Aviões da VASP serão destruídos para vender como sucata

Quando você lê notícias como esta abaixo, não tem como não ficar indignado com o ridículo sistema judiciário brasileiro.

São décadas de papéis e recursos e instâncias e ninguém resolve ou decide nada. Da mesma maneira que um criminoso confesso passa 10 anos em liberdade, vemos aviões apodrecendo Brasil afora sem que nada possa ser feito, enquanto funcionários não recebem o que têm direito. Todo este dinheiro que virou sucata poderia ter sido usado para pagar todos de maneira justa, mas a palavra justa lembra justiça e justiça lembra judiciário e aí temos recursos infinitos e manobras infinitas para beneficiar alguns poucos em detrimento da maioria.

As coisas em geral no Brasil até têm evoluído nos últimos anos, menos o intocável sistema judiciário (e o aumento da criminalidade intimamente ligado a esse atraso em modificar o sistema). Todo este atraso contamina a população em todos os aspectos e ninguém tem respeito pelo outro nem no trânsito nem na morte por causa de 350 reias, afinal sempre é possível recorrer…
Vamos ver quanto tempo ainda vai demorar para a justiça aparecer por aqui…

A Renco Máquinas e Equipamentos São Paulo foi a empresa escolhida para executar as obras de corte e demolição do primeiro lote de seis aviões sucateados da extinta Vasp (2005), que estão em uma área de 180 m² do Aeroporto de Congonhas

Os trabalhos de demolição serão iniciados na próxima terça-feira, 23, e contará com a presença de autoridades Federais, no local.

Todo esse processo ocorre por conta do ‘Espaço Livre’, lançado em fevereiro deste ano, pelo Conselho Nacional de Justiça com o objetivo de remover dos aeroportos os aviões sob custódia judicial. Ao todo, são 119 aeronaves sucateadas no Brasil. Nenhum desses aviões tem condições de voo.
Da Vasp, são 27 em todo o país.

A Renco SP utilizará a demolição mecanizada com escavadeira e tesoura de corte e sucateamento.
De acordo com o diretor da Renco SP Anselmo D´Almeida, a tesoura de corte e sucateamento gera uma produtividade alta, o que permitirá transformar as carcaças dos aviões abandonados em sucatas que serão vendidas ao mercado.

Após a demolição as peças desmontadas serão leiloadas separadamente; por três vezes, a Justiça tentou leiloar as aeronaves inteiras, mas não houve interessados.

Também será uma maneira de a massa falida da Vasp, formada pelos funcionários e demais credores da companhia, economizar cerca de R$ 1.200 em diárias de estadia nos aeroportos brasileiros.
Segundo Scher Soares, presidente do Grupo Triunfo, do qual faz parte a empresa Renco SP, a demolição mecanizada e o sucateamento de materiais é uma das especialidades da empresa, que, além de aviões, realiza obras de corte, demolição e sucateamento de navios e containers. Ainda de acordo com Scher, uma das grandes obras em curso nesse momento é o corte e sucateamento de um navio em um estaleiro do Rio de Janeiro.

Fonte: Incorporativa

Tags:

Sobre o Autor

Um técnico com bom senso :) 28 anos de aviação comercial, de Lockheed Electra a Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
  • Hugo F.

    já resolveram a situação dos 2 B777 da Varig que tavam apodrecendo em Atlanta?!?

    • Diego

       Sim senhor

      Foram para a Aeromexico e a Transaero.

      atte.
      Diego Cerqueira

  • Augusto Galvão

    Realmente caro Lito, é difícil entender isto! Numa epóca que se preza a reciclagem, e ainda mais num país de terceiro mundo, um patrimônio deste ser deixado a apodrecer!
    Quando falo em reciclagem, refiro-me ao porquê das autoridades do setor de aviação(ministro,anac, o escambau….) não terem feito uma espécie de acordo com a justiça cível, trabalhista tudo que caiu em cima da Vasp! Para repassar(até mesmo via edital de licitação!) todas estas aeronaves e o acervo de peças sobressalentes de manutenção, incluindo as oficinas, mecânicos, tripulações ….o que fosse possível para manter estas aeronaves voando, para algum operador pré-existente, ou algum empresário idôneo (e existem muitos que se interessaram!) juntamente com as rotas para que continuassem a gerar receita financeira! Garanto que sobrariam algum lucro depois de custear as operações das aeronaves (combustível e manutenção) e salário dos funcionários diretamente ligados a operação de voo (pilotos, mecânicos, tripulantes e pessoal de apoio em terra) que poderia ser usado para amortizar a longo prazo boa parte da dívida global da empresa. E teríamos com certeza ajudado muitos amigos que perderam o emprego, até mesmo a marca da empresa poderia ser mantida!
    Se isso tivesse acontecido, talvez até mesmo teriam sido alienadas em condições de voo, para pequenos operadores regionais aqui mesmo do Brasil ou países vizinhos, com certeza por valores bem melhores do que estes 50.000 reais que valem hoje!!
    Por que a FAB não ficou com os Airbus para transformá-los em aeronaves KC?
    A justiça teria folga suficiente para “tomar” os bens que o Canhedo adquiriu,pela responsabilidade da incompetência em gerir uma empresa do porte da Vasp.
    Mas o exemplo do Canhedo tem seguidores, aqui mesmo no Ceará estamos assistindo a morte lenta da TAF, que já começou a encostar num canto do Aeroporto Pinto Martins alguns 737-200′s e 727-200′s que deve ter adquirido lá em Phoenix baratinho! Ah! E também
    abandonou aquele 727 lá em GRU depois de ter a fuselagem perfurada em manobras no solo.
    É possível vê-los através do Google Maps, e os colegas da antiga (e acho que até você!) verão com pena o que resta de dois DC-3, que segundo diz a lenda o dono da TAF não vende, não dá e nem quer conversa, prefere ver apodrecer!
    Aliás meu amigo Lito, eu queria entender por que a FAB deixou de comprar os Electras da Varig a epóca ( teriam múltiplos usos de valor com certeza!), e foi adquirir “aqueles” do tempo da guerra do Vietnam (furados de bala!) já encostados no deserto do Arizona!Alguém tentou me dizer que eles já estavam configurados para versão P-3 Orion, mas as gracinhas foram levadas para a Espanha e tudo foi trocado só se aproveitou o casco e motores! Mecânico amigo aqui da Base Aérea de Fortaleza disse-me que até as asas foram trocadas!

    • Goytá

      Augusto, você sabia que a TAF já teve um 737 histórico? O PT-MTB tinha sido antes o D-ABCE da Lufthansa e protagonizou o sequestro do voo LH181 por terroristas palestinos, em 1977, em que depois de vários lances cinematográficos e muitas escalas na Europa e Oriente Médio, o avião foi levado para Mogadíscio, na Somália, e espetacularmente liberado por um comando de elite alemão. O episódio levou ao desmantelamento final do grupo terrorista alemão Baader-Meinhof, ligado aos sequestradores, com o suicídio de seus líderes, alterando o curso da história contemporânea alemã e da época da Guerra Fria. Foi essa relíquia que a TAF teve em mãos, mas consta que o avião foi sucateado anos atrás por danos irreparáveis. Puxa, essa TAF pratica tiro ao alvo nos aviões, é?

      • Anônimo

        Valeu amigo pelo excelente registro histórico! Já viu os DC-3 da TAF pelo Google Earth ou Google Maps?

  • http://www.facebook.com/people/Victor-Medici-De-Felice/100000470188460 Victor Medici De Felice

    Realmente lamentável as condições que chegaram nossas aeronaves e empresas aéreas, me lembro das vezes que viajava pela VASP, pequeno ainda, indo ver a cabine em pleno voo…

    A mesma situação encontra-se no PAMA-SP, com os C-115 Búfalo abandonados transformando-se em um verdadeiro cemitério… 

    Agora para muitas acft’s já é tarde, mas espero que outras tenham um destino melhor, quem sabe!

    Abraços!

  • DURVAL PEREIRA

    Lito…alguem ganhou com isso…é óbvio

  • http://twitter.com/CesarLemos Cesar Lemos

    Pena que não há nenhum deles aqui em floripa, pra registrar em vídeo mais um atestado da estupidez das nossas autoridades.
    Por favor, quem tiver condições de GRAVAR a demolição dos aviões, que o faça e conte comigo para divulgar na rede

    • http://twitter.com/fernandoiecp Fernando Pinheiro

      Nossa deve dar uma dor imensa no coração… muito triste. Não teria coragem de assistir.. É como se fosse um assassinato, para mim..

  • http://twitter.com/fernandoiecp Fernando Pinheiro

    é uma dor no coração destruir aviões.. acho que o local correto para eles seria um museu. 

    muito triste mesmo..

  • http://twitter.com/fernandoiecp Fernando Pinheiro

    Enquanto em outros paises, se dão destinos adequados as aeronaves, como transformá-la em um restaurante, em peça de museu.., enfim em tantas outras coisas.. Mas destruir uma belíssima aeronave dessa que mesmo sem condições de vôo, ajudaria a contar muita história, ou mesmo serviria de restaurante.. enfim, isso no pior das hipóteses.. Mas o correto mesmo, teria sido deixada voando, como foi dito anteriormente.. Situação muito, muito triste e revoltante.

  • Gabriel

    Olá Lito! Sou mais um dos admiradores ocultos do seu blog. O acesso quase todos os dias, procurando ávido pelas notícias sempre interessantes e pedagógicas do “Aviões e Músicas”.

    Quando li essa notícia, que toca na área em que atuo (Poder Judiciário), não pude deixar de comentar.

    Concordo e compartilho com a revolta de ver criminosos em liberdade e empresas falirem, deixando um enorme passivo – inclusive trabalhista – sem qualquer solução a curto prazo.

    Todavia, não posso deixar de registrar que os muitos recursos – muitos mesmo – não são criados pelo Judiciário. A esse cabe apenas aplicá-los, consolidando a garantia de ampla defesa trazida pela Constituição.

    Cabe ao legislativo modificar a lei, reduzindo o número de recursos e não ao Judiciário. É certo que a morosidade não pode ser imputada somente aos recursos, mas eles são um dos grandes componentes dessa grande máquina ineficiente.

    À guisa de ilustração, uma decisão proferida por um Desembargador (Juiz de 2ª instância), pode ser objeto de 4 (!), isso mesmo, QUATRO recursos. Os advogados normalmente os utilizam, até porque é um direito garantido pela LEI, e toma-lhe tempo para julgar todos eles.

    E vale repetir: quem deve modificar a Lei são os deputados e senadores, eleitos por todos nós. Mas, infelizmente, ao menos no tocante ao Direito Penal, o movimento que vemos em Brasília é sempre de aumentar as garantias dos criminosos e esquecer do mais importante: da vítima. Mas isso já é papo para outro blog. :)

    Um forte abraço e parabéns pelo blog. Eu, acredito que como muitos aqui, já te considera como um companheiro de bate papo. É possível que se alguem me perguntar: conhece o Lito? Eu responderei: claro! rsrs

    • http://www.avioesemusicas.com Lito

      Olá Gabriel. Obrigado por suas considerações. Muitas vezes fazemos confusão com as responsabilidades dos poderes (um pouco por culpa da mídia também), mas você tem razão, o legislativo tem uma grande parcela de culpa (talvez a maior) em todo o processo. 
      Um abraço.

    • Anônimo

      Caro Gabriel,

      Seu esclarecimento foi muito bem colocado aqui neste nosso saudável debate. Acho que também devo esclarecer um pouco mais as minhas ponderações pois também trabalho na área do judiciário.
      Tudo que eu falei referia-me a uma solução de caráter político, claro que envolveria uma longa e exaustiva negociação entre os credores interessados e as outras partes com a devida intermediação da justiça claro! Creio que dentro da alçada do ministério da Aeronáutica ou o da Defesa, não sei hoje a quem a Anac pertence mas tudo seria possível, até mesmo uma intervenção pré-falimentar (vejam o caso do banco econômico, Bamerindus etc.)
      É isso!

  • carlos roberto

    SE HOUVESSE MAIOR RAPIDEZ DO NOSSO JUDICIARIO TENHO CERTEZA QUE O DESTINO DESTAS AERONAVES SERIA OUTRO, MAS COMO A JUSTIÇA E INTOCAVEL DEIXA POSTERGAR UMA DECISÃO QUE PARA TODO MUNDO SERIA OBVIA AS COISAS NO BRASIL SEMPRE TERMINA ASSIM.
       COM A PALAVRA A TODA PODEROSA JUSTIÇA BRASILEIRA.

  • http://www.facebook.com/luctimm Lucas Timm

    Triste. E ainda li esses dias que os aviões da VASP que estão em Salvador estão em ótimo estado de conservação, apesar dos vários anos parados e do estado horroroso que estão os outros Brasil a fora. Provavelmente sofrerão o mesmo fim.

  • http://twitter.com/rndomingues Rodrigo Domingues

    Vou estar em Conhgonhas na terça-feira, vou agendar minha banca lá na ANAC… Quem sabe eu não dou uma passadinha lá no aeroporto e testemunho esse triste capitulo da aviação brasileira…

  • Marco Antonio

    Sem falar a respeito dos 767 da Transbrasil no aeroporto de Brasilia.

    • http://www.facebook.com/luctimm Lucas Timm

      Esses são realmente muuuuuito tristes.

    • Anônimo

      Mais um avião que poderia ter sido convertido em avião reabastecedor para a FAB!

    • Demerson Polli

      É… estão os 3 abandonados… inclusive sem motor, ao lado de outros 3 ou 4 B732 da Vasp…

  • Daniel Martins

    Se tivessem resolvido isso em menor tempo, talvez os aviões pudessem ser repassados ainda em condições de vôo por valores maiores beneficiando mais pessoas… mas enfim… BRASIL!

  • Paulo Villar

    Shame…

  • Demerson Polli

    Eu ficaria muito indignado se eu fosse um ex-VASP ou ex-Transbrasil, com salários e direitos a receber e ver estes aviões vendidos como sucata. Sei que na realidade nem sempre o que ocorre é o ideal, mas assim que estas empresas faliram as aeronaves deveriam ter sido vendidas e o dinheiro depositado em uma conta sob responsabilidade de quem julgou o falência (o judiciário). Pelo menos o dinheiro poderia ser aplicado e sofrer algum rendimento (nem que fosse pouco, mas…) e o prejuízo seria menor (supondo que não fosse extraviado, é claro).

    Agora, quanto custa uma tonelada de sucata de avião??? Se for somente pelo metal (nenhuma peça possa ser reaproveitada para novos aviões, e do ponto de vista de segurança isto realmente não me parece uma boa idéia…) não deve dar nem 10% do valor original da aeronave.

    Nosso país precisa muito de uma reforma geral… muita coisa precisa mudar por aqui (a começar pelo Código de Execução Penal… para prender quem deve ser preso e soltar quem deve ser solto).

  • http://twitter.com/_SilvaMarcelo Marcelo Gustavo

    Poxa! A Justiça no Brasil é uma porcaria! Imagem de um 727-100 que jaz no hangar da VASP. (http://webmanario.files.wordpress.com/2010/05/vasp_cemiterio2.jpg)

  • http://www.facebook.com/people/Micael-Rocha/100001068271319 Micael Rocha
    • http://www.avioesemusicas.com Lito

      Será que vão poupar os cockpits? Seria uma boa pra quem tem espaço em casa pra fazer um simulador.

  • Generoso Ferrero

    Lito é realmente frustrante saber que esse aviões vão ser retalhados e vendidos como sucata, sabendo que temos escola de Técnicos de Manutenção Aeronáutica em São Paulo mais especificamente no Guarujá gerenciada pelo Centro Paula Souza e ainda não tem motor a reação para as aulas praticas. 
    Será que o poder judiciário que “bateu o Martelo”, sabe dessa informação?
    Abraços
    Prof. Generoso de motores a reação

    • Demerson Polli

      Caro,

      Estes aviões estão sem motor a muito tempo. Como os motores são muito valiosos, eles foram retirados a muito tempo. Não sei o estado de todos os hulks da VASP espalhados por aí, mas todos que já vi (Congonhas, Brasília, Campinas, etc) estão sem os motores.

      Demerson

      • Generoso Ferrero

        Os aviões estão sem os motores mas existem motores espalhados por aí.
        Acredito que um pouco de vontade dá para fazer a escola ficar um pouco mais completa, basta um pouco de vontade.

        • Demerson Polli

          Caro Generoso,

          Se os motores ainda estão por aí… e certamente não serão reutilizados em nenhuma aeronave em voo…

          Concordo contigo, uma doação não seria nada mal.

          Mas, até onde sei… os motores são os itens mais caros em um avião e representa uma bela fatia do preço total. Será que não pretendem vender tais motores para obter alguma grana? Existem muitas empresas de carga voando 727/737-200 por aí, não?

          Demerson

  • IThiaguin

    Bem Eles Poderiam Criar um museu e colocar as aeronaves ;) Eu qeria comprar olomenos o banco do cockpit

  • Kaykeneri

    Como Que Eu consigo Compra uma Sucata desta da Vasp Um Boeing 737..?

  • Kaykeneri

    Tenho  interesse a Comprar uma Sucata desta como fasso°?

  • SOUZA

    PARA MIM  ISTO É UMA VERGONHA , POIS O GOVERNO JÁ   DEU SOCORRO A TANTA EMPRESAS E CONTINUA A EMPRESTAR  A OUTRAS  E ESTRANGEIRAS, OBSERVAR  OS AVIÕES SENDO  SUCATEADOS DEPOIS DE TANTO TEMPO  AGORA O JUDICIARIO TOMA ESTA DECISAÕ ….. NAÕ ERA MELHOR TER COLOCADO A EMPRESA PARA VOAR…………..E O PESSOAL DA VASP NA ATIVA….. 

  • Pingback: Uma breve história da VASP – Flag Carrier Paulista « Aviões e Músicas

  • Pingback: Historia da Vasp | Hideo in japan Blog

Topo