banner ad

Panorama da Aviação Comercial – Chile

B787-9_Rio

Chegamos ao Chile, após sair do Brasil e atravessar a cordilheira dos Andes. É a continuidade de nossa série. Este país é a sede principal da LATAM, antiga LAN Chile, que ao fundir-se à Brasileira TAM criou este gigante do setor mundial. Obviamente é a LATAM o operador mais importante do país com uma frota baseada em Airbus A319/320/321 e Boeing 767/787.

A aviação local possui a Aerocardal, operadora de Dornier 228, a Aerocord que opera alguns voos a partir de Puerto Montt, usando inclusive um par de LET410, que atuaram no Brasil, a Aerovias DAP, baseada em Punta Arenas e tem em sua frota aeronaves Boeing 737-200 e Bae 146, a Chilean Airways recém criada, operador de um par de, pasmem, Boeing 737-200. A ONE Airlines, atuando com Boeing 737-300 em favor da mineradora Rio Baker, a Pewén, que atua com um par de Cessna C208 Grand Caravan em rotas remotas e a grande concorrente da LATAM, a SKY Airline, que completou 15 anos de operações e atua com 13 Airbus A319 e 2 Airbus A320, respondendo por ¼ do mercado doméstico Chileno.

Tags: , ,

Sobre o Autor

Alexandre Conrado, pesquisador de aviação e profissional no segmento desde 2001
  • Humberto Kubrick

    NOAR LINHAS AÉREAS utilizou no Brasil o LET 410 que ficou conhecida por aquele acidente quando decolava de REC.

  • Gustavo

    A Avianca não opera no Chile?

  • Este avião foi o primeiro LET brasileiro, em 2001 pela baiana AeroStar

Topo