banner livro

O Homem que já formou mais de mil mecânicos de aeronaves

Hoje é um dia muito triste. Faleceu o Mestre Gonçalves. Não sei o que escrever, então republico este meu post de 2011. Felizmente foi possível agradecer e honrar ao Mestre ainda em vida.

=====================================================================

No ultimo dia 21 de Outubro de 2011 tive o prazer de ser convidado pelo Mestre Gonçalves para dar uma palestra na Etec Santos Dumont no Guarujá.

Muito mais do que palestrar, eu fui doar o meu tempo para para agradecer a carreira que eu tenho justamente por causa da escola e do seu principal incentivador e batalhador: o Mestre Gonçalves.

Fui também retribuir o que foi feito por mim quando eu estava sentado naquelas cadeiras da antiga escola da Base, sem saber como seria o meu futuro profissional, com muito medo de falhar e nunca conseguir consertar um avião. Naquela época o Gonçalves já pedia para que os alunos formados nas primeira turmas e que estivessem empregados aparecessem na escola para incentivar os novatos a continuar e mostrar que sim, era possível vencer na profissão, mesmo sendo do “Itapema” (a cidade onde fica a base aérea de Santos é Vicente de Carvalho, um sub-distrito do Guarujá, cujo primeiro nome era Itapema).

Quando eu sentei em frente às turmas da escola para palestrar e vi todo o pessoal sentado ali para ouvir o que eu tinha a dizer sobre o “futuro”, não teve como não retornar ao passado e me colocar no lugar de cada um que me olhava.

Seria muito bom se todo mundo pudesse olhar para trás e agradecer por tudo.

A escola hoje é muito diferente do que era em 1984 quando me formei, há mais recursos para treinar com circuitos eletrônicos, computadores, projetores, peças de aeronaves, mas as dificuldades enfrentadas pelos instrutores são as mesmas: a escola é mantida pelo Estado e por ser gratuita todos têm que matar um leão todo santo dia.

E é daí que vem a admiração por este senhor que batalha há mais de 35 anos para formar técnicos em manutenção de aeronaves, que é o responsável por ter um legado de recursos humanos que hoje estão em alguns dos melhores postos do mercado, em cargos de direção na Azul, na Gol, na TAM e até em empresas internacionais como a United Airlines, e incontáveis técnicos espalhados pelo mundo. Todos eles passaram por suas aulas de sistemas hidráulicos e começaram a entender sobre tubulações e como engraxar um rolamento de roda.

Este homem que iniciou a carreira como hidraulista dos NA-T6 já formou 1005 alunos e vai formar mais 130 em breve quando todas as turmas atuais acabarem seus cursos. Este homem deveria ser condecorado pelo Governo Brasileiro como um cidadão que contribuiu para o futuro da aviação nesse País!


Foto: revista Aeross

As batalhas fizeram com que ele conseguisse até que a FAB doasse uma aeronave para aprimorar o treinamento dos alunos.

Mas é óbvio que o Gonçalves não faz tudo sozinho. TODOS os mestres que doam seus conhecimentos para formar os alunos merecem o reconhecimento. Meus mais sinceros parabéns a todos vocês.

Abaixo, alguns pequenos trechos de uma noite muito feliz de visita à escola e ao passado, e uma homenagem que me prestaram e em que fiquei sem palavras, quando recebi um reconhecimento das mãos da Camila Gregório, que vai se formar este ano como Técnica em Manutenção de Aeronaves, o que ratifica o aumento de 100% de mulheres que lêem o Aviões e Músicas.

A música obviamente foi escolhida a dedo. Se você não conhece esta música, sugiro que alugue assista o filme “Ao mestre com carinho” e tudo vai fazer sentido :)

Tags: , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo