banner ad

Air Niugini 737-800 pousou na água ao invés da pista.

Um Boeing 737-800 da empresa Air Niugini de Papua Nova guiné, prefixo P2-PXE que saiu de Pohnpei para Chuuk, na Micronésia com 35 passageiros e bordo e 12 tripulantes acabou pousando na água (algumas pessoas diriam que “amarou” ao invés de pousou) ao invés de pousar na pista do aeroporto.

A voo estava já na final para a pista 04 quando desceu abaixo da rampa ideal de descida e tocou na água a apenas 150 metros da cabeceira da pista. Todos os passageiros e tripulantes fizeram o abandono da aeronave e foram socorridos por botes. Não houve reportes de feridos graves.

Air Niugini 737-800

Algumas pessoas perguntam como pode o avião não afundar, mesmo com o trem de pouso baixado. Bem, a fuselagem do avião é completamente selada para poder ser pressurizada, então vai se manter flutuando até portas sejam abertas ou comece a entrar água pela outflow valve.

Dá pra recuperar o avião?

Como eu sempre digo, sempre dá pra recuperar qualquer avião, depende sdo quanto você está disposto a pagar. Neste caso, sairia 10 vezes mais caro que o valor de um avião novo, então este vai direto pra reciclagem.

A pista deste pequeno aeroporto, nesta pequena ilha (não é a toa que se chama MICROnésia), não possui equipamentos de precisão para aproximação e os pilotos se baseiam em aproximação por GPS. A visibilidade não estava boa e chovia muito de acordo com o METAR.

PTKK 280051Z 18008KT 14SM SCT012CB BKN120 OVC280 27/26 A2972 RMK SHRAE20 CB ALQDS MOV N SLP066 T02670256=
PTKK 280002Z VRB05KT 12SM -SHRA SCT010CB BKN110 OVC280 26/25 A2973 RMK CB ALQDS=

Ah, mas o que causou o acidente? De quem é a culpa

Você é novo aqui no blog? Não fazemos especulação sobre acidentes antes dos relatórios dos órgãos de investigação, porque há diversos fatores complexos e entrelaçados que levam a um acidente, portanto apenas apresentamos os fatos.

A pequena ilha

Este é o local aproximado do pouso, de acordo com os reportes até o momento:

Olhem como a ilha é minúscula, a pista tem 1800 metros de comprimento.

Uma das ilhas da Micronésia

Tags: , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo