banner livro

Como fazer “funilaria” em um Boeing 747 – A história de uma recuperação



As imagens que vocês verão a seguir são o supra-sumo de um trabalho de manutenção bem feito e bem coordenado para recuperar uma aeronave gigantesca como um 747 em território estranho e com toda uma logística de transporte de peças e material inimaginável.

No dia 23 de Setembro de 1999, um Boeing 747 da Qantas, prefixo VH-OJH, atravessou o final da pista do aeroporto de Bangkok por mais de 200 metros para além da área de escape após o pouso em tempo chuvoso, colidindo com as antenas de Localiser até parar em uma estrada de um campo de golfe.

Estas fotos são do dia seguinte ao acidente.

Atenção aos cachorros descansando na sombra e aos danos (vincos) na parte de baixo da fuselagem.

Como é que se tira 300 toneladas desse atoleiro? Complicado.

Danos no pylon causados pela quebra dos trens de pouso:

A partir de agora, clique nas miniaturas e leia a descrição de cada uma das fotos para entender todo o processo que a manutenção fez para recuperar a Rainha até que pudesse voar novamente. São duas páginas de miniaturas.

Isso é um tributo aos que trabalham em manutenção.

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo