banner livro

O Lado técnico

A Branquinha foi fazer um passeio de fim de semana no Island Escape e tenho certeza que ela vai ter muitas fotos bonitas de dentro do navio pra postar. Eu , como técnico, já prefiro as fotos de fora, e de preferência, fora dá agua!..rs.

É curioso, mas antes de me enveredar pelos lados da aviação comercial, meu sonho mesmo era ser engenheiro naval :)

Da janela da minha casa em Vicente de Carvalho, eu via o porto de Santos (bem em frente as docas onde os navios de passageiros aportavam) e passava horas desenhando os navios que lá encostavam. Montei vários navios de “kit revell” e colocava lastros e calafetava pra poder brincar com eles no tanque de roupa.. hehehe….(mamãe não curtia muito a idéia). Lembram daqueles carrinhos pequenos que a gente dava corda e eles saiam a milhão? Eu pegava só a “corda” e adaptava pra acionar a hélice dos modelos de navio :). Depois fui fazer isso em aviões e continuo até hoje.. hehehe.

Voltando ao Island Escape, essa foto é bem legal porque ele tá em um dique e mostra a “proa bulbosa“, que a maioria das pessoas chama de “quebra-gelo” Isso não é quebra-gelo, é apenas um artifício hidrodinâmico para aumentar a velocidade do navio e diminuir o consumo de combustível. A hidrodinâmica está para os navios como a aerodinâmica para os aviões. Interessante é que o bulbo deve ficar sempre abaixo da linha d’agua para ter eficiência. Como se chegou a isso?

Bem, vcs lembram daqueles submarinos da segunda guerra mundial? Eles eram assim e tinham o casco muito parecido com os navios. O que os capitães percebiam é que eles eram muito mais rápidos na superfície do que submersos. Quando vieram os submarinos nucleares, o casco passou a ser em forma de “gota de água”, muito mais hidrodinâmicos. E o que os capitães perceberam? Que eles eram muito mais velozes submersos do que na superfície. O que os engenheiros navais fizeram então? Criaram um navio que tinha um bulbo em forma de gota na parte do navio que fica submersa e em forma normal na parte que fica na superfície, e assim o melhor dos dois mundos se juntam!!! :)

Depois dessa aulinha, o pessoal que ler meu blog vai parar de falar “quebra-gelo”.. rsrsrs

Island Escape

Tags:

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo