banner livro

Bela (e verdadeira) campanha para o 747-800

Dando um “break” nas notícias sobre a tragédia do Air France até que informações factuais apareçam.
Bem, eu gosto de Boeings. Não comecei minha carreira neles, comecei com Lockheeds (os Electras da Varig), que também eram maravilhosos e deixaram saudades. Mas a Boeing sabe fazer máquinas voadoras como ninguém, e eles fazem bem logo de cara. Não precisa provar, basta pegar o 737 ou 747 como exemplos. Os 737 vendem muitíssimo bem até hoje para um avião projetado na década de 60, com vários “tweaks” e modificações, porém o projeto estrutural é praticamente o mesmo. Isso mostra a robustez do Design.
E agora temos o 747-8 em fase de desenvolvimento, com uma asa totalmente remodelada “a la 787”, um “upper deck” alongado e aviônicos de última geração. Alguma dúvida de que vai fazer sucesso? Espero que seja uma das escolhas da United, que informou hoje planos para remodelar a frota.
Mas o título é sobre a campanha que a Boeing lançou sobre o 787 e vejam que beleza de associação:
747-8 versus porsche

Both vehicles have an enduring design and state of the art performance. They’ve evolved, improved and sustained their status as market leaders.

Would you consider a 2009 Porsche 911 Carrera a 40-year old vehicle? Of course not. As the readers of Global Traveler will tell you, the 747 reigns supreme today, and the passenger experience will only improve with the new 747-8 Intercontinental. Or as Tina Turner might say, “simply the best, better than all the rest.”

Ambos veículos possuem um Design duradouro e performance superior. Eles evoluíram, melhoraram e sustentaram o status de Lideres de Mercado.
Você consideraria um Porsche Carrera 2009 um veículo velho de 40 anos? Assim como os leitores de Global Traveler podem dizer, o 747 reina supremo hoje, e a experiência do passageiro vai melhorar ainda mais com o novíssimo 747-8 Intercontinental. Ou, como Tina Turner diz “simplesmente O melhor, melhor que todo o resto”

Não é a toa que os 747 são chamados de “Queen of the skyes”.

Tags: ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo