banner livro

Adivinhe o avião entrevistado pela revista “Naceles” (a “Caras” dos aviões) #Quiz

NACELES1

A foto não tem nada a ver com a resposta

“Tenho as características de um urso: forte, feio, frugal e facilmente reparável. Tudo em mim é superdimensionado, das asas, que são 4, ao motor; que é 1, mas vale por 4.

Meu deck de transporte só encontra similaridade em aviões muito maiores e minha capacidade de STOL só é equiparável aos muito menores. Enfim, me dê um trabalho e, “antes de nada”, lhe entrego dois. (Hic!)

Portanto, sou como um “quadrimotor”, mas que pode ser conduzido por pilotos de monomotores. Esse é meu mundo!

Para converter meu transporte de carga para passageiros só é necessário as mantas acústicas que me acompanham. Assim como, para me transformar num hidroavião basta trocar meia dúzia de pecinhas, que também podem me acompanhar num kit. E, da mesma maneira se procede para minha conversão nos mais diferentes usos. Já ganhei prêmios de fotografia (Hic!).

Meu projeto e construção são ortodoxos. Não sou chegado a ousadias: muitos cabos mecânicos e pouca eletricidade (27V de corrente contínua preferencial com alguns fusíveis-rolha) pra ajudar na partida, um compressor de ar pra ajudar no freio e uma bombinha de combustível que, digamos, não uso todos os dias (Hic!). Droga! Eu tenho procurando ajuda sobre isso. ‘Keep walking around’, camarada!

Apesar dos meus 70 anos, ainda sou produzido hoje apenas com uns reloginhos a mais do que era antes. Centenas de mim ainda estão em atividade, civil e militar. Reza a lenda que cerca de 300 estão permanentemente em prontidão para invasão de uma fronteira de um país vizinho, mas isso é segredo. (Hic!) Não sou um cidadão globalizado, mas tenho tripla cidadania, com dois passaportes, com nomes distintos… (Hic!) Falei demais!

Falam que eu bebo muito; mas quem não beberia em minhas condições de trabalho? Sabe, gente, ninguém sabe o quê eu passei. Por trás dessa carapaça de tubos e cabos de aço, também bate um coração radial de 9 cilindros (Hic!). Falam que sou bruto, mas os brutos também amam. Ainda tenho tecido em minhas asas, oras!

Liga logo essa bomba de combustível aí, sua linda! Fui… (Hic!)”

Autor: Rids

Tags:

Sobre o Autor

Espaço dedicado aos textos dos leitores do AeM que colaboram com artigos de aviação.
Topo