banner pneufree.com

Comissária ajuda a pousar um 767 (não foi filme)

Uma comissária de bordo ajudou a pousar um Boeing 767 da Air Canada depois que o co-piloto ficou incapacitado num vôo transatlântico.
Isso aconteceu em 28 de Janeiro deste ano, e foi um incidente considerado sério pela “Unidade de Investigação de Acidentes Aéreos” da Irlanda.
O relatório informa que o comandante do vôo percebeu que não estava tdo bem com o co-piloto mesmo antes de decolar de Toronto com destino a Londres. O co-piloto chegou meio apressado na sala de operações quando o comandante já havia feito tudo praticamente sozinho. Este pediu para que o co-piloto seguisse para o avião que o pre-flight já estava todo preparado. Após a decolagem e já em vôo de cruzeiro, o comandante passou a ficar incomodado com a condição física e as atitudes do co-piloto (CP), que estava fora do “normal”. Por várias vezes o CP saiu do cockpit e voltou sem seguir os procedimentos de segurança e então passou a não conseguir mais falar coisa-com-coisa e não obedecia mais o comandante. Este então entrou em contato com os comissários e solicitou ajuda para retirar o CP do cockpit e identificou dois médicos a bordo que passaram a cuidar da situação médica. Como não havia nenhuma piloto a bordo para substitir CP, uma comissária que possuia brevê assumiu o lugar.
O comandante entrou em contato via rádio com o centro oceânico de Shanwick e solicitou alternar o vôo para Shannon ao invés de seguir para Londres onde tempo não estava muito bom. O pouso foi tranquilo. Médicos atendeam o CP que ficou hospitalizado por 11 dias antes de retornar ao Canadá.
Interessante não haver um terceiro piloto em vôos ETOPS, achei que fosse regulamento ter o terceiro homem….

Tags: ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
banner livro
Topo