banner ad

Emirates EK-521, incêndio após o pouso anormal.

emirates_b773_a6-emw_dubai_160803_2

Um Boeing 777-300 da Emirates, matrícula A6-EMW, com 282 passageiros e 18 tripulantes incendiou-se após o pouso (com o trem de pouso recolhido) no aeroporto de Dubai. Não houve vítimas, nem mesmo pessoas machucadas.

O site Avherald reporta que na aproximação final para a pista 12L às 12:41 hora local, a tripulação tentou arremeter à baixa altura e depois de recolher o trem de pouso a aeronave não subiu e tocou a pista de barriga, indo parar no seu final. Todos evacuaram em segurança antes do início do fogo, mas a aeronave queimou completamente (é possível ver nas imagens que a asa direita está sem o pylon e o motor (que está de cabeça para baixo), indicando que o impacto foi grande).

É importante ressaltar que isso NÃO FOI um pouso de barriga. Pousos de barriga são pousos controlados quando há uma falha no trem de pouso, e não causam incêndio.

De acordo com gravações do controle de tráfego aéreo, a aproximação foi normal – a torre relembra a tripulação para verificar “trem baixado” (isso é procedimento operacional na maioria dos aeroportos).

Vamos tratar dos fatos primeiro, depois eu comento algumas especulações.

  1. Trezentas pessoas sem nenhum arranhão depois de um acontecimento grave como esse indica que sim, a sobrevivência nas ocorrências aéreas está cada vez maior.
  2. Isso não é milagre. Como eu escrevi aqui neste post, a engenharia moderna melhorou muito a estrutura das aeronaves.
  3. Todo avião é homologado para evacuar todos os seus ocupantes em 90 segundos, considerando que metade das portas irão falhar. Esse conservadorismo faz com que o tempo diminua muito quando todas as portas funcionam, como foi o caso de hoje. Novamente não foi milagre.
  4. Manter o seu cinto de segurança afivelado faz milagres., assim como deixar sua bagagem de mão para trás em uma evacuação.

Os comentaristas das interwebs já começaram a escrever diversas bobagens, que sempre são faladas antes que o relatório do que possa ter acontecido venha a tona.

Entre as bobagens, destaco três:

  1. A tripulação esqueceu de baixar o trem. Ora amiguinhos, em um avião como o 777, há tantos alarmes e vozes soando na cabine se o esquecimento acontecesse, que isso está fora de cogitação. Para entender sobre esses alarmes, vejam o vídeo abaixo.
  2. A Torre de controle pediu para verificarem o trem de pouso baixado e travado, sinal de que eles esqueceram. Repetindo: isso é procedimento normal em diversos aeroportos. Em Guarulhos por exemplo, quando o piloto reporta no Outer Marker, não é incomum a torre solicitar que os pilotos verifiquem o trem “embaixo e travado”.
  3. Como pode os pilotos terem recolhido o trem sem ter “positive rate of climb”. Esse é o típico comentário de quem julga as ações de pessoas treinadas, que chegaram ao comando de um Boeing 777. Ora amigos, e quem disse que não houve a razão positiva de subida? E se ocorreu algum fator meteorológico? E se aconteceu algum fator extra após o recolhimento?

O pior mesmo é ler coisas assim, os fatos totalmente distorcidos da realidade. Toda a informação presente na manchete está errada.

Captura de tela 2016-08-03 15.28.49

Resumindo: Mantenham a calma. Até termos um relatório preliminar é impossível saber o que aconteceu no voo, exceto que houve um acidente grave e não houve vítimas fatais (há informações desencontradas que um bombeiro teria morrido).

Para a sorte desses passageiros, eles não estavam em um ônibus a 300 k/h na rodovia.

Tags: , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
  • Marco Fernandes

    HAHAHAHA. O G1 não falha no sensacionalismo.

  • Beethoven Getulio Marques Juni

    O que seria exatamente o travado ? tem como baixar sem travar? do tipo bate na pista e ele volta tipo porta de geladeira? =]

    • Jeferson Henrique Brant

      Sim tem

    • LeoMuse747

      Travado significa que o trem ficou fixo na posição, e não recolherá durante o toque. Caso o trem esteja baixado mas não travado, ele pode se recolher novamente

  • Marcos

    Tentei achar a história Flightradar24, mas não consegui.

    • Bruno Alexandre

      Eh soh procurar o ultimo voo ek 521…nada aparece, foi um pouso normal

    • Gomba

      Porque não houve emergência. Não tinha problemas até o momento que a arremetida deu errado.

  • Bruno Aguiar

    Algum windshear pode ter jogado o avião ao solo na hora da arremetida?

    • Elton Veoitao

      pode acontecer . . .

    • Gomba

      Possível. Dependendo da altitude que ele tava na hora que comandou a arremetida, sim.

  • Anderson Mella

    Vixi.. Quemô foi é tudo!

  • Guilherme Marques

    Houve uma morte confirmada (bombeiro) e 13 passageiros feridos, sendo 10 ainda em hospitais. Num universo de mais de 300 pessoas, contando a equipe de resgate, foi um bom resultado.

  • Diogo Avila

    É por isso que leio este blog. Parabéns!

  • Romenigue Igor

    Excelente, Lito. Você é demais !

  • Luciano Gurski

    Estava só esperando comentário do lito :) pode ter acontecido algum problema no pouso que levou a bater a asa no chão, e por isso não conseguir subir?

  • Diego

    Aqui em Londrina morreu 8 carbonizado no domingo, o estrago só não foi maior por que acerto uma transportadora… até Hj não foi noticiado se é mono ou bimotor…

    • Gomba

      Foi um PA31, bimotor. Outro acidente bastante estranho.

      • kleber peters

        Isso… um Carajá. Decolou de CGB (500 mts da minha casa).

      • Diego

        Gomba vc tem mais detalhes deste acidente ?

        • Gomba

          Não. Ouvi a fonia apenas. Pelo que ouvi, não houve declaração de emergência e ele tava fazendo aproximação visual, apesar de ser em horário avançado da noite. Mas, segundo o radar do centro de controle, a acft estava em local diferente do que o piloto afirmava.
          É o tipo de acidente que, por não ter apelo na mídia, a gente só vai conseguir saber realmente o que aconteceu quando sair o relatório…

          • Thiago Garcia de Lima

            Em qualquer acidente nós só sabemos o que realmente aconteceu após a liberaçao do relatório. Quase tudo o que sai na midia é mera especulaçao.

    • Estou morando em londrina e soube do acidente, muito triste, tudo parece que foi impericia mesmo, bateu contra o muro de ume transportadora, pelo que aprendemos aqui, nesses casos, seria possivel que desviasse para um campo aberto, reduzindo o numero de vitimas fatais?

      • Padu Moraes

        Foi um Navajo. Pane de motor na Final.
        Comandante declarou emergência mas não conseguiu chegar até a pista.

        • Nossa Padu, seria interessante se o Lito ou algum colaborador fissesse um post sobre esse tipo de falha(se ja nao fez) mas nesse caso c ctza a falha seria da falta ou má manutenção neh. Obrigado

  • Fabio Malvar

    Inferno astral dos 777….

  • WVJúnior

    Profissionais preparados!

  • Rafael PN

    Sugestão de tema: por que recolheram o trem de pouso tão rápido na arremetida? Por que recolhem tão rápido após a decolagem? Imagino que seja arrasto… Mas tem outras explicações? Porque, com certeza, foram realizados diversos testes que é mais seguro recolher o trem de pouso… Lembrei do caso da Angélica/Huck que também pousou em emergência sem baixar o trem de pouso…

    Se já tiver sido explicado em vídeo anterior, só me ajuda a lembrar que episódio foi.

    • Humberto Kubrick

      Rafael ,um avião com motores inoperantes (caso do apresentador da “grobo”) diante de um terreno acidentado se o piloto baixasse o trem de pouso aconteceria o que ?

      • Gomba

        Essa é fácil: um duplo twist carpado

        • Humberto Kubrick

          KKKKKKKK verdade !

  • Padu Moraes

    OMDB 030900Z 11021KT 3000 BLDU NSC 49/07 Q0993 WS ALL RWY TEMPO 35015KT 1500
    OMDB 030800Z 14012KT 100V180 6000 NSC 48/09 Q0994 WS ALL RWY TEMPO 35015KT 4000 DU

    Windshear comendo solto… Talvez explique o porque recolheram o trem e tentaram a arremetida…

    • Gomba

      E aí alguma outra windshear empurrou ele pro chão e deu no que deu.
      De qualquer forma, ponto pra tripulação que fez um trabalho incrível de evacuação!

  • Soberano Zack

    Rapaz, o Boeing 777 deve estar sofrendo uma conspiração. Já não basta ter derrubado um com um míssel, ter jogado outro na água e agora esse aí pousa sem o trem de pouso. Essa aeronave é fantástica, é uma pena isso estar acontecendo.
    O que eu acho que interferiu nesse incidente: erro operacional ou falha em manutenção. Mas logo na Emirates? sei lá né, tudo pode acontecer.

  • A matéria do site usado como exemplo diz:

    “Um avião da companhia aérea Emirates pousou no Aeroporto de Dubai depois de, supostamente, pegar fogo em pleno ar.”

    Se é “supostamente”, por que a manchete AFIRMA?

    Tem aquela piada velha, de que em um Airbus basta um piloto e um cachorro na cabine de comando, sendo que o cachorro é para morder o piloto caso ele tente mexer em alguma coisa…

    Nas empresas de comunicação do Brasil é o contrário: algumas pessoas estão lá apenas para evitar que os chimpanzés que escrevem façam muita algazarra.

  • Douglas da Silva

    Assim que soube do acidente, não abri nenhuma notícia da mídia, vim logo aqui no “Aviões e Musicas” pegar o “relatório” do Lito rsrs

  • Mauro

    KKK Exataemente o que eu fiz, vim logo ler aqui !!!

  • joao santos

    Eu também, já quis logo saber o parecer do Lito.

  • Marcos

    Lito, existe alguma ” V1″, ou uma posição da pista, que condicione a decisão do Piloto para uma arremetida quando o avião já está sobre a pista, ou esse julgamento é inteiramente subjetivo?

    • Gustavo

      Subjetivo. Alguns fabricantes orientam que após a aplicação do reverso o pouso deve ser continuado já que levaria muito tempo pra sair do reverso máximo pra potência de arremetida.

  • Enderson Rafael

    Bom lembrar que, numa windshear, vc não muda a configuração do avião até sair da manobra. Se foi mesmo esse o caso, a arremetida pode ter acontecido antes do aviso de windshear – daí eles terem recolhido – ou por alguma razão eles resolveram recolher. A ideia de não recolher o trem de pouso na manobra de windshear (seja numa decolagem ou arremetida) é justo pra se você for jogado de volta para o chão estar com o trem baixado.

  • Thiago Miguel Dos Santos

    Lito,
    Obrigado pelos esclarecimentos.
    Encontrei este artigo na BBC (http://www.bbc.com/news/magazine-36985862) citando o ocorrido e sugerindo um “autolock” nos overhead lockers. (Não sei se estes são os nomes corretos).
    Poderia dar uma posição sobre esta implementação?

    Grande Abs,

  • Johnny

    muito bom, o senso de humor é a pegada dos seus videos e posts, o que deixa essa complexidade toda muito mais… digamos, divertida e de fácil compreensão!

  • RogerioFilho

    Acredito que os depoimentos dos pilotos irão ajudar muito…..já que eles estão vivos….

  • Leandro Moreira

    Acho que um ônibus a 100km/h (com um motorista invariavelmente bem menos treinado que um piloto de B777) já seria suficiente para um estrago muito maior.

  • Lucas Pott

    Alguma atualização sobre isso ?

  • Lucas

    Infelizmente houve sim uma fatalidade, um dos bombeiros morreu durante o procedimento de evacuação. Compreendo que não se tratava de um ocupante do avião, porém julgo justo e necessário citar que houveram sim mortes. Condolências à família

    • Na data que o post foi postado, não havia a confirmação do óbito.

      Sent from my mobile

      Em 22 de ago de 2016, às 20:05, Disqus <[email protected]> escreveu:
      “Infelizmente houve sim uma fatalidade, um dos bombeiros morreu durante o procedimento de evacuação. Compreendo que não se tratava de um ocupante do avião, porém julgo justo e necessário citar que houveram sim mortes. Condolências à família”
      [Disqus] [http://a.disquscdn.com/1471394851/images/email/icon-gear.gif] Settings [http://a.disquscdn.com/uploads/users/2774/572/avatar92.jpg?1469891395]

      A new comment was posted on Avioes e Musicas

      • Lucas

        Entendo, mesmo assim achei relevante acrescer a informação é em minha opinião vale um update no Post!

  • João Mário Araújo

    Até compreendo que as pessoas quê não entendem nada de avião ‘gostam’ de fazer especulações quando ocorre um incidente como esses. Más antes de tirar conclusões precipitadas, é preciso entender como um avião funciona e tudo que cerca o complexo mundo da aviação. (É por isso que nunca tiro conclusões antes de saber á respeito do que houve!!!!)

  • Dani Dani

    Lito, adoro o blog e os videos, já sigo há algum tempo, e tem me ajudado muito no pânico que eu tinha de voar, mas ainda não estou 100%

    Ultimamente estive pesquisando bastante sobre o ocorrido com o MH17, que foi atingido por um míssil. Depois desse ocorrido, vários aviões foram proibidos de passar em áreas de conflitos.

    Em breve farei um voo que passará por cima da Africa, emirates de sao paulo para dubai, gostaria de saber se há problemas de voar sobre a africa.

    Ficaria muito feliz se me ajudasse, sempre quando estou no avião penso em seu blog e nas coisas que você fala e isso me acalma muito.

    Obrigada!

    • Dani, a Emirates conhece a aldeia. Eles sabem que os Emirados têm vizinhos encrenqueiros. E sabem que há alguns problemas no continente africano. Ou seja: a rota já prevê uma viagem segura até Dubai.

      No mapa simplificado abaixo está o trajeto usual feito pelo voo GRU-DXB. Em vermelho, países que têm algum tipo de conflito armado.

      O voo entra no continente africano por Camarões, cruza rente à fronteira do Chade com a República Centro-Africana, atravessa o Sudão, cruza pela Arábia Saudita e enfim chega aos Emirados.

      Os países da África que estão em guerra civil têm poderio bélico limitado. O perigo ao sobrevoar esses lugares se dá somente abaixo de 24 mil pés de altitude (7,3 mil metros), sendo que teu voo vai estar a 37 mil pés (11,3 mil metros) quando estiver sobre o continente africano.

      O problema maior mesmo é o próprio Oriente Médio, que durante anos foi (e continua sendo) abastecido pelos EUA e pela Rússia com armamento pesado de longo alcance.

      Mas apesar de no mapa o trajeto parecer muito próximo de áreas conflagradas, a rota está a uma distância segura das zonas de conflito.

      https://uploads.disquscdn.com/images/e8a57cae1b9f9ef3b336622fde7b37a18fe4289cff3b65b2429f6fe49a384330.jpg

      • Dani Dani

        Marcelo, primeiramente, MUITO obrigada pela resposta!

        Creio que ficarei menos preocupada agora. O acidente do MH17 me chocou demais, de ver como tantas pessoas acabam morrendo por coisas tao bobas, por guerras onde elas nao tem nada a ver.

        Infelizmente a gente tem que acabar se privando de ir a lugares lindos por conta de conflitos.

        Muito obrigada novamente, Marcelo.

        Parabens pelo blog de voces, continuem assim!

Topo