banner ad

Do Electra ao Boeing 787

787 - Foto © Boeing Corporation

787 – Foto © Boeing Corporation

Em Fevereiro de 1986 eu começava a aprender [de verdade] as entranhas de um avião, era meu primeiro curso na VARIG em Congonhas. Quase 7 meses em sala de aula com muita base teórica de manutenção e eletrônica, sendo que o curso específico do L-188A Electra talvez tenha demorado 1 mês. Alguns anos depois do Electra, passei pelo “surubão” (apelido do curso em que a Varig dava três modelos de avião de uma vez só em um mês: 707, 737 [clássico] e 727). Mais alguns anos e aprendi o 747-400 pela Korean Airlines nas dependências da Transbrasil em Guarulhos.
O curso do 767 e 777 veio quando entrei na United por volta de 96/97. Mais alguns anos e foi a vez de aprender algo totalmente diferente, Airbus A330/A340 pela Air Canadá em 2005, quase 3 meses em Montreal com direito a simulador e tudo. Deu até para brincar de piloto, quem quiser ver está nesse vídeo antigo: Youtube (nessa época, meu apelido era smart….shhhh, não espalhem!).

Hoje eu e mais três colegas embarcamos para mais um curso na carreira, desta vez é algo tão diferente quanto foi o Electra para mim há tantos anos: O Boeing 787.
Projetos indicam que no inverno de 2015 ele estará por aqui diariamente, em rota regular Houston-São Paulo pela United, a primeira operadora americana do modelo.

Minha sede de aprender coisas novas nunca para, e sempre lembro do meu chefe Souza no setor de inspeção da VARIG:

_”Novinho, o saber não ocupa espaço

Mas o que gosto mesmo é de ter acompanhado a transformação da aviação, da era analógica para a digital, saber de onde surgiram as soluções que hoje são empregadas para os problemas que tínhamos, e a introdução de novos problemas que não tínhamos. Doido! Será por isso que continuo gostando dos meus discos de vinil e fitas cassete e também do iTunes e Spotify?

Deixo dois vídeos para adoçar a viagem, o primeiro tem legendas em Português, basta ativar.

Houston, here we go.

Até mais.

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
  • *suspiros de orgulho*

    • Espero um dia ser feliz sentimentalmente tendo uma esposa orgulhosa assim.. afinal poucas são capazes de entender a paixão pelos pássaros…

  • VITOR WAGNER

    Não tenho a palavra exata para o que sinto, mas creio que ADMIRAÇÃO seja uma boa descrição para o que penso! Parabéns, sucesso e – sempre que sobrar um tempinho – venha nos contar um pouco do muito que sabes. [Aplausos]

  • Paulo Villar

    Parabéns pela oportunidade!
    Aproveite e Conte Tudo depois!

  • acho que voce conheceu meu pai, ele fez o curso da Varig no mesmo periodo. Lutero Messias Franco

    • Sim, trabalhamos na mesma época mas não juntos, acho que o Lutero trabalhava na “operação” do Electra e eu era da Linha. Mande um abraço a ele e pergunte se tem saudades do Germano…rs

      • Fico feliz que você o conheceu. Sim ele era da operação. Infelizmente nosso amigo faleceu já, esta no alto vendo de perto os boeings hehe, e eu herdei a paixão por aviões como hobby. Como ele era nos cursos? Parabens pelo blog, sempre leio.

        • Ah sinto muito. Não participei de cursos com ele mas de vez em quando nós da linha trabalhávamos na operação e provavelmente trabalhamos juntos. Você também está na aviação ou pretende entrar? Um abraço

  • Boa viagem e bom aprendizado com o Dreamliner, Lito.

  • Leonardo Domingos Souza

    Não vejo a hora de você voltar e abastecer o A&M com matérias sobre o 787! Parabéns!

  • Gabriel Lucas

    eu gostaria de trabalhar com alguem como voce Lito. Estou aprendendo bastante sobre Manutenção de Aeronaves e conheci bastante gente com muito conhecimento e o pouco que eles me passaram eu levarei pro resto da vida!

  • Valéria de Melo

    Há muita felicidade nesse post.
    :)

  • Fabio O.

    Olá Lito! É impressão minha ou os 2 ailerons do 787 são acionados para cima no pouso funcionando como speedbrakers? Isso acontece em outras aeronaves? Achava que os ailerons só funcionavam alternados. Abraços!

    • João Henrique

      Algumas aeronaves mais modernas tem usado os ailerons como speedbrakes durante os pousos. Ex: 787, A380, A350, etc. Isso ajuda na hora da frenagem. Ha também aquelas que usam os mesmo como flap, chamando os de flaperon.

  • paulo

    Boa noite a todos, linda história Lito não cheguei a trabalhar na Varig, mas tive um amigo sem igual que sabendo do meu carinho pelos L188 eletras, sempre que podia me levava nas madrugadas ou corujão pra ver as naves em especial o PP-VJM.
    grande abraço e boa sorte meu e desse que acredito ser um amigo em comum vulgo Alvarenga

    • hlzm

      Ôpa: esse é meu amigo em comum também. O Alvarenga foi meu líder de equipe quando entrei na aviação há dez anos atrás. Sistemas aviônicos dos Fokker 100 da vermelhinha, muita história pra contar. Bons tempos!

      • paulo

        poxa que bacana, ele é meu amigo de infância e nos falamos ainda apesar da distância, ele atua hoje na Líder em Macaé, fazendo a manutenção dos helicópteros EC725.
        Da época da vermelhinha, me lembro da incrível história durante á travessia dos F-100 para Dinard na França
        abç

  • Marcelo Santos

    Ei Lito, parece até premonição! Há alguns poucos meses eu havia perguntado a você sobre a vinda desses pássaros para a banda de cá. Você havia dito que nem tão cedo… Pois é, acho que instintivamente eu já previa isso :)
    Não tenho nenhuma ligação com o mundo da aviação, foi simples chute mesmo. Claro que a vontade de vê-los por aqui, pela United (para vemos suas “entranhas”), é muito maior, somado a felicidade de VOCÊ “aproar” esse rumo.
    Parabéns e boa sorte!

  • Humberto Kubrick

    Boa viagem ,Lito e na volta traga um souvenir para sortear conosco,aqui no blog.Abraços!

  • R.F.

    Pessoal, alguém aí sabe como que funciona essa tecnologia que o 787 tem de escurecer as janelas? Em Novembro viajei nele e fiquei o voo inteiro (3h de Madri a Frankfurt) brincando com o botãozinho que faz isso! (rsrsrs) Se alguém souber responde aí, obrigado! (Pena que o Lito foi viajar e amanhã eu também vou, mas p/Europa).

    • Se você quer saber o princípio de funcionamento, procure por eletrocromismo, ou para melhores resultados, electrochromism.

      • R.F.

        Obrigado!!!

    • Patrícia

      Oi R.F., de tecnologia eu também gosto;-). Há diferentes técnicas para se fazer materiais eletrocrômicos ou “janelas inteligentes” (smart windows em inglês).
      De forma simples, uma corrente elétrica é usada para alterar a cor ou transparência de determinadas substâncias químicas. Esta substância é encapsulada entre duas camadas transparentes (vidro ou plástico); na parte interna os substratos transparentes são recobertos por um filme condutor também transparente (geralmente uma fina camada de óxido de índio e estanho) em contato com o produto. O material sofre uma reação química reversível sob a passagem de corrente e se torna escuro, quando a corrente é cessada a substância volta a sua forma transparente incolor. A voltagem pode ser controlada para ajustar a intensidade.

      • R.F.

        Obrigado!

  • Victor Medici De Felice

    E eu esperando ansiosamente pelo curso do A320 Family…!!! #NOVINHODEAVIAÇÃO rs rs

  • Lucas Timm

    yey! Mais coisas sobre o 787!

    A propósito, tu mencionou que se o projeto der certo, ele começará a fazer Houston – São Paulo no inverno de 2015. Inverno americano ou brasileiro?

    • Verão americano :)

      Sent from my Nexus 5
      Em 13/05/2014 10:14, “Disqus” escreveu:

  • Marcelo Cardoso

    Boa sorte e muito sucesso em seu curso, Lito!

  • Leonardo Domingos Souza

    Enjoy your job! Boa estada e bom curso pra vocês! Por favor, peça pro Bolivar trazer umas bugigangas pra mim! (Brincadeira, sei que ele não gosta… kkkkkkkkk)

  • nubiatavares

    Lito, parabéns!!!! Sucesso! Que legal!!!

  • Márcio

    Fantástico! Um verdadeiro privilégio.
    Sorte aí.
    Abra!

  • Caro,
    Parabéns pelo blog. Creio que há pouca coisa em português sobre a arte a ciência da manutenção de aviões. Fiquei muito curioso em saber como a Boeing inovou no treinamento do 787. Você vai compartilhar com a gente?

    • Compartilharei algumas coisas sim. Abs.

  • Gustavo Machado

    Meio atrasado, mas sucesso! E como foi pilotar a geladeira (entendores entenderão) com 4 secadores de cabelo? ;p

  • Guest
Topo