banner ad

O maior Turbofan comercial já construído – GE90X – dá partida para o Boeing 777X

Com a boca de sino instalada

O primeiro GE9X deu partida lá em Peebles (Ohio), no campo de testes da GE. Os testes para se chegar ao motor completo começaram há 5 anos, com a criação e desenvolvimento dos componentes que culminaram com a montagem completa do gigante.
E quando eu falo gigante, é que se você pegar o maior motor que existe hoje em dia, o GE115B que propulsionam alguns 777-300ER e possui 3,25 metros de diâmetro no Fan, o novo GE9X tem um Fan com 3,40 metros. Ao se colocar as capotas e tudo mais, será mais largo do que a fuselagem de um Airbus A320!

O GE9X possui apenas 16 blades (palhetas) no Fan, ao contrário das 22 presentes no GE115B (e 18 no GEnX do 787), o que significa que a GE conseguiu resolver um problema tecnológico de velocidade do fan versus potência versus nível de ruído. Quando o GEnX estava em testes, tentaram fazer com 16 blades mas abandonaram devido aos desafios em relação à RPM.

Além do pequeno número de palhetas, esse monstrinho aí terá uma razão de compressão de 27:1 – ou seja, fazendo uma conta ao contrário, 27 partículas de ar serão amassadas até ficarem do tamanho de apenas uma. É melhor que o Winrar, fala sério! Junte a isto as novas tecnologias de construção das peças usando um tipo de impressora 3D e teremos um dos motores mais eficientes já construídos.

No ano que vem iniciarão os testes de voo (vai ser legal ver esse motor pendurado na asa de um 747) e espera-se que a certificação ocorra em 2018. Serão 11 anos de desenvolvimento até a certificação, não é a toa que um motor é a parte mais cara de um avião comercial – e também a mais confiável.

Olha o carinha dando partida.

Tags: , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo