banner pneufree.com

Os primeiros “Embraer” operando no Brasil

Vamos prestigiar o que é feito aqui? Depois de mostrar os primeiros Boeings de cada tipo no Brasil, vamos citar os primeiros Embraers, focando sempre na operação comercial.

A Embraer nasceu a principio para atender a FAB, mas o Bandeirante logo tomou um rumo comercial sendo o embrião das operações regionais (podemos ver isso nas histórias de TABA, TAM, VOTEC, Nordeste e Rio-Sul) e até hoje acaba volta e meia sendo o start-up de alguma empresa regional.

EMBRAER 110 – Bandeirante

EMB-110 Bandeirante

EMB-110 Bandeirante

Um jipe com asas, assim podemos definir o “bandeco”, como é carinhosamente chamado no meio. Sua estréia no país obviamente foi na FAB, mas em 1973 a TRANSBRASIL com o PT-TBA deu o start da operação comercial. Seguida pela VASP, ambos foram operadores “exclusivos” até que veio o boom do SITAR em 1976 onde TABA, TAM (com os da VASP), Nordeste (com os da Transbrasil), Rio-Sul e VOTEC deram ínicio a operação regional desta aeronave. Outras tantas o operaram, posso citar de cabeça algumas regionais que abriram caminhos com o EMB110 tais como Abaeté, TAF, RICO, PENTA, TAVAJ, META, Cruiser, Presidente, Pantanal. O avião é valente, sofreu muito com má operação levando a acidentes graves. Mas o PT-TBA foi o marco na época, o primeiro avião regional feito no Brasil, desbravando o interior do País.

O PT-TBA voou na Transbrasil entre 15 de Abril de 1973 até 08 de Junho de 1976 quando foi repassado para a Nordeste, onde voou até 28 de Outubro de 1976 quando sofreu um acidente fatal em Petrolina matando seus ocupantes, notem que a empresa tinha 4 meses de existência e acumulou um acidente fatal.

EMBRAER 120 – Brasília

PT-SLA / EMB 120

PT-SLA, primeiro EMB120 Brasileiro, foto de FLAP Internacional

O capetinha expresso não pegou rápido no Brasil, ainda que a FAB tenha assumido um exemplar nos primórdios em 1987 (o avião começou a voar em 1986), levou um certo tempo para a flecha prateada entrar nos céus nacionais. Para se ter idéia foram construídos 64 aviões para que um começasse a voar em cores de uma empresa Brasileira, e este foi o famoso SN 120064, entregue em 04 de Fevereiro de 1988 à RIO-SUL como PT-SLA, estreando em serviços regulares no dia 18 de Fevereiro de 1988 na rota CGH-CXJ-CGH (Congonhas/Caxias do Sul). Este avião ainda está ativo, na RICO TAXI AÉREO como PT-WJG.

EMBRAER 135 (ERJ135)

PT-TJA / ERJ-145

PT-TJA / ERJ-135

O ERJ135 demorou anos e anos para operar comercialmente no Brasil, até hoje apenas uma aeronave foi utilizada em serviços comerciais e mesmo assim como “tapa-buraco”. No caso o exemplar utilizado foi o serial 663 PT-TJA cedido pela Embraer para a PASSAREDO por um ano entre Novembro de 2010 e 2011, utilizado muito na rota RAO-PLU-RAO. Este avião foi o substituto do ERJ145 acidentado PR-PSJ. Hoje voa na SA Airlink da África do Sul como ZS-SUV.

EMBRAER 145 (ERJ145)

PT-SPA / ERJ-145

PT-SPA / ERJ-145

Quando o PT-SPA entrou em serviço pela RIO-SUL, o ERJ145 iniciou um capítulo na aviação comercial Brasileira. O avião foi entregue em 14 de Agosto de 1997 e seu primeiro serviço comercial foi um SDU-PLU-SDU. Em 18 de Dezembro de 2003 foi devolvido à Embraer e em Novembro de 2004 entregue à FAB onde é um “C-99A” de prefixo 2521. Não houve utilização do ERJ140 no Brasil, mas houve do ERJ145, a maior versão então… outros operadores de ERJ145 foram a PASSAREDO e o grupo privado Irmãos Passaura (PP-JIP).

EMBRAER 170/175

PP-PJA - E-Jet

PP-PJA no Santos-Dumont foto de SkyLiner

O Embraer 175 começou a escrever sua história no Brasil na TRIP com o PP-PJA. O avião “não pegou” no Brasil, apenas 9 unidades foram operadas e hoje nenhum mais voa. O PP-PJA foi entregue à empresa em 8 de Junho de 2009 voando para Campinas como TRIP 9798, desempenhou belo papel na história da TRIP junto com seus 8 irmãos e hoje está estocado no GIG na TAP ME de Porto Alegre. Não tivemos nenhum EMBRAER 170 voando no Brasil (quase ocorreu com a VASP, mas não se concretizou, quase ocorreu na TRIP mas o negócio não foi fechado, seriam de segunda mão)

EMBRAER 190/195

PR-AZL / E-Jet

PR-AZL foto de Juliano Damásio – www.airfln.com.br

Ao contrário dos seus irmãos e primos, os Embraer 190/195 pegaram legal no país, cuja frota é relevante. O primeiro Embraer 190 a ser matriculado comercialmente foi o PR-AZL na Azul, este avião originalmente foi entregue em 2008 para a JetBlue e em 27 de Agosto de 2008 entregue à Azul, que então era um embrião de empresa aérea, operou diversos serviços inaugurais nesta empresa e ainda voa por lá. Já o primeiro 195 foi o PR-AYA, batizado de Azul É Brasil, foi o primeiro avião zero km (ou seria zero hr) da empresa, sua faixa decorativa em azul claro é homenagem ao Boeing 767 PT-TAA (assim como o YB, YC tem cores alusivas ao TAB, TAC). o AYA foi entregue em 12 de Dezembro de 2008, a empresa já estava em atividade e entrou em serviço a primeira vez como Azul 4066 na rota VCP-SSA.

PR-AYA / E-Jet

PR-AYA pousando em SSA pelas lentes de Carlos Doria

A Embraer fez excelente aviões, queridos no mundo todo, mas que só vieram deslanchar no Brasil mais recentemente. O Brasília demorou anos a “pegar” no mercado, apenas em 1992 começou a se espalhar se tornando popular mesmo a partir de 1995. O mesmo para o ERJ145 que praticamente teve 2 operadores em épocas distintas no país. Sinto saudade mesmo é do Embraer 175 e seu conforto nas cores da TRIP.

Tags: , , , ,

Sobre o Autor

Alexandre Conrado, pesquisador de aviação e profissional no segmento desde 2001
banner livro
Topo