banner pneufree.com

Como um deficiente físico (cadeirante) consegue viajar de avião? #pergunta


Marcelo perguntou:

Olá Lito!
Comecei a ler o seu blog a pouco tempo e achei ele muito interessante.Tenho uma dúvida: Um deficiente físico pode viajar de avião? Se não,as companhias aéreas já possuem planos para atender deficientes?

Marcelo, sim, claro que podem.
Mas para a viagem ser agradável para o cadeirante, tanto o aeroporto quanto a empresa aérea e a aeronave devem possuir acessibilidade.

Vou falar sobre a empresa aérea que trabalho já que não tenho conhecimento das outras, embora o processo seja semelhante. Em relação à aeronave, ela é equipada com um cadeira de rodas especial (chamada de Aisle Wheelchair) projetada para passar nos corredores apertados entre os assentos. Esta Aisle Wheelchair é mantida desmontada em um compartimento separado para o uso durante os voos longos, pois o cadeirante vai precisar para o caso de necessitar ir ao lavatório. Após o embarque, funcionários movem o cadeirante da aisle wheelchair para o assento da aeronave.


Aisle Wheelchair

Falando em lavatório, as portas dos lavatórios comuns são “sanfonadas” para economizar espaço na cabine certo? Porém, em toda aeronave de longo curso (na empresa em que trabalho) há um lavatório acessível para cadeirantes, cuja porta é maior que dos outros lavatórios e abre para fora como um banheiro normal para facilitar o acesso. O banheiro, apesar de pequeno, é maior do que os outros e possui barras para auxiliar o cadeirante. Meio impossível conseguir fotografar o banheiro, mas montei essa panorâmica mostrando como é por dentro deste lavatório especial:

Em relação ao aeroporto, há três maneiras do cadeirante embarcar:

1- Quando o aeroporto possui “pontes” (fingers), o cadeirante pode se locomover por meios próprios (ou com auxilio de funcionários) até a porta da aeronave quando então é transferido para a Aisle Wheelchair.

2- Quando o aeroporto não possui fingers (ou a aeronave parou em algum lugar remoto), então pode-se usar dois métodos para embarcar o passageiro: Um “Ambulift”, que é um veículo acessível com elevador que se “acopla” à porta da aeronave e permite a transferência do passageiro, conforme fotos abaixo.

Ambulift Azul

Foto retirada do site Usiwz

Ambulift Azores

Foto retirada do site Turismo Adaptado

Ambulift Guarulhos

A foto acima foi retirada do blog Acessibilidade na Prática, que aliás recomendo a leitura através do link sobre uma viagem de Mato Grosso até a Alemanha de um cadeirante.

3- Caso o aeroporto não possua o “Ambulift”, o cadeirante pode ser levado pelas escadas com o auxílio de funcionários mas isto é altamente NÃO RECOMENDADO, pois uma queda de um auxiliar pode por em risco o cadeirante, ou então com o auxilio de uma ferramenta que é chamada de “cadeira de propulsão elétrica” (que também existe em Guarulhos além do Ambulift), cuja foto está abaixo:

Uma vez eu vi esta cadeira em ação é achei muito engenhosa, pois ela sobe e desce a escada com uma “lagarta” embaixo e o cadeirante em cima. Eu teria um pouco de medo ..hehehe.. pois dá a impressão que a cadeira está flutuando sobre a escada, mas é super segura, muito mais do que com várias pessoas segurando a cadeira.

Enfim, a resposta ficou até longa demais, mas achei interessante falar mais sobre a acessibilidade em aeronaves e aeroportos.

Tags: ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
banner livro
Topo