banner livro

Como funciona o Reversor de um motor a jato?

Resolvi mostrar um pouco deste componente que ficou tristemente famoso por causa do acidente com o TAM JJ3054.

O Reversor de Potência (Thrust Reverser)

Antes de mais nada, vamos deixar uma coisa bem clara: O fato de um Reversor estar bloqueado (ou pinado como a imprensa costuma escrever) não causa acidentes.
Todos os aviões podem voar com os reversores bloqueados.
O cálculo de distância de pouso é feito SEM levar em consideração o uso de reversores.
Isto significa que mesmo com dois reversores inoperantes, um avião a jato vai parar na pista sem problemas.

_Então para que servem os Reversores?
_Resposta simples: Para economizar os freios!

Os freios de aviões comerciais possuem discos de carbono, e são “meio” caros, então se puderem ser usados com “moderação”, duram mais, e neste ponto os reversores auxiliam.

Fiz o filme abaixo pra mostrar o que acontece no motor quando o reversor é acionado.

Basicamente existem dois tipos de reversores hoje em dia: Este do filme que fiz, que é do tipo “Blocker Door”, usado na grande maioria dos aviões comerciais, e os do tipo “concha”, que são usados nos motores Rolls Royce que equipam por exemplo os Airbus A330 e os antigos 737-200 (fotos abaixo).

Nos reversores do tipo “blocker door”, a saída de ar é bloqueada na traseira e direcionada em vários ângulos através das “cascade vanes”.

_Ué, mas pra que tem que direcionar o ar que foi bloqueado atrás? Não é só jogar o ar pra frente pra diminuir a velocidade do avião?

_Não! O ar não pode ser simplesmente jogado para frente, porque lembrem-se que o que for jogado na frente é automaticamente “engolido” pelo motor novamente, e isso inclui sujeira, pedras, etc.
Por esse motivo, o ar que é direcionado pelas “cascades” são jogados em ângulos de 45º e dependendo também do lado em que sai. Por exemplo, o lado do motor que fica próximo a fuselagem possui uma angulação diferente do lado que fica livre.
Os engenheiros pensam em tudo não é mesmo?

Agora chega de papo, vejam o filme e conheçam o famoso Reversor :)

Tags: ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo