banner livro

Marcas na fuselagem e motores… o que significam?

Lito, o que são essas marcas (uns tracinhos) que alguns aviões têm embaixo das portas como na foto abaixo?

E o que significam aquelas marcas vermelhas nos motores?

Respondendo a primeira pergunta: Um dos maiores custos de uma empresa aérea são os danos causados por equipamentos associados com a operação em um aeroporto. Após a chegada de um voo ao seu destino, vários equipamentos de solo se aproximam da aeronave: O finger (pronuncia-se finguer) para desembarque dos passageiros, os “loaders” para descarregar as bagagens e a carga, os caminhões de comissaria, o caminhão abastecedor, entre outros.

A fuselagem de uma aeronave é construída para ser ultra resistente às forças exercidas de dentro para fora (a pressurização por exemplo), mas é muito frágil em relação a forças exercidas de fora para dentro (um abalroamento de um caminhão de comissaria por exemplo), portanto todo o cuidado é pouco ao aproximar-se de um avião.
Para auxiliar neste processo, algumas empresas aéreas adotam marcações na fuselagem para guiar estes equipamentos ou a movimentação do finger. Não há um padrão entre diferentes empresas aéreas ou mesmo entre bases de operação, mas as marcas servem para isto, aumentar a atenção dos operadores durante a movimentação de equipamentos.

A segunda pergunta é sobre a marcação nos motores. Esta é muito mais importante para os mecânicos e pessoal de rampa. Elas indicam o ponto que não deve ser ultrapassado de maneira nenhuma quando o motor estiver em funcionamento.

Mas quem é o louco que se aproximaria de um motor a jato em funcionamento?

O mecânico oras! As vezes precisamos verificar vazamentos ou efetuar ajustes que têm que ser feitos com o motor em funcionamento (já fiz um video sobre isso, clique pra ver (No vídeo não dá pra ver a marca vermelha, mas ela existe).

No caso da foto acima, por ser um motor de 737 que fica muito próximo ao solo, o efeito de sucção é maior, portanto ninguém deve ultrapassar a faixa vermelha em direção à entrada do motor, pois corre o perigo de ser sugado.

Há também a distância mínima de 4,2 metros em frente à “boca” em que é proibido entrar com o motor em funcionamento (infelizmente já aconteceram fatalidades)

Segurança em primeiro lugar na aviação.

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo