banner livro

Com essa manchete do IG, não admira as pessoas terem medo de voar.

É de doer na alma ler um negócio desse. Sabe quando um raio vai quebrar a asa de uma aeronave? NUNCA!

Manchete do IG sobre o incidente com aeronave da Delta em Buenos Aires

Manchete do IG sobre o incidente com aeronave da Delta em Buenos Aires

Quer saber de verdade o que um raio pode causar no avião? Então leia isto: O que acontece quando um avião é atingido por um raio.

As pessoas que têm medo de avião e lêem uma manchete daquela num grande portal, ficam aterrorizadas, afinal há uma foto com danos (que não mostra muita coisa pra quem não entende) e a informação ERRADA que o estrago foi causado por um raio. Tem que ter muita paciência.
Mais um detalhe: o incidente foi grave sem dúvida, mas em nenhum momento os passageiros ou o próprio avião estiveram em perigo. O jornal El Pais do Uruguai anunciou o incidente como “quase queda”.

Estas são as duas fotos tiradas por passageiros:

Foto de pax

Foto do passageiro Florence Senese

Foto de pax av

Foto de passageiro sem crédito de autoria

É possível perceber que houve um cisalhamento de um dos slats no bordo de ataque da asa direita.

Opa, peraí Lito! O Que é Slat? Pra que serve? Já falei sobre isso, está tudo explicado neste post aqui.

Este tipo de dano pode significar que ocorreu uma falha estrutural, porém o que causou a falha só a investigação vai definir. A aproximação foi feita com tempo bem ruim em Buenos Aires, com rajadas de vento de até 48 nós (89 Km/h), mas mesmo que tivesse ocorrido uma condição de overspeed (velocidade acima do previsto para a posição de flaps), a perda do slat não teria ocorrido (haja vista o lado esquerdo do avião não sofreu qualquer dano).

Passageiros disseram ter visto faíscas na área (e associaram ao suposto “raio”), mas por aquela área passam chicotes elétricos e fiação de sensores, que poderiam causar faíscas até desarmar o circuit breaker (disjuntor), então isto é plausível.

Não vou especular sobre tudo que poderia ter causado a falha do slat (até explicação para um raio teria, desde que houvesse MAIS um problema associado: Aterramento). Se um dia o relatório do incidente for publicado saberemos, mas garanto que o raio por si só não arrancou pedaço nenhum, muito menos quebrou a asa.

Lembrete: Cuidado com as manchetes, qualquer uma, sobre qualquer coisa.

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo