banner ad

Acidente com um Boeing 747 Cargueiro no Quirguistão #TK-6491

UM Boeing 747-400F de matrícula TC-MCL que fazia o voo TK-6491 de Hong Kong para Istambul com escala para reabastecimento em Bishkek no Quirguistão, colidiu com o terreno durante o procedimento de aproximação final para a pista 26 de Manas (FRU, código IATA), às 07:18 horário local. O impacto ocorreu na cerca do aeroporto, há 1100 metros da cabeceira da pista. Há reportes de 4 tripulantes na aeronave e um número incerto de vítimas no solo (a CNN informa 37 vítimas ao todo).

Apesar do “call sign” do voo ser da Turkish Airlines (TK-6491), a empresa aérea é na verdade a My Cargo Airlines (antiga ACT Airlines), baseada em Istambul.

Parte do nariz e cockpit ainda com os parabrisas intactos.

Parte do nariz e cockpit ainda com os parabrisas intactos.

Como em todo acidente aéreo, ainda é cedo para entender o que possa ter acontecido, embora apenas poucas horas depois de um acidente que levará anos para ser investigado, o vice-ministro do país, Mujametkali Bulgaziev já cravou erro de pilotagem.

Declaração ridícula

Declaração ridícula

Isso é de uma leviandade que nem vou comentar. Algumas pessoas já estão questionando que a distância entre Hong Kong e Istambul está dentro do alcance do Boeing 747 e que portanto, se teve que fazer uma escala para reabastecer é porque ele estava muito pesado. Ledo engano senhores, o Boeing 747-400F (cargueiro) possui a metade do alcance de um 747-400 de passageiros, justamente para poder levar mais carga. Na verdade o alcance é de aproximadamente 3.000 milhas (ou 4 mil se for a versão Extended Range), portanto a parada para reabastecimento era obrigatória (caso estivesse carregado).

Para entender sobre Peso de Decolagem, esse vídeo ajuda.

Distância do voo de acordo com o GCmap.

Distância do voo de acordo com o GCmap.

A carta de aproximação para a pista 26 mostra que o aeroporto possuía apenas aproximação de baixa visibilidade CAT 2, como era o aeroporto de Guarulhos antigamente. O METAR da hora do acidente informa que o o aeroporto operava na condição mínima, com visibilidade de apenas 50 metros e RVR (Runway Visual Range) de 300 metros, ou seja, estava literalmente no limite de CAT 2.

Para saber o que é METAR e interpretação, veja este post.

UCFM 160100Z VRB01MPS 0050 R26/0300N FZFG VV001 M09/M10 Q1023 R26/19//60 NOSIG

Há indícios de que o piloto iniciou uma arremetida mas provavelmente estava muito perto do terreno (no ponto de impacto a aeronave deveria estar há aproximadamente 200 metros de altura de acordo com a carta abaixo). Como neste momento não é possível saber se a aproximação foi feita usando o piloto automático ou não, nada pode ser descartado, incluindo aferição dos equipamentos do aeroporto em condições de neve/neblina, sistema de anti-gelo dos motores e procedimentos no cockpit.

Carta de Aproximação de Manas

Carta de Aproximação de Manas

O 747-400F é uma aeronave gigantesca utilizada diariamente no transporte de cargas ao redor do mundo. Carros, equipamentos eletrônicos, até barcos!

ops02

ops08

Abaixo a tabela com os dados da aeronave acidentada.

BOEING 747-400 TC-MCL
Número de Construção (MSN) 32897
Número de Linha (Line Number) 1322
Tipo Boeing 747-412F
Primeiro voo 13 Jan 2003
Idade 14.0 Anos
Matrícula de Teste N5022E
Produzido em: Everett (PAE)
Status Perda Total

Tags: , , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
  • Lucas Timm

    Menos uma :(

  • AirSpeed

    Triste

  • Elton Veoitao

    eu vi ontem um grafico que mostra a velocidade e a altitude desse voo. acho que foi do site flight aware. alguem viu e tem ele disponivel pra gente ?

  • maiara 24

    Triste mesmo

  • Dário Santos

    complicado :(

  • Rafael Rodrigues

    O link abaixo pode ser útil para interpretar o METAR informado no post:

    http://heras-gilsanz.com/manuel/METAR-Decoder.html

    • Phillip Daldon Leroy

      Boa Rafael! O do post relacionado parece não funcionar mais. Abs.

  • Claudio

    Pelo RMK da carta, as distâncias estão em KM e não em NM.

Topo