banner livro

Como Estudar Engenharia Aeronáutica Com Eficiência

Tela do Algodoo

Tela do Algodoo

Projetar, construir e fazer a manutenção de uma aeronave. São estas as principais funções de um engenheiro aeronáutico. Por ser uma profissão que implica em grandes responsabilidades, a formação é exigente: apesar do setor não parar de crescer, formar-se em engenharia aeronáutica e chegar ao mercado de trabalho não é nada fácil.

Os resultados, no entanto, são recompensadores. O salário inicial passa dos R$ 4 mil e a profissão é uma das que conquistaram o pleno emprego no Brasil, o que quer dizer que 100% dos profissionais estão empregados.

Uma das empresas que mais absorvem esses profissionais é a Embraer, líder mundial de aviação comercial de pequeno e médio porte. Há inclusive uma demanda por maior número de profissionais. Segundo o Guia do Estudante, o Brasil forma menos da metade da quantidade de engenheiros aeronáuticos que seriam absorvidos no mercado. Entre os motivos estão a alta concorrência para o ingresso nos cursos, bem como o nível de exigência dos estudos.

Outro motivo para a disputa por esses profissionais no mercado ser grande é a escassez de vagas oferecidas pelas universidades. No Brasil, as que oferecem o curso de Engenharia Aeroespacial são: o ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), a Univap (Universidade do Vale do Paraíba), a UnB (Universidade de Brasília) e a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

A formação inclui disciplinas de física, química, matemática, computação e, depois, migra para algumas áreas mais específicas, relacionadas à tecnologia, eletrônica, dinâmica e sistemas de controle.

Quem já passou pela rigorosa seleção do vestibular (a média do ITA é de 42 candidatos por vaga e, a concorrência entre os vestibulandos, uma das mais altas do país) sabe que manter os padrões de notas exigidos pelos cursos requer muita dedicação. São noites e noites estudando para provas, fazendo trabalhos e resolvendo listas de exercícios. Café e cochilos em cima dos livros tornam-se rotina.

Para que o processo de estudo seja mais eficiente, além de ser disciplinado ao extremo é importante buscar ferramentas que podem auxiliar nos estudos. Uma dica é procurar mecanismos online. O plugin Chemistry Add-in for Word, por exemplo, faz com que o Microsoft Word consiga criar fórmulas químicas. Na rede social acadêmica Passei Direto é possível trocar conhecimento, tirar dúvidas com estudantes da área e compartilhar arquivos gratuitamente. Ideal para quem deseja estudar física de maneira mais divertida, o Algodoo serve tanto para os estudos quanto para descontrair.

Adryan Lima

 

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Espaço dedicado aos textos dos leitores do AeM que colaboram com artigos de aviação.
Topo