banner livro

Exclusiva com Amelia Rose Earhart em Oshkosh #OSH14

Os apaixonados por aviação devem ter lido a respeito da circunavegação do Globo feita por Amelia R. Earhart, cumprindo em 2014 uma jornada nunca terminada por Amelia M. Earhart em 1937.

A história da Amelia original deve ser estudada por todos, afinal ela foi uma das pioneiras entre as mulheres na aviação e uma das que mais lutou por igualdade de direitos.

A Amelia Rose Earhart, 31 anos, é uma aviadora apaixonada e que nos últimos 8 anos trabalhou como reporter de rádio e televisão, cobrindo o tráfego e o clima (a moça do tempo) em Denver e Los Angeles. Amelia é a presidente da “Fly With Amelia Foundation”, que concede bolsas de estudos de treinamento de voo para mulheres jovens com idade entre 16 e 18, e promove oportunidades no mercado aeroespacial para pessoas de todas as idades através de um currículo educacional baseado na aviação.

Foto de Amelia durante sua parada em Natal

Foto de Amelia durante sua parada em Natal

Amelia tirou seu PP em Fevereiro de 2010, e em 2013 checou IFR em um Cirrus SR-20, e atualmente tenta seu PLA em um Cessna 182RG em Denver, CO. Amelia também voou em um F-16 com o 120º Esquadrão de Caça da Base Aérea de Buckley e tem mais de 4000 horas operando uma câmera Cineflex de alta resolução a bordo de um Eurocopter AS350 em Los Angeles. Ou seja, a moça gosta da área.

No último dia 11 de Julho, depois de 16 dias, Amelia e seu Co-piloto Shane Jordan completaram a volta ao mundo em um monomotor, com apenas 17 paradas. Amelia entrou para a história como a mulher mais jovem a completar a circunavegação em uma aeronave de um único motor. Foram exatamente 108,6 horas de voo, cobrindo 45.004 Km.

Conversei com Amelia em Oshkosh, exclusivo pro Aviões e Músicas. Ativem a legenda no Youtube :)

E de quebra ainda ganhei um mapa da viagem autografado e também três de meus cartões de visita também autografados. Quem sabe rola um sorteio deles aqui no AeM né?

mapa

Tags: , , , , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo