banner livro

Joe Clark, o senhor das asas com Winglets

Joe Clark

Joe Clark não consegue ficar parado. Não mesmo. Este homem de 70 anos, que é uma lenda da aviação, continua sua busca por eficiência para manter as aeronaves na ponta da tecnologia sustentável. A NASA sonhou sobre os winglets nos anos 60, e no início dos anos 90 Clark resolveu melhorar o projeto sonhado. Ele montou uma equipe com a elite dos melhores engenheiros de aerodinâmica e começou a produzir o que hoje é patenteado com o nome de Blended Winglet, uma superfície adicionada na ponta das asas dos aviões que diminui o arrasto e melhora a economia de combustível em até 7%. A empresa que Clark fundou, Aviation Partners (AP), calcula que mais de 12 bilhões de de litros de combustível – o equivalente a emissão de mais de 32 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera – foram economizados pela frota mundial de mais de 5000 aviões comercias. E se tem uma coisa que engenheiro de aerodinâmica sabe é fazer cálculos.

A AP agora entra em uma nova fase de desenvolvimento e testes com as Split Winglet (que vai equipar os B737 Max), Scimitar Winglet e Spiroid Winglet, além de outros refinamentos que poderão aumentar a economia em até 10%. Este é um número gigantesco. Para terem uma idéia, a United calcula que os winglets instalados somente em seus 737,757 e 767 economiza mais de 200 milhões de dólares ao ano em gastos com combustível.

Ah, uma curiosidade: Scimitar são aquelas espadas árabes com a ponta curvada para trás, qualquer semelhança com a Winglet Scimitar não é mera coincidência. Clique nas imagens para ampliar e assista o vídeo para entender como um winglet funciona.

Tags: , , , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo