banner livro

Comissários de bordo vistos de uma maneira “deselegante”

Acho que hoje é o dia de falar de comissários.

Como se não bastasse não ser uma profissão nada fácil e ainda cheia de estereótipos, agora os comissários enfrentam campanhas publicitárias que podem aumentar o risco de “sexual harassment” (assédio sexual).

Empresas aéreas “eróticas” estão colocando a profissão de comissárias de bordo em risco” disse a presidente do sindicato de comissários de bordo da Austrália Jo-Ann Davidson.

O aviso dela vem depois de uma leva de campanhas publicitárias ao redor do mundo com apelo sexual explícito.

No início da semana de Julho deste ano, uma nova empresa aérea Russa de baixo custo (tipo Gol) chamada Avianova lançou uma campanha mostrando comissárias de biquíni lavando o avião.

Alguns dias depois, vazaram algumas fotos tiradas para o calendário da Aeroflot que mostravam uma comissária completamente nua:

“Este tipo de campanha provocativa usando tripulação de cabine não é tolerado na Austrália e não deveria ser aceito em nenhum outro lugar” diz a senhora Davidson.

“Campanhas que sugerem que a tripulação é parte do produto que a empresa está vendendo envia uma mensagem errada e coloca os comissários em risco de abuso, e tudo isso por uma passagem de 10 dólares”.

“A tripulação de cabine merece trabalhar em um ambiente seguro e ser tratada com respeito e dignidade”.

Eu concordo com a Jo-Ann Davidson. Algumas pessoas não sabem separar a vida real da propaganda. Aliás, nem precisa de campanha pra mostrar que as comissárias são assediadas durante todos os dias dentro dos aviões.

A lista de propaganda vai longe, o ano passado foi o calendário da Ryanair, a pintura do Southwest, etc.

Tá fácil não a vida dos comissários heim?

Tags:

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo