banner livro

O que esperar do relatório do acidente com o EC-155 Dauphin PP-LLS

PP-LSS - Foto Airfln

PP-LLS – Foto Airfln

Não costumo comentar sobre acidentes que sejam fora da esfera comercial (FAR121/RBHA121). Não é preconceito, é apenas pelo fato de não conhecer a fundo os regulamentos que regem a aviação particular e de taxi aéreo (RBHA91 e RBHA135) e estes são bem diferentes dos regulamentos comerciais.

Mas como comentei sobre o acidente do Citation XL em que havia um candidato a presidência (cujo relatório final ainda não saiu), nada mais natural do que comentar o acidente que culminou com a morte de Thomaz Alckmin, filho do governador do estado de São Paulo. Mas ao contrário de analisar falhas ou suposições, focarei apenas no que devemos esperar de mudanças que serão aprendidas com este acidente.

Nós temos um ditado na aviação: “aviões não caem, são derrubados”. E acidentes (não confundir com atos deliberados) ocorrem sempre que erros ou desvios de procedimentos publicados são cometidos.

Erro é a incapacidade do ser humano em desempenhar sua função dentro de parâmetros definidos. O erro na manutenção pode assumir duas formas básicas: uma que resulta em discrepância que não estava presente na aeronave, antes do início das tarefas de manutenção, e outra, em que é oriunda de um dano que não pode ser detectado durante a realização de uma tarefa de manutenção.CAA, 2002

O que eu espero como resultado da comoção deste acidente é uma das coisas mais simples que se pode esperar: que nenhum trabalhador da aviação jamais desvie de um procedimento publicado.

Existem procedimentos publicados para o que chamamos de “voo de experiência”, que são voos de teste após intervenções profundas de manutenção, chamadas de “major repairs”. A substituição de uma superfície primária de controle por exemplo, requer um voo de experiência (exemplo: substituição de um aileron, de um profundor, de dois motores ao mesmo tempo, entre outros). Estes voos são para garantir que o serviço executado e a performance da aeronave não foi alterada antes que esta possa carregar passageiros novamente. Qualquer substituição de superfícies ou a manutenção em determinados sistemas críticos requer também que um inspetor inspecione o trabalho do mecânico e é de extrema importância que o primeiro NÃO PONHA A MÃO no trabalho do segundo. O inspetor é o outro par de olhos, o vigia que captura os erros.

Como um voo de testes não é algo rotineiro e envolve certos procedimentos, somente o pessoal essencial deve estar a bordo. Tudo na aviação é pensado para cercar a possibilidade de erros e se estes ocorrerem, que o menor dano possível seja causado, tanto ao ser humano quanto ao equipamento.

O que acontece é que quando estes procedimentos não são seguidos – e os chamados “sacos” embarcam junto para um voo “grátis”, todos estão correndo o risco de pagar com a vida o desvio do procedimento.

De novo: Tudo na aviação é pensado para cercar a possibilidade de erros.

Havia 5 pessoas a bordo daquele helicóptero.

Algumas das vítimas estudaram junto com mecânicos que trabalham comigo.

Em relação ao acidente, o SERIPA vai definir se a pá soltou em voo (como aparenta no vídeo), se foi fadiga de material, se foi a pá que havia sido substituída e que gerou o voo de teste, se este modelo possuía gravador de imagens e sons conforme o site do fabricante indica. Mas tudo isto são apenas “tecnicalidades”.

A grande importância que pode surgir de tudo é que o resultado do relatório encerre definitivamente a tendência humana de achar que “está tudo ok pular só esta regrinha”, porque “nunca aconteceu nada antes”.

I realize the grave responsibility which is mine as a certified airman, to exercise my judgment on the airworthiness of aircraft and equipment. I therefore, pledge unyielding adherence to these precepts for the advancement of aviation and for the dignity of my vocation.Mechanics Creed
Reconheço a minha grande responsabilidade como mecânico habilitado, para exercitar meu julgamento sobre a aeronavegabilidade de um aparelho e a precisão de seu equipamento. Prometo inflexível dedicação a estes preceitos, para o avanço da aviação e pela dignidade da minha vocação.Juramento do mecânico de manutenção de aeronaves

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo