banner livro

Como um Volkswagen Touareg consegue rebocar um Boeing 747?

Viram o clipe né?

Acharam algo estranho neste “747”? Ele tem dois motores nos pylons internos e um tanque de combustível sobressalente no pylons externos….hummmm…estranho…alguém se lembra de ter visto este avião em algum lugar antes?

A matrícula dele é N9747P, ma se você procurar esse registro no Google vai encontrar esta matrícula em um jatinho lockheed executivo (que nao existe mais), ou então a informação de que é um registro falso usado para filmagens.

Qual seria a história por trás desse 747 então?

Bem, a começar pelo registro, ele é sim reservado pelo FAA para aeronaves que serão usadas em filmes no cinema…legal né?

Este 747 é agora um modelo estático (não voa mais), mas já foi um dia um 747-200B operado pela British Airways. Foi construído em 1980, com o registro G-BDXJ, e batizado como “City of Birmingham.” Este avião nunca teve qualquer problema sério e fez parte da frota da BA por mais de 20 anos.

Em 2002, a British Airways o transferiu para European Aircharter, onde operou por alguns anos e depois foi emprestado (leasing) para Air Asia e Malaysia Airlines. A aposentadoria veio em 2005, voando pela Air Atlanta Europe. No momento ele está aguardando o desmanche, porém, ainda sobrevive graças ao cinema e campanhas de publicidade (sortudo).

Sendo modificado p/ ter 2 motores juntos

Em meados de 2005, o G-BDXJ fez seu último voo para Dunsfold Park, próximo a Londres, onde teve seus motores removidos (os motores são muito valiosos e sempre são vendidos quando um avião é levado para o desmanche) e algumas alterações foram feitas para a filmagem de James Bond – Casino Royale (ahá, agora lembrou de onde já tinha visto este bicho né?). No filme ele era chamado de Skyfleet S570…hehehe

Este mesmo 747 modificado foi usado na campanha publicitária das características de reboque do Volkswagen Touareg V10 TDI.

Obviamente o carro foi adaptado para a tarefa, com adição de bolas e barras de aço para aumentar o peso do veículo e melhorar a tração. Uma transmissão mais curta do modelo V8 também foi usada, além de maior pressão dos pneus e um adaptador traseiro para acoplar a barra de reboque.

O motorista do teste foi Uwe Krieghoff, e o Touareg se mostrou capaz de ter o torque e também a tração necessária para puxar as 180 toneladas do 747 por uma distancia de 150 metros. A velocidade máxima durante o reboque foi de 8 km/h.

Apesar de parecer um grande feito, qualquer veículo que estivesse suficientemente carregado (pesado) seria capaz de rebocar um 747… até mesmo um homem já conseguiu esta façanha: David Huxley, em Outubro de 1997 puxou um Jumbo de 184 toneladas por uma distancia de 91 metros em 87.7 segundos… fraquinho o cara heim?

Em tempo: Estes motores lado-a-lado neste 747 são falsos apesar de muito bem feitos.

Mais informações: Aerospace.org

Tags: , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo