banner livro

Isto é simplesmente sensacional! Realidade aumentada para pilotos

Uma startup chamada “Aero Glass” está desenvolvendo (o vídeo mostra) uma das melhores ferramentas de realidade aumentada já imaginadas para a aviação geral. Eu achei Duca!

Quando dirigimos um carro, nós vemos as placas na estrada e carros em sentido contrário, mas quando pilotamos um avião, seguimos por uma “aerovia” invisível e o tráfego muitas vezes é difícil de enxergar a menos que haja proximidade, e obviamente visibilidade.

Agora imagine se um aplicativo para ser usado no Google Glass (ou outro dispositivo heads up) pudesse desenhar as aerovias, o tráfego, o terreno, os auxílios de navegação, o aeroporto… e tudo isso independente das condições visuais!

Pois é o que a Aero Glass promete para daqui a pouquíssimo tempo. No produto que 200 pilotos estão testando, já estão disponíveis aeroportos, waypoints, tráfego ADS-B, rota do plano de voo, aerovias e pontos geográficos de interesse (cidades, vilarejos, pontos de navegação visual).

Os pilotos militares de caça já contam com algo parecido em seus capacetes de centenas de milhares de dólares, mas a tecnologia da Aero Glass vai estar disponível para o piloto privado, em 3D e 360°, independente da visibilidade.

As futuras gerações do aplicativo contarão ainda com elevação do terreno, procedimentos de chegada/saída, cones de ILS, NOTAM, GPWS em 3D e obstáculos…é o sonho de qualquer piloto do mundo! Nunca usei tanta exclamação em um texto.

No vídeo abaixo dá para perceber que o piloto tem disponível uma cadeia de informações, desde o espaço aéreo restrito, a rota completa para o destino e até o checklist.

Akos Maroy, um dos desenvolvedores, diz: “Ao invés de olhar para os instrumentos e fazer vários cálculos mentais, basicamente você terá todas estas informações projetadas sobre a realidade a sua volta, e você pode escolher o quanto de informação pode estar disponível aos seus olhos“.

Resta saber como será feita a atualização de mapas e o Nav Database, e quanto vai custar a assinatura do serviço.

Esta tecnologia parece ser um daqueles “game changer” para a aviação particular – para a aviação comercial ainda são outros quinhentos.

Tags: , , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo