banner ad

Buraco no motor da China Eastern

Um Airbus A330-200 da China Eastern (matrícula B-6099) sofreu uma falha no motor esquerdo durante a decolagem saindo de Sydney na Austrália e retornou ao aeroporto após 40 minutos com o motor desligado. Ao chegar no portão de desembarque era visível os danos na entrada de ar do motor, como mostram estas fotos.

Buraco visível no Inlet Cowl

Danos no Inlet Cowl

Esta parte que está faltando é responsável por duas funções no motor: reduzir o nível de ruído na entrada de ar e ajustar a pressão e fluxo de ar para o Fan, o principal responsável pela potência dos motores à reação com alta razão de by-pass. Um buraco nesta região cria um desbalanceamento do ar que faz com que o motor não responda corretamente, entre em regime “surge”(stall de compressor) e tenha que ser cortado (desligado).

Os Airbus A330 possuem 3 opções de motores (o comprador é quem decide se quer o motor Rolls Royce, o GE ou o Pratt & Whitney). Um incidente semelhante a este ocorreu mês passado com um A330 da Egypt Air, que também possui motor Rolls, vejam:

Egypt Air – Cairo

Um pouco mais no passado, em 2006, um A330 da Emirates com motor Rolls também sofreu algo semelhante:

Trent 700 da Emirates

Ainda é cedo para saber a causa, obviamente. Mas a Rolls já deve estar com os engenheiros todos à postos para saber se há um ponto em comum entre estas falhas e qual é a causa raiz do problema. Até lá a EASA já possui uma diretiva solicitando um intervalo de inspeção menor no Inlet Cowl dos motores Trent 700. A causa será descoberta e remediada.

Quais os riscos de ocorrer ao mesmo tempo nos dois motores?

Muito, muito, muito baixas. Os motores instalados nas asas possuem diferentes ciclos (e horas) em operação, portanto a mesma falha simultânea é daquelas raridades iguais a você acertar na mega-sena.

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
  • bit lascado

    Lito, o inlet cowl é trocado junto com o motor ou é mesmo sempre? Lembro que o Ed Force One depois do acidente no Chile veio pro Brasil com um inlet cowl cinza Lufthansa

    • Gomba

      inlet vem junto com o motor. Carenagem principal, com o avião.

    • Rafael Peres

      Os air-inlets podem ser trocados, independente do motor, assim como o nozzles e os thrust-revesers.

    • Geralmente não é trocado, permanece.

  • Sergio Landim

    Dois rolos de silver tape e estará novo de novo!

  • Eita!! Que buracão!

  • Gustavo Silva

    SuperBonder e chiclete e já era. Tá novo.

    • ADAM ROCKERFELT

      Esqueceu do SilverTape.

      • Augusto Guimaraes

        Silver tape Não…. SpeedTape!

  • Idol Hengli

    Meu Deus, Parece o meu carro huahauauauhauhuaa

  • MRubs

    Lito. No campo das conjecturas, vendo mais fotos do evento, parece que o fan não sofreu danos e os danos na carenagem parecem ocorrer no sentido oposto ao do fluxo normal de ar entrando no motor. Pode fazer sentido?

    • Sim, não é uma falha incontida de motor, é somente uma falha na estrutura dos painéis do inlet cowl

  • Giuliano Rufino

    Mas essa peça e projetada pelo fabricante do motor ou do avião?

    • Dos dois em conjunto.

  • Ricardo Iki de Rezende

    Mas quase todo mês alguém acerta na mega sena! hehehe

    • Você já acertou?

  • by HUGO

    Lito..faz um video falando sobre:
    1-Como se balanceia as pás do Fan (queria ver)
    2-Quais as aeronaves q possuiemo recurso de liberar o Motor em caso de emergencia. Como funciona? Ja teve algum caso? Como seria para o piloto controlar o aviao?

Topo