banner livro

Como foi 2013 no Aviões e Músicas

Happy New Year

Happy New Year

2014 está no visual, hora de lembrar como foi 2013 aqui no AeM.
Primeiro, um motivo de comemoração: a audiência do blog aumentou 52% em relação ao ano passado. Foram mais de 12 milhões e 400 mil page views no ano, média de mais de um milhão ao mês, o que vem comprovar que escrever voluntariamente, honestamente e com responsabilidade vale a pena.

Neste ano de 2013 aqui no AeM acompanhamos os problemas com as baterias do 787, que culminaram com o “groudeamento” da frota. Em meio a toda a confusão, a American Airlines estreou sua nova pintura e o Alexandre explicou a história por trás de sua primeira CCT de mecânico. O Sander, por seu lado, descreveu a vida de piloto e eu fui enganado com uma foto sensacional do SR-71 do FSX que quase passou como sendo de verdade.

Em Fevereiro, um curta metragem emocionou os aficionados por aviação, e participei de um podcast com o pessoal do Aerocast (que vende as camisetas do Aviões e Músicas), na verdade um bate papo descontraído em duas partes sobre aviação e problemas do 787. Nesta época o Goytá nos presenteou com ume belo texto sobre o Koln Concert, pelo qual me apaixonei.

Em Março, depois de mais de um mês com os 787 parados, a Boeing mostrava sua solução para os problemas da bateria de íons de Lítio, que não mais ocorreram. Matei a curiosidade de pessoas que queriam saber como se “dirige” um avião no chão e discutimos aquele velho assunto sobre celulares a bordo, que no final do ano foi liberado pelo FAA para uso nos EUA.

Em Abril, visitei pela segunda vez o espetacular XB-70 Valkyrie no museu de Dayton e na volta mostrei como se troca um pneu de Boeing 777, ao mesmo tempo que desmenti um hacker que disse ser possível tomar o controle de um avião em voo usando o Android.

Maio chegou com o programa “Fantástico” da Globo mostrando um documentário sobre a queda intencional de um Boeing 727, mas como sempre abusando da dramatização e esquecendo o principal. O AeM estreou um novo Logotipo desenvolvido pelo Bachian e explicou o motivo do 787 ser tão silencioso. Presenciamos a vergonha alheia do cantor Latino tirando foto em voo e publicando no Twitter, que culminou com a demissão da tripulação e nos entristecemos com as imagens fortes do acidente com um 747 da National Air cargo.

Em Junho saiu o relatório final do acidente do Air France AF447 e o A350 fez seu primeiro voo, justamente quando um grupo de jovens brasileiros ganhava um concurso de inovações da Airbus. Ah, e escrevi sobre o incrível “causo” do 737 que bateu em um peixe em pleno voo!

Em Julho ocorreu o primeiro acidente com vítimas em um 777, que mostrou toda a sua segurança e robustez salvando centenas de vidas. Em Agosto, outra tristeza com o acidente que vitimou dois oficiais da FAB em um Super Tucano durante treinamento da Esquadrilha.

Em Setembro estreou o filme “Aviões” da Disney no Brasil e tive o privilégio de entrevistar os diretores em Oshkosh e sortear a pré estréia para alguns leitores. Expliquei um pouco sobre a turbulência que causa tanto medo em passageiros e que, dado o sucesso do post, vai se transformar em uma grande palestra sobre aviação em 2014. E no final do mês, a versão alongada do Boeing 787 fez o primeiro voo.

Outubro chegou com algumas curiosidades sobre aviação e uma saída secreta para pilotos explicada pelo Gabriel AP, enquanto o Alexandre iniciou uma série sobre aviação na América do Sul e eu mostrei de novo porque voar é tão seguro.

Em Novembro, o maior cargueiro do mundo em volume de carga pousou em uma pista pequenininha, e falando em coisas pequenas, o Alexandre explicou porque aviões com hélices não são aviões antigos.

E entramos em Dezembro com uma misteriosa estrutura no Aeroporto de Guarulhos e o triste acidente (suicídio) com o E-190 dos nossos amigos de Moçambique.

E vamos em frente aproando 2014. Desejo a todos os amigos leitores um fim de ano excelente com a família, e neste ano excepcionalmente, por absoluta falta de tempo deste que voz escreve, não vai rolar um Mixtape de Fim de Ano, mas o do ano passado ainda tá válido! :)

Ah, fiquem de olho no primeiro post do ano, um vídeo sensacional.

Tags:

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo