poderão levar a cura de doenças e curas como Alzheimer e epilepsia. Na história, Schenck foi a primeira pessoa a ter o cérebro escaneado por uma máquina no início dos anos 1980, enquanto Ramirez foi quem descobriu uma forma de modificar memórias ou os sentimentos sobre essas memórias.

Capítulo 4: “Fonte da Juventude”- 28 de novembro
Direção: Ron Howard
Qual a nossa idade limite e até quando o homem conseguirá prolongar seu período de vida? É possível retardar o processo de envelhecimento e aumentar o tempo em que as pessoas vivem livres de doenças? Laura Deming e o Dr. Brian Kennedy levam o telespectador ao mundo da medicina e da biologia, mostrando como as pesquisas em curso atualmente serão fundamentais para prolongar a expectativa de vida do homem e aumentar o período em que vivemos desacompanhados de doenças decorrentes do processo de envelhecimento.

Capítulo 5: “Energia no Limite” – 5 de dezembro
Direção: Akiva Goldsman
O aumento populacional em diferentes partes do globo levou o homem a buscar diferentes formas de geração de energia, sobretudo aquelas que priorizam a produção a partir de fontes limpas e renováveis. Em Breakthrough, Louis Michaud é um engenheiro construindo máquina capaz de gerar energia a partir da força dos tornados. Em ação similar, o time do National Ignition Facility tenta salvar o mundo pelo poder de uma fusão controlada de elementos.

Capítulo 6: “A crise da água” – 12 de dezembro
Direção: Angela Bassett
A escassez d’água tem levado ao desenvolvimento de novos modelos de tratamento e recuperação dos recursos hídricos disponíveis na Terra. Para enfrentar a crise que assola o estado da Califórnia e outras regiões do mundo, três cientistas investem em novas soluções capazes de recuperar a água salgada ou que possibilitam a transposição do recurso natural para diferentes regiões. Sanda Postel, Aaron Mandell, Arturo Vittori são os cientistas que lideram essa empreitada, transformando o modo como captamos e utilizamos os recursos hídricos.

A série “Breakthrough – Bem-vindo ao Futuro” estreia dia 7 de novembro, às 22h15, com episódios inéditos todos os sábados, no Nat Geo.

Tags: , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
  • 777-200LR? Para onde você vai desta vez, Lito? Que eu saiba, a única empresa que opera essa variante do 777 no Brasil é a Qatar Airways (Air Canada, Delta, Emirates e Ethiopian também têm algumas unidades, mas nenhuma delas voa para o Brasil com esse tipo). Vai ser Buenos Aires ou algum lugar da Ásia ou Oceania via Doha?

    Quanto à série, não tenho nem televisor (e isso há vários anos, perdi totalmente o hábito de ver TV), quanto mais TV a cabo, mas mais adiante vou ver se consigo assisti-la na Internet, quando ela estiver disponível.

    • Bingo. Buenos Aires, o 787 vai começar a operar lá…A Nat Geo vai disponibilizar via aplicativo pra smartphone, então com certeza vai ter conteúdo online. Abraços.

  • Francisco

    Há tempos que perdi o interesse pelos docs da NatGeo (muito sensacionalismo e deslumbramento, pouca informação útil), mas os dois últimos episódios dessa série parecem interessantes, talvez os veja.

  • Joao Paulo Cursino

    Urra! Akiva Goldsman, Angela Bassett… Não tem amador dirigindo isso aí não!

banner ad
Topo