banner livro

O que acontece se todos os motores pararem de funcionar em voo?

[…]será que você poderia escrever algo sobre o que um avião consegue ou não consegue fazer quando fica com apenas 1 dos seus motores. E pra piorar: caso ele perca os 2 motores, há uma mínima chance que seja de manter o vôo, desde que providencie um pouso imediato? [..]

Pergunta de Eduardo Z.

Para responder a sua pergunta, é preciso primeiro entender para que serve primeiramente o motor do avião e por que o avião voa. O seu principal propósito é manter a aeronave em uma velocidade relativa ao ar suficiente para que ele se mantenha “sustentado”. Simplificando muito, seria como se você corresse constantemente puxando uma pipa, enquanto você estiver correndo a pipa vai ficar voando (o ângulo da pipa em relação ao ar a mantêm sustentada, assim como o ângulo do avião em relação ao ar [vento relativo]).

A maioria dos aviões modernos possuem dois motores para mantê-lo em constante movimento relativo ao ar e sustentado.

O que acontece se um motor parar?

A resposta mais simples: Nada de importante, o outro motor fará um pouco mais de força e manterá o avião voando. Claro que não é operacional ficar voando monomotor em um bimotor, então quando isso ocorre o piloto deve procurar um lugar para pousar e ter o problema resolvido. Para se ter uma idéia da confiabilidade dos motores hoje em dia, o Boeing 767 da United por exemplo possui a qualificação ETOPS para 180 minutos. O que significa isso? Significa que ele é homologado para poder voar por até 3 horas de distância de um aeroporto que possa pousar caso tenha problema em um motor. Isso mesmo, 3 horas com um motor só.  Alguns operadores possuem ETOPS para 120 minutos e outros para 70.

O que acontece se os dois motores pararem?

Bem… melhor começar a rezar.. hehehe. Brincadeira, sem entrar em detalhes técnicos sobre os sistemas de segurança, o avião vai continuar voando enquanto tiver a tal velocidade em relação ao ar. Mas ele vai descer aos poucos, porque para manter a velocidade sem alguma coisa empurrando ou puxando, será necessário abaixar o nariz do avião concorda? Aqui entra um conceito que se chama “razão de planeio” e todo avião possui um índice de planeio baseado no projeto de sua asa (high aspect ratio). O 737-800 por exemplo, possui uma razão de planeio de aproximadamente 18:1, ou seja, para cada 1 metro de altitude perdida, ele se desloca 18 metros para frente. Se você levar em conta que a altitude de cruzeiro chega a 12KM, se um 737 perder seus dois motores em cruzeiro ainda permanecerá voando por 216KM se nenhuma ação for tomada. Como há também técnicas de pilotagem, essa distância será muito maior.

Algumas pessoas acham que um Cessna por ser mais leve, planaria mais do que um Jumbo 747, mas é exatamente o inverso disso: Um Cessna tem uma RP de 10:1, o Jumbo de 19:1 e um planador desses que se vê nos céus de Jundiái por volta de 30:1

Voltando a sua pergunta, um avião não despenca se perder todos os motores, e se perder um só ainda pode voar tranquilo por um bom tempo :)

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo