banner livro

Pedaço de motor cai em casas em Manaus

O Tail Cone do motor de um DC-10 cargueiro da empresa aérea americana Arrow Cargo caiu sobre 21 casas em Manaus na madrugada desta quinta-feira. O avião saiu 1h40 do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na capital amazonense, com destino a Bogotá, na Colômbia. Inicialmente, acreditava-se que as partes da aeronave tivessem atingido somente 12 residências.
Motor DC-10 Manaus

Moradores observam movimentação depois que pedaços de um avião cargueiro caíram sobre casas em Manaus na madrugada desta quinta-feira. Segundo a Defesa Civil, 21 casas foram atingidas, mas não houve feridos. A aeronave ia para Bogotá, na Colômbia

“Foram apenas fragmentos da carenagem da turbina que caíram sobre essas casas. Felizmente, os prejuízos se limitaram a telhados danificados, a uma parede rachada e à perfuração da lataria de alguns carros”, relatou o coronel Antônio Dias, comandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas.

De acordo com Dias, ao receber as informações sobre o ocorrido, a torre de comando do aeroporto acionou os quatro tripulantes do cargueiro, mas ficou decidido que não havia necessidade de interromper o voo.

O Seripa (Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) de Manaus informou que DC-10 da Arrow Cargo aterrissou nesta quinta-feira no Aeroporto Internacional José María Córdova, na região metropolitana de Medellín, na Colômbia, e não em Bogotá. A Força Aérea Brasileira não sabe porque o plano de voo foi alterado durante a viagem.

Colaborou: Folha de São Paulo / UOL

Opinião do Blog: Eu imagino o motivo deles terem continuado o vôo apesar de terem sido informados do problema: Pousar em território nacional teria sido um problema para eles, já que não sabiam se haviam causado vítimas e com medo de serem presos pela polícia, já que infelizmente no Brasil os acidentes aéreos são tratados como crime (um atraso de civilidade).
Com certeza passou na cabeça deles o caso dos pilotos Joseph Lepore e Jan Paul Paladin que ficaram detidos após o acidente do Legacy com o 737 da GOL.
Um dia vamos aprender que não se tratam acidentes aéreos através de investigação policial.

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo