banner livro

Fotos, vídeos e minhas impressões da EAB2011

Neste final de semana se encerrou a 14ª Feira Internacional de Aviação, a EAB2011.
Compareci à feira em duas oportunidades, na quinta-feira (primeiro dia) para participar do 1º Forum Brasileiro de Manutenção Aeronáutica (FBMA) e no sábado para me divertir conhecendo pessoalmente os leitores do Blog e vendo as performances e apresentação da Esquadrilha Oi.

No primeiro dia a feira estava meio vazia, já que era dia útil e o foco mais voltado para negócios, sem muitas apresentações se performance. O 1º FBMA não foi muito bem organizado (talvez por ter sido o primeiro) e o auditório estava lotado e muito quente, além de mal localizado atrás da mesa de som do Vadico.

No sábado, ao contrário da quinta, muitos visitantes e aficionados compareceram para ver os aviões em exposição e as performances e acrobacias, e posso garantir que quem foi não se arrependeu. A organização e manejo dos visitantes estava “ok” para o porte do evento e quando necessário houve agilidade para a entrada das pessoas que já possuíam o convite. Uma vez lá dentro, haviam espaços para fazer um lanche, beber água e até um buffet com churrasco na chapa (a comida tava boa por sinal).

A grande maioria dos modelos de aeronaves em exposição eram experimentais, o que demonstra que o Brasil está tomando a mesma linha de pensamento que salvou a aviação americana de pequeno porte do colapso e que hoje é capaz de criar e financiar uma feira como a de Oshkosh e se foi positivo para eles lá, com certeza será positivo para nós aqui.

O ponto fraco da feira na minha opinião foi a falta de atrações para “fisgar” os entusiastas e os jovens. O Brasil não é mais aquele país pobre que ficava mendigando gasolina/querosene de aviação, então não há justificativa pra não ter uma passagem de F5, de A4 ou até mesmo de Xavantes. Não há justificativa para não termos um Hércules da FAB aberto a visitação, um Bufallo, um 737 de qualquer operador. São essas coisas que atraem os jovens, que desperta a curiosidade e o fascínio pela aviação.

Não podemos continuar com grades isolando os aviões das pessoas, ao contrário, precisamos aproximar as pessoas, deixar que elas toquem, ensinar sobre segurança e aí teremos uma comunidade cada vez maior de aviadores/mecânicos/comissários.

Agora vamos aos “goodies” :)

Abaixo o filme de um rasante sensacional de um E-175 da Trip.

E abaixo, uma seleção de fotos que tirei no sábado.

E pra finalizar, uma foto que conta uma história:

E no final do dia, lá está ele em cima da asa cuidando silenciosamente da máquina, deixando-a segura para que no dia seguinte os pilotos recebam os aplausos de mais uma bela exibição. Aquele que está lá não busca os aplausos, busca apenas o reconhecimento de sua VITAL importância para que tudo funcione bem
.
Parabéns mecânicos e técnicos de manutenção, sem a gente, a aviação não daria show :)

Tags: , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo