banner pneufree.com

Para que servem todas aquelas luzes que tem no avião?

Fernando Barreto, em 24/01/2010 as 15:15 disse:

Gostaria de saber o que siguinifica cada luz de indicação que fica piscando na asa e no corpo de um avião?

Pergunta legal do Fernando.

As luzes externas de um avião podem ser divididas em luzes de navegação/visibilidade e luzes de (pasmem) iluminação.

Começando com as luzes de navegação, os aviões copiaram uma convenção que existia já há muito tempo em navios: Luzes de “preferência” ou “desvio”, ou ainda, “luzes de direção de movimento”. É mais difícil explicar do que entender..rs.. mas vamos lá:

Assim como nos navios, no lado direito do avIão tem uma luz verde (estibordo – starboard) e no lado esquerdo uma luz vermelha (bombordo – port) veja foto da asa direita:

Estas luzes servem, por incrível que pareça, para indicar qual o sentido que o avião está seguindo em relação a outro na escuridão. Digamos que você esteja no escuro completo taxiando em um aeroporto e não tem outra maneira de saber em qual sentido um outro avião segue em relação a você… conhecendo essas luzes fica fácil: se você ver uma luz verde, saberá que o outro está se afastando de você para a direita e você tem a preferência da manobra. Se por outro lado você ver uma luz vermelha, o outro estará se afastando para a esquerda e ele terá a preferência.

Se você ver uma verde e uma vermelha, ele estará vindo em sua direção e você é obrigado a desviar para direita e dar a asa esquerda vermelha pra ele (obviamente se vc viu uma verde e uma vermelha, o outro cara também viu e vai desviar para a direita dele te mostrando a asa esquerda vermelha a você).

Além da verde e da vermelha, tem mais uma luz de navegação, cuja cor é branca. Em alguns avioes ela fica na parte de trás da ponta da asa (bem atrás da verde e da vermelha) e em outros aviões ela fica no cone de cauda, bem abaixo do leme de direção. Ela tem a mesma função de indicar direção, pois se você avistar apenas luzes brancas na sua frente, saberá que o outro está se afastando de você (a menos que você esteja mais rápido, neste caso a manobra de ultrapassagem pode ser tanto por bombordo quanto estibordo).

As luzes de navegação devem permanecer acesas o tempo todo!

Vimos as luzes de navegação, agora vamos ver as de Anti-colisão. Na primeira foto lá em cima vemos uma luz vermelha bem acima do corpo do avião (tem outra igual embaixo, na barriga, que não dá pra ver na foto). Apesar de se chamarem de “anti-collision lights” ou “beacon”, hoje em dia essas luzes são mais indicativas de “iminência de movimento” ou “iminência de giro de motores” (partida) do que de evitar colisões. Essas luzes sempre são acesas ANTES de acionar os motores e ANTES de iniciar um pushback ou reboque e só são apagadas após o desligamento dos motores ou após o estacionamento da aeronave. Na aviação mais antiga, ela realmente servia como luz de anti-colisão, já que o fato dela piscar (ou girar) em vermelho a fazia mais visível de longe.

Há também um outro tipo de luz de anti-colisão:

Strobe lights: As strobe são luzes brancas de alta intensidade que piscam nas pontas das asas (do lado das luzes de navegação). São como um flash de máquina fotográfica super potente e são visíveis de muito, muito longe! Geralmente se você olhar para o céu a noite e ver um avião passando lá em cima piscando, a única luz que você estará vendo será a strobe light.
Elas são ligadas no momento de entrar na pista para decolar e são desligadas após o pouso. A única função delas a vida é aumentar a visibilidade da aeronave chamando a atenção.

A outra categoria de luzes são as de iluminação mesmo:

Logo lights: Estas são opcionais nas empresas, e servem somente para iluminar a cauda do avião e mostrar o logotipo da companhia aérea.

Ainda temos farol de pouso, farol de taxi, farol de bordo de ataque de asa, farol de curva (já falei dele neste post), etc, mas isso fica para um outro post :)

Tags: ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
banner livro
Topo