Camiseta Electra

Estatística global de acidentes aéreos em 2009

Medo de voar talvez seja uma das palavras mais associadas à aviação.

No entanto, SEGURANÇA é a palavra mais usada por todos os profissionais que trabalham na área.

A IATA (International Air Transport Association) divulgou os dados relacionados a acidentes aéreos ocorridos em 2009, e apesar de uma citação surpreendente em relação à erros cometidos por pilotos, 2009 foi o segundo melhor ano para a segurança aeronáutica mundial desde que o índice começou a ser compilado (só ficou atrás do ano de 2006).
Considerando o quanto o tráfego aéreo cresceu em várias partes do mundo (principalmente na América Latina), só temos que comemorar os números.

A razão de acidentes em 2009 foi de 0.71 por um milhão de voos (em 2006 foi de 0.65). Se for considerado acidentes em empresas que fazem parte da IATA somente (as grandes empresas comerciais), a razão cai para 0.62 por milhão de voos.

Os dados foram derivados da análise de 19 acidentes com aviões construídos no hemisfério ocidental (90 acidentes no total com todos os jatos) contra 22/109 no ano de 2008. No total, 685 fatalidades contabilizadas no ano inteiro.

Para se ter uma idéia, no Brasil morre por ano nas estradas aproximadamente 40.000 pessoas. Só nas estradas federais, em 2009 foram 455 mortos. Na aviação foram 685 fatalidades no mundo todo!

Como diz o Roberto Carvalho, “a única parte realmente perigosa da aviação é o trajeto de casa para o aeroporto e vice-versa“.

Uma coisa bem legal para se comemorar olhando o gráfico é que NENHUM acidente ocorreu com empresas áreas brasileiras que possuem jatos construídos no hemisfério ocidental! (lembrando que o acidente com o Air France AF447 contabilizou para a Europa e não para a América Latina).

Um coisa para se lamentar continua sendo os números muito pobres da África, mas isto infelizmente tem uma explicação (e um dia eu ainda escrevo mais sobre a minha temporada trabalhando no continente africano em 1993).

A África representa apenas 2% de todo o tráfego Global mas contabiliza 26% de todos os acidentes com jatos ocidentais.

Resumo dos números interessantes de 2009:
• 2.3 bilhões de passageiros voaram em 35 milhões de voos (27 Mi em jatos e 8 Mi em turbo-hélices);
• 19 acidentes envolvendo jatos ocidentais contra 22 em 2008;
• 90 acidentes (todos os tipos de avião, ocidentais e orientais) contra 109 em 2008;
• 18 acidentes fatais (todos os tipos de aviões) contra 23 em 2008;
• 685 vítimas fatais comparadas a 502 em 2008.

Seria interessante ter as tabelas de acidentes por tipos (modelos) de aviões, mas a IATA não disponibilizou esses números.

Imagem do gráfico retirada do Flight Global

Tags: , ,

Sobre o Autor

Um técnico com bom senso :) 28 anos de aviação comercial, de Lockheed Electra a Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários. O Aviões e Músicas possui moderadores de comentários e se reserva o direito de apagar quaisquer comentários que sejam ofensivos ou que não contribuam para uma discussão saudável. Pontos de vista divergentes são muito bem aceitos e incentivados, desde que se mantenha o mínimo de civilidade. Este é um espaço para discutirmos aviação :)
  • Elen Davis

    Lito consegui mandar esse artigo aqui pro LIVE MSN, funcionou ok!!! Abs

  • André

    Os sucatões vão pra África? Seria essa a razão? À propósito. O blog é excelente. Muito bom, mesmo.

banner aem
Topo