banner pneufree.com

MD 82 Fogo no motor

Segundo o NTSB, um MD-82 da American Airlines que sofreu fogo no motor em vôo em Setembro de 2007 foi provavelmente devido a “um procedimento impróprio e não aprovado usado pelos mecânicos para dar partida manual em um dos motores” adicionando que “o fogo foi prolongado e a segurança da aeronave colocada em risco devido a maneira com qe a tripulação manejou a emergência”

Veja abaixo fotos do acidente

Outro fator contribuinte foi “o sistema interno de gerenciamento de segurança falho” disse o NTSB em um duro reporte que publicamente criticou a American Airlines. Os investigadores disseram que o motor esquerdo que pegou fogo durante a decolagem de St. Louis teve como causa o procedimento inapropriado de partida manual que culminou na “abertura sem comando da starter valve e subsequente a explosão do starter e o fogo no motor.

A aeronave retornou rapidamente ao aeroporto e não houve feridos em nenhum dos 143 passageiros e tripulação, mas a aeronave sofreu vários danos.

“Estamos estudando o reporte do NTSB para se assegurar que podemos cumprir com suas determinações” disse o porta-voz da American Airlines. “Nossa tripulação, dadas as circunstâncias deste evento, superou enormes dificuldades para pousar com segurança a aeronave e sem nenhum ferido a bordo”

A equipe de investigação revelou que “um componente no mecanismo de partida manual do motor foi danificado quando um mecânico usou uma ferramenta não apropriada para iniciar a partida do motor enquanto a aeronave estava no gate em STL”. Mas a crítica à AA não para por aí. A equipe examinou a maneira com que a tripulação se comportou durante a emergência e considerou a performance “fraca”. “A equipe ficou preocupada com a maneira com que a tripulação repetidamente interrompeu os checklists de emergência por causa de outras tarefas de baixa prioridade naquela situação”.

Além de tudo, o sistema interno de manutenção da empresa falhou por não ter “acendido uma luz vermelha” quando a starter valve do motor esquerdo havia sido substituída seis vezes nos 13 dias anteriores ao acidente, disse o NTSB.

O porta-voz da AA disse que a “causa inicial do problema do motor eram os filtros de ar e todos os filtros deste tipo foram substituídos em todos os MD-80 independente de sua condição. Nós também mudamos os procedimentos de manutenção para examinar frequentemente estes filtros quanto a possível deterioração. A empresa atualizou o treinamento dos pilotos baseado nas lições tiradas deste incidente”.

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
banner livro
Topo