banner livro

Dia Internacional do Controlador de Tráfego Aéreo

Torre de Controle do Aeroporto de Jacarepaguá.

A torre de controle do Aeroporto de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro/RJ, é uma das torres com maior movimento no Brasil. Foto: © Lucio Daou – Todos os direitos reservados.

O dia 20 de Outubro é um dia importante para a aviação, no mundo todo. É o Dia Internacional do Controlador de Tráfego Aéreo, aquele profissional do qual normalmente só se conhece a voz! No imaginário coletivo, esta é considerada uma das mais estressantes profissões que existem. Bom, o imaginário coletivo está certo, é uma profissão bastante exigente!

Torre de Controle do Aeroporto de  Viracopos, Campinas/SP

A imponente torre de controle do Aeroporto de Viracopos, em Campinas/SP. Foto: © Alexandre Barreto – Todos os direitos reservados.

Porém, apesar disso, dentro dos vidros das torres de controle estão profissionais felizes, realizados e principalmente, apaixonados pelo que fazem, como várias outras profissões da aviação. Aliás, existem controladores que gostam tanto de aviação, que têm como hobby atividades correlatas, como simulação de voo, aeromodelismo, planespotting e também a própria pilotagem de aviões e helicópteros – Sim, existem controladores-pilotos!

Torre de controle de Porto Alegre, RS.

A infinidade de antenas da torre de controle de Porto Alegre/RS, impressiona e mostra a importância da comunicação e da troca de informações para a boa prestação do controle de tráfego aéreo. Foto: © André Giron Bernaud – Todos os direitos reservados.

A profissão de controlador é a mais conhecida do imprescindível Serviço de Navegação Aérea, que engloba muitas outras áreas e profissões igualmente importantes, mas quase desconhecidas do público em geral e mesmo dos que trabalham na aviação. Estamos acostumados a ir ao aeroporto e ver uma torre de controle, mas você sabia que os controladores podem trabalhar também em centros de aproximação (APP) e centros de controle de área (ACC)? A maior parte dos controladores brasileiros não trabalha nas torres, e sim nestes outros órgãos, que cuidam do tráfego aéreo fora das áreas de jurisdição das torres de controle.

Torre de Controle do Galeão.

A clássica torre de controle do Aeroporto do Galeão/Tom Jobim, no Rio de Janeiro/RJ, construída em 1976. Foto: © Lucio Daou – Todos os direitos reservados.

Ser controlador no Brasil exige bastante dedicação e infelizmente, não é uma profissão regulamentada, uma luta que já dura décadas. Bom, para se tornar controlador em terras tupiniquins, é preciso prestar concurso público, e existem duas opções:

  1. Na Infraero, o cargo é totalmente civil (regido pela CLT) e se chama Profissional de Tráfego Aéreo, o curso de formação é ministrado pela Força Aérea Brasileira e dura aproximadamente 10 meses;
  2. Na Força Aérea Brasileira (FAB), o curso de formação dura 2 anos, pois envolve também a formação militar e a patente inicial é Terceiro Sargento (3S);
  3. Mas não eram 2? Pois bem, existe na FAB o cargo de controlador civil, o cargo é denominado DACTA e apesar do controlador ser civil, o trabalho é em ambiente militar.

Assim, o Aviões e Músicas parabeniza os colegas controladores de tráfego aéreo do Brasil e do mundo, prestando esta singela homenagem a estes profissionais que garantem a segurança de todos que voam!

Lucio Daou

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Espaço dedicado aos textos dos leitores do AeM que colaboram com artigos de aviação.
Topo