banner livro

Embraer vai reprojetar o atuador de slats do E-170

Embraer E-170

Os atuadores usados para mover os slats dos Embraer 170s estão sendo reprojetados por causa de uma falha descoberta por operadores do avião na Austrália e Europa. O ATSB (Australian Transport Safety Bureau) emitiu uma nota informando que desde que a falha foi descoberta o fabricante do atuador iniciou a modificação do projeto para reduzir a ocorrência do “torque trip and limiter engagement”. Enquanto isso, a Embraer emitiu um novo procedimento de Fault Isolation para sanar o problema e evitar que ocorra novamente.
O ATSB e a empresa aérea Virgin Blue descobriu a falha no ano passado. O Orgão disse que no dia 10 de Agosto um E-170 da Virgin Blue, matrícula VH-ZHA, estava operando de Sydney para Melbourne com seis tripulantes e 54 passageiros a bordo. Durante a aproximação para Melbourne, a tripulação selecionou os flaps para ‘flaps 1’ e numerosos avisos de “caution” apareceram, incluindo ‘slat fail’, ‘spoiler fault’, ‘aircraft operating angle of attack limit fail’ e ‘shaker anticipated’.
“Os flaps foram então “ciclados” para cima e para baixo e de novo as mensagens de falha apareceram”. Os pilotos pousaram sem problema e uma inspeção dos mecânicos indentificou um slat travado. “O procedimento do manual de fault isolation foi cumprido e foi encontrardo o slat #3 do lado esquerdo com o limitador de torque atuado.”
A documentação do ATSB “revelou que isso geralmente ocorre quando os slats são operados em condições de temperatura extremamente baixas”.
A Virgin contactou outro operador de E-170 em clima gelado e este outro operador informou que operator eles também tinham problemas diariamente com falhas de slat.

Fonte: FlightGlobal

Opinião do Blog: Não é raro ocorrerem “redesign” de componentes em aeronaves novas. Geralmente uma aeronave que nasce passa por todo tipo de teste até ser certificada, mas ainda assim só mesmo o uso constante pelo operadores é que “afina” o avião. Eu lembro que os primeiros Boeing 777 sofreram várias modificações no projeto de entrada de ar das packs de ar condicionado (ram air doors), pois o projeto original vibrava e acabava quebrando alguns roletes internos, e isso não ocorreu durante a fase de testes. Eu mesmo troquei umas cincos dessas ram doors.

Tags: ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo