Camiseta Electra

Airbus A320 Acidente em Honduras – Update

Sobre o acidente em Honduras com o Aibus A320 da TACA, muita coisa já começou a vazar pela imprensa como sempre acontece em acidentes aeronáuticos, e também como sempre, com erros de julgamento e informações não confirmadas.
A princípio convém estabelecer que um acidente não possui apenas um culpado, e sim uma conjunção de fatores. É normal as pessoas (leigas) quererem saber de quem “foi a culpa”, mas na verdade não existe uma culpa, e sim uma cadeia de acontecimentos que culminam num acidente. Há toda uma matéria que cobre essa área de investigação chamada de Human Factors.
De minha parte, tenho grande interesse em saber se há alguma contribuição da aeronave em si para a causa e vou continuar aguardando os relatórios e informações das caixas pretas.
Eis o vídeo com a simulação do acidente e logo abaixo o que tenho levantado de informações e o que tem se falado:

Ao contrário do que eu pensava, o avião percorreu a pista alinhado até o seu final (há uma foto que mostra a localização exata).
Algumas pessoas têm levantado a hipótese de falha mecânica já que pelas fotos do avião acidentado os spoilers e os reversores não estão atuados (e sempre são atuados no pouso para acentuar a eficiência da frenagem). Realmente é algo a se considerar, e vou apenas lançar uma hipótese (já que não sou profundo conhecedor dos “Airbuses” e principalmente do A320 (se alguém com curso e acesso aos manuais puder dar a informação fico grato): Se ao chegar ao final da pista, que parece ser um declive, os trens de pouso perdessem o sinal de “ground” e mudassem para “air” os spoilers e reverso se recolheriam? Ou há um time-delay para o caso de arremetidas? Fica aí a questão.

Taca Acidente

Li no jornal hondurenho La Prensa um coronel da força aérea e piloto hondurenho falando enfaticamente: Foi erro do piloto! Ele veio alto, pousou no meio da pista e não teve terreno suficiente para frear. Lamentável a afirmação prematura e sendo piloto deveria saber e entender mais sobre acidentes.

Se houve um erro do piloto, isso pode ter contribuído efetivamente para o acidente. Abaixo um trecho de gravação da torre do aeroporto que informa ao vôo TACA TA390 as condições:

Controlador: “Autorizado aterrizar pista 02, a su solicitud.
Precaución por pista con humedad”.
Piloto: Copiado, muchas gracias, autorizado aterrizar en pista 02 TACA 390.
Controlador: Notifique, pista a la vista.
Piloto: “Estamos a siete millas 8 mil pies”.
Controlador: Recibido notifique, pista a la vista.
Piloto: Tango Bravo (Todo Bien).

De acordo com o Metar e outro trecho de gravação, a torre informa um vento de 190/9 knots. Com esse vento, a pista para pouso deveria ter sido a 20 e não a 02 que foi a escolhida pelo piloto. Os aviões sempre decolam e pousam contra o vento, para diminuir a velocidade relativa ao solo. Há porém o critéio do comandante e as tolerâncias do manual de vôo.

Já escrevi demais por hoje..rs.. mas deixo um resumo das questões que me incomodam:

  1. Por que o piloto decidiu usar a pista que tinha vento de cauda? (aqui não acredito que caiba a desorientação espacial como cocorreu com o Comandante Garcez ao confundir 0027 com 0270) haja vista que há indicação visual no EFIS da direção do vento.
  2. Os reversores e spoilers funcionaram auxiliando a frenagem ou o pouso duro (de acordo com um sobrevivente) fez a aeronave dar um “bounce” que não permitiu a atuação do sistema? Ou perdeu sinal de “ground” após descer a ribanceira?
  3. Qual o “Ground Speed” no momento do toque, a seleção de Auto-Brake e o ZFW?
  4. As condições meteorológicas permitiam aproximação VFR (já que esse aeroporto não possui ILS)
  5. O fato da pista ter sido recapeada há apenas três meses pode ter diminuído a razão de frenagem?

Tags: , , , , ,

Sobre o Autor

Um técnico com bom senso :) 28 anos de aviação comercial, de Lockheed Electra a Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários. O Aviões e Músicas possui moderadores de comentários e se reserva o direito de apagar quaisquer comentários que sejam ofensivos ou que não contribuam para uma discussão saudável. Pontos de vista divergentes são muito bem aceitos e incentivados, desde que se mantenha o mínimo de civilidade. Este é um espaço para discutirmos aviação :)
banner aem
Topo