banner livro

A morte de Ricardo Guedes, o melhor DJ de House Music do Brasil

O DJ Ricardo Guedes faleceu nesta madrugada em casa, provavelmente por um ataque cardíaco.
Se você não o conhecia, provavelmente não conhece muito da cena de House Music no Brasil.
Eu recebi a notícia hoje de manhã cedo, através do DJ Marcos Freitas da Energia 97, com quem o Guedes morou um tempo.
Eu o conheci numa loja de discos chamada Embaixada Dance Music, numa das galerias da 24 de Maio em São Paulo, justamente através do Marcos Freitas.
Ele era apaixonado por aviação, o que tornou nossa amizade fácil, o que não era uma coisa simples em se tratando de sua personalidade.
Ficamos muito próximos por um bom tempo, almoçávamos juntos quase todo dia quando eu morava próximo ao Centro de São Paulo e trocávamos músicas, configurações de notebooks e updates de software que ele agradeceu no ar durante um programa de referência da cena House chamado House Definition (ouça abaixo ou neste link o agradecimento: 97.7Mz-Energia FM- House Definition)

Fui ao seu segundo casamento, fechado só para amigos próximos e família e ele parecia feliz com a mudança de vida que vinha pela frente.
Por duas vezes dividi o Booth com ele, mas eu era somente um aprendiz.

Eu entre o Marcos Freitas e o Ricardo Guedes alguns anos atrás na pista 2 da Broadway

Chegamos a mixar juntos o ultimo programa House Definition de 2008, com as melhores do ano de 2007.

Mas por circunstâncias da vida e de personalidades diferentes, acabamos discutindo há quase dois anos e nunca mais nos falamos ou nos encontramos desde então.

Apesar de ter ficado muito chateado com isso, eu continuava a ouvir os seus programas na Rádio, simplesmente porque além do ser humano havia o dono de uma técnica única de mixagem. Só quem teve a chance de o ver de perto tocando sabe o que eu tô falando.
A maneira de mover o pitch e o ouvido musical eram sublimes.

Não vou em seu velório ou enterro, mas lamento a perda de um dos maiores DJ’s que o Brasil já teve, e lamento pela dor de sua esposa e filha.

Que descanse em paz.

Tags:

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo