banner livro

Colisão com pássaros em alta altitude

Abutre Urubu
Este bicho aí costuma voar alto, muito alto.

O NTSB está investigando dois incidentes de colisão com pássaros em alta altitude, que aconteceram no início desta semana no estado do Arizona.
O primeiro foi na segunda feira e causou danos na fuselagem de um MD90 da Delta Airlines (N909DA) que tinha decolado de Phoenix.
O voo 1232, com 65 passageiros e cinco tripulantes estava subindo para o nível 300 (30,000 pés ou 9,144m) ao norte do aeroporto quando encontrou um bando de pássaros a aproximadamente 11,000 pés(aprox 3400mts).
Depois de retornar ao aeroporto de Phoenix, o pessoal da manutenção encontrou um “rasgo” de 46cm na fuselagem, logo atrás da janela do lado direito do cockpit. Ninguém se machucou.
O segundo incidente foi com um Beechcraft C99 (N330AV), que atingiu um bando de pássaros na mesma altitude, próximo a Show Low, Arizona, em um voo que saiu de Phoenix. O piloto, única pessoa a bordo, sofreu alguns cortes no rosto quando a ave quebrou o parabrisa.

Voltando ao Urubu lá em cima, esses incidentes, apesar dos pássaros estarem voando alto, não eram urubus. Os urubus são capazes de voar mais alto ainda…
Levando-se em conta que acima de 10.000 pés o ar já começa a ficar tão rarefeito que se torna quase impossível respirar, responda abaixo:
[poll id=”6″]

Pesquisa ja encerrada, a resposta correta e 37.000 pes, conforme o comentario numero #3 do Luciano Kuduavicz. Obrigado a todos que votaram.

Tags: ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo