banner pneufree.com

Encontrando um velho amigo, depois de mais de 17 anos – PP-VJM

No ultimo dia 21 de Maio eu me preparei para uma visita à um velho amigo, que eu não via há mais de 17 anos.

now-then

Combinei com o amigo Rui de dar um pulo até o Rio de Janeiro, indo de manhã pegando o voo da United que faz escala em São Paulo vindo de Washington e termina o voo no Galeão voltando no final da tarde para São Paulo.

A diferença entre a chegada ao Rio e a volta seria de aproximadamente 7 horas, o que nos daria tempo suficiente de ir até a Base Aérea dos Afonsos, onde esse velho amigo encontra-se aposentado dos dias de trabalho e glória.

Eu não sou mais criança, mas estava tão excitado com essa visita que não dormi direito na noite anterior, e levantei cedo para ir pra Guarulhos. Tudo parecia estar correndo bem até que cheguei ao estacionamento do aeroporto….e não encontrei minha carteira.

Encontrei o Rui ainda no estacionamento e o único documento que eu tinha era o crachá, e só. Nenhum centavo, nenhum documento. A viagem parecia estar no fim antes de começar….

Ainda bem que pelo fato de ser apenas um trecho doméstico, consegui embarcar apenas com o crachá (não foi tão simples quanto escrevo, mas não vou entrar em detalhes). Enfim já podia respirar novo, se não desse pra voltar voando, voltaria de ônibus, mas com a missão cumprida :)

Quando se trabalha por escala, é difícil conseguir folga junto com outro colega e ao mesmo tempo combinar com uma pessoa que está em outra cidade para se encontrar em um dia “X” e de repente tudo ir por água abaixo por falta de documentos! Felizmente deu certo (já havia tentado antes quando choveu o mundo no Rio).

Ao chegar ao Rio o dia estava lindo, encontramos o amigo Lúcio que trabalha na Infraero de GIG pra um papo rápido e logo seguimos pro táxi que nos levaria até o Musal, onde o amigo Ivan Roberto, assessor de Comunicação Social do Museu Aero Espacial, nos esperava para uma tarde de muito papo e fotos.

Aliás, antes de descrever a emoção de reencontrar o L-188 Electra PP-VJM da Varig depois de tanto tempo, deixo aqui todo o agradecimento ao Ivan Roberto, que nos deixou a vontade com a aeronave (apesar de estar em uma área restrita em que não é possível visitar no momento, o Ivan nos autorizou).

PP-VJM Electra Varig

A emoção foi indescritível quando eu vi novamente o Juliet Mike, agora parecendo pequeno depois de tantos anos em que trabalho em 767 e 777, mas ainda tão imponente e belo. Quantas lembranças me vieram a mente, das noites em claro trabalhando nele em Congonhas, das aventuras na África, das aproximações sempre seguras no Santos Dumont.

Eu pude abrir novamente a porta dele e entrar.

E eu pude sentir de novo, depois de tanto tempo, o mesmo cheiro de Electra, um cheiro característico que nenhum Boeing ou Airbus tem e eu não sei explicar, algo tão marcante como um cheiro de Fusca. Claro que havia cheiro de “coisa guardada” depois de tanto tempo, mas o cheiro dele estava lá.

A cada passo que eu dava, ao mesmo tempo que eu queria filmar e mostrar pra vocês, a memória do que eu vivi aparecia cristalina na minha mente. Estava muito quente e o ar muito “pesado”, eu pareço cansado falando no filme por causa desse ar, mas eu estava muito feliz de poder estar ali novamente recordando o meu passado.

Ele está muito bem conservado por dentro (apesar do vandalismo de alguns visitantes quando o museu permitia a entrada na aeronave), tudo está em seu lugar, até as garrafas de oxigênio ainda pressurizadas!! Por fora já há alguns sinais de corrosão, mas nada muito grave.

Eu tirei tantas fotos que ainda nem deu tempo de analisar todas, e algumas são exclusivas para o livro que estou escrevendo sobre as aventuras na África :)

Abaixo um pequeno slideshow com apenas 8 fotos e depois dois vídeos, um da parte de dentro do Electra e um da parte de fora.

Fotos:

Electra por dentro:

Electra por fora:

Tags: ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
banner livro
Topo