banner livro

Entenda por que o Boeing 787 é tão silencioso

Já perceberam como os motores a jato comerciais vão ficando cada vez mais potentes e por incrível que pareça mais silenciosos? Como é possível isso? Só esses cortes arredondados diminuem o ruído?

Motor GEnx 1B com capota "chevronada" - Boieng 787

Motor GEnx 1B com capota “chevronada” – Boieng 787

Pois é senhores, estes cortes arredondados “à la capa do Batman” é um dos principais responsáveis pela redução de ruído dos jatos quentes. A principal causa de barulho nos motores a reação é a colisão das partículas do ar quente acelerado produzidas pela turbina entrando em contato com o ar menos acelerado e frio do meio ambiente. Quando os primeiros motores Turbofan foram projetados, até 80% do ar acelerado pelo motor era proveniente do Fan e não mais do jato em si, e isto causou de imediato uma grande diminuição do ruído (para entender mais sobre ar do fan e ar da turbina, leiam esse post).

Saída de jato e de Fan identificadas - GEnx 1B - Boeing 787

Saída de jato e de Fan identificadas – GEnx 1B – Boeing 787

O ar “morno” do Fan (entre aspas, porque é mais frio que o ar que sai pelo jato) envolve o ar quente que sai pela turbina, criando um isolamento acústico, já que o ar quente acelerado primeiro se choca com o ar não tão frio do Fan e este se choca com o ar frio da atmosfera. Ver esta foto de trás para perceberem as diferenças de tamanho entre o ar do jato (bem pequeno) e o ar do Fan (gigante)

Vista traseira- o ar que sai pelo Fan envolve o ar que sai pela turbina

Vista traseira- o ar que sai pelo Fan envolve o ar que sai pela turbina

Para melhorar ainda mais a mistura entre o ar quente e o frio, os engenheiros criaram os “chevrons” (alguns na saída da capota do Fan como é o caso do 787, outros na saída do jato quente, como é o caso dos motores dos Embraer E-Jets), que simplesmente criam vórtices axiais no fluxo de ar, misturando melhor ainda o ar quente e o frio como se fosse um liquidificador. Ao fazer isso, grande parte do ruído é eliminada, já que a colisão das partículas de ar se dá de maneira mais homogênea.

Olha a quantidade de ar que entra pelo Fan comparando o tamanho da “boca” do motor com este pobre mortal que vos escreve…rs

A Boca do Fan - GEnx 1B Boeing 787

A Boca do Fan – GEnx 1B Boeing 787

Isso não é muito legal?

E se resta alguma dúvida de que o processo funciona, veja/ouça este vídeo comparando o ruído de um Boeing 707 com motores Turbojet e de um Boeing 787 com saída “chevronada”.

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo