banner ad

Por onde andariam os Boeing 737-300 da TRANSBRASIL?

Foto: Planespotters.net

Foto: Airspeed – Planespotters.net

Com o carinhoso apelido de Baby Boeing, o 737-300 chegou a TRANSBRASIL em 1986, sendo a segunda operadora do tipo no país, atrás da VASP.
O marketing da empresa o apresentou como o “irmão” do avião do século 21, o Boeing 767-200, que era o flagship da empresa. No começo, seguiu a tradição da empresa de ter o prefixo, molduras de portas, logomarca da empresa e nome do avião em cores diversas, mas estas variantes se encerraram posteriormente.

PT-TEA (B737-3Y0 – SN 23499/1242)
Entregue a TRANSBRASIL em cerimônia na Boeing em 23.06.1986, chegou a Manaus em no dia 30 do mesmo mês, assumindo então o voo TR1177 com destino a Guarulhos.
Atuou na empresa por seis anos, e foi devolvido em 25.09.1992 quando se tornou N303AL pela Aloha Airlines.
No período entre 01.12.1995 até 15.05.1997 esteve na Vanguard Airlines ainda como N303AL, passando para America West Airlines em 10.07.1997.
Em dezembro daquele ano foi rematriculado N330AW. Ficou até 17.01.2002 quando passou a atuar na aviação chinesa sob identidade B-2165 na Shandong Airlines, mas em 21.08.2003 retornou para a GECAS como N499AY.
Convertido para Cargueiro, iniciou a segunda fase de sua vida como TF-BBX na Bluebird Cargo entre setembro de 2003 e 2005 quando passou para a mexicana Estafeta como XA-UDQ.
Retornou em 06.09.2007 ao prefixo N499AY pelo Wells Fargo Bank Northwest.
Entregue em Março de 2008 para a Aeroflot Cargo como VP-BCJ.
Encaminhado em 17.06.2009 para a Safair com o prefixo ZS-SMG, atuando subarrendado para Imperial Air Cargo, Air Contractors e Europae Airpost, sempre com o mesmo prefixo.
Em 2012 se tornou PK-YSE na Trigana Air Service da Indonésia, onde voa até hoje.
Na TRANSBRASIL usava a cor Laranja.

PT-TEB (B737-3Y0 – SN 23500/1243)
Chegou a TRANSBRASIL na noite de 27.06.1986, direto em Congonhas.
Em 30 de Junho entrou em serviço nos voos TR326/1422/1423 no eixo GRU-GIG-BSB-GIG.
Em 17.06.1992 deixou a Transbrasil e seguiu como N304AL para a Aloha Airlines.
Entre 20.12.1995 e 14.07.1997 atuou na Vanguard, quando retornou a Aloha.
Em 26.08.1997 foi para a America West Airlines que a rematriculou somente em março de 1998 como N329AW.
Em 24.01.2002 foi para a Shandong Airlines como B-2166, assumindo o prefixo N500AY na GECAS em agosto de 2003 e convertido para Cargueiro e transferido como TF-BBY para BlueBird Cargo.
Atualmente está na SAFAIR como ZS-SMJ, sem voar desde outubro de 2015.
Operou com a cor Azul Escuro.

PT-TEC (B737-3Y0 – SN 23708/1395)
Originalmente encomendado para a Pacific Western como C-GZPW, não foi entregue para esta e se tornou C-GZPW na Canadian Airlines em 12.06.1987. Aproveitando o dia dos namorados daquele ano, foi “dado como presente” para a TRANSBRASIL na mesma data como PT-TEC, chegando em São Paulo no dia 29.06.1987.
Por aqui ficou até 14.04.1995, quando foi entregue para a GPA Group que repassou o avião em setembro do mesmo ano para a Georgian Airways com o prefixo 4L-AAA.
Em 20.12.1996 se tornou D-AGEX pela Germania, onde ficou até 03.11.1997. Nesta data foi assumido pela Easyjet como G-EZYF.
Convertido para cargueiro em 2004, atuou pela Kitty Hawk Cargo usando o prefixo N111KH e, desde 2008, está na Espanha como EC-KTZ na Swiftair.
Atuou com a cor “violeta” na TBA.

PT-TED (B737-3Y0 – SN 23750/1431)
Recebido pela TRANSBRASIL em 25.08.1987, ficou até 14.05.1995, quando retornou para a GPA GROUP.
Tornou-se EC-135 na Air Europa a partir de 21.10.1995.
Em fevereiro do ano seguinte foi rematriculado EC-GEQ.
Atuou na Espanha até 11.05.2011, quando foi negociado com a CIT Leasing Corp como N237CT e em seguida entregue a Air Gabon como TR-LFZ em 05.07.2001.
Com essas cores, ao pousar em Libreville ao dia 19.12.2003, varou pista e bateu contra a cerca/muro do aeroporto. Não houve vítimas, mas o avião teve perda total.
Atuou na empresa com a cor verde.

PT-TEE (B737-375 – SN 23808/1434)
Originalmente encomendado pela Canadian International, não foi recebido por esta e a TRANSBRASIL assumiu o avião em 02.09.1987, usando azul-claro como cor primária nos detalhes do avião.
Seguindo o seu programa de renovação de frota, a TBA retirou mais um 727-100 de circulação.
Ficou no Brasil até 14.04.1995 quando passou a GPA Group.
Em 26.10.1995 assumiu o prefixo EC-136 pela Air Europa.
4 meses depois se tornou EC-GEU até 02.04.2002 quando foi registrado pela Wilmington Trust Company como N808WC.
Em 24.05 do mesmo ano passou a ser LY-AGP na Lithuanian Airlines, posteriormente 9M-AAH na Air Asia.
Em 31.07.2009, após um breve período como N238PL na WFBN, o avião passou a ser EI-EEW na Blue Panorama Airlines, até que foi desmontado em Bournemouth em abril de 2013.

PT-TEF (B737-3Q4 – SN 24208/1490)
Primeiro 737-300 a assumir código da TBA, por isso era um 3Q4.
Chegou à empresa em 12.01.1988 e nela ficou até 24.04.2001.
Usou na época dos detalhes multicoloridos, o padrão verde. Passou para a nova pintura em 1998.
Ao fim de sua época na TBA, passou a ser S7-RGL na Region Air.
Um ano depois se tornou N181LF na ILFC e foi entregue como YU-AON na Jat Airways, posteriormente Air Serbia.
Foi estocado em 28.03.2014 em Knock, Irlanda, para ser desmontado.

PT-TEG (B737-3Q4 – SN 24209/1492)
Chegou a TBA em 12.01.1988, com a cor vermelha em seus detalhes
Dia 14.09.1996 foi batizado como Brigadeiro Eduardo Gomes, por ocasião do centenário do nascimento deste.
O avião acabou participando do fim da TBA em 03.12.2001, mas só foi retomado e retirado do Brasil em 02.08.2002 como N209PK para a WFBN, entregue no mesmo mês para a Bluebird Cargo como TF-BBC e a partir de então convertido para cargueiro.
Em 19.05.2007 passou para a Toll Priority Freight usando o prefixo ZK-TLB. Em dezembro do mesmo ano foi para a Airwork NZ Ltd.
Em 2009 passou a ser 5N-BMA na Skypower Express Cargo, onde está até o momento.

PT-TEH (B737-3Q4 – SN 24210/1577)
Chegou a empresa em 12.07.1988 com padrão de cor “azul-médio” e nesta ficou até outubro de 2001, próximo a derrocada da empresa.
Foi transferido para a BRA como PR-BRB e atuou na low-cost brasileira até o final de 2007 quando a empresa encerrou operações.
Passou para a OceanAir todo branco apenas com os títulos da empresa em vermelho.
Foi trasladado para Lima, Peru em 2008 e lá está até o momento, aparentemente destinado a Peruvian Airlines

PT-TEI (B737-3Y0 – SN 23812/1511)
Entregue a TRANSBRASIL em 25 de fevereiro de 1988 com o padrão de cor verde, em outubro de 1998 se tornou o primeiro 737-300 a receber o novo padrão de cores da empresa.
Em 14.09.2001 foi entregue a CIT LEASING como N735PA e, com o mesmo prefixo, repassado a PACE Airlines.
Em dezembro de 2006 passou a ser EI-DON, pela Kaliningrad Air, na qual se acidentou com perda total em 01.10.2008 em KGD após recolher o trem durante o pouso.

PT-TEJ (B737-3Y0 – SN 23926/1562)
Recebido pela TBA em 01.07.1988 com a cor padrão vermelho, atuou na empresa até 04.03.1996 quando retornou a sua dona a GPA Groupa. Em abril do mesmo ano passou a ser F-GLLD pela TAT European Airlines.
Em 06.11.1998 foi para a GO FLY como G-IGOH, com o mesmo prefixo e se tornou parte da frota da EasyJet em 25.08.2004.
Finalmente passou a seu ultimo operador em julho de 2005, a Kaliningrad Air, onde encerrou a carreira em 29.11.2012 após o fim desta empresa.
Está abandonado em Kiev, Ucrânia.

PT-TEK (B737-3Y0 – SN 23927/1580)
Chegou a TRANSBRASIL em 19.07.1988 e por aqui ficou até 15.02.1996 quando foi entregue a GPA Group.
Logo se tornou F-GLLE na TAT European Airlines, prosseguindo para a Inglaterra como G-IGOG em 03.09.1998.
Depois foi para a GO FLY e posteriormente para a Easyjet durante 2002.
Em novembro de 2006 foi para a Kaliningrad Air até o encerramento das operações desta empresa.
Desde 24.05.2011é 3X-GGR na Air Guinne.

PT-TEP (B737-36N – SN 28564/2936)
Chegou novo a TRANSBRASIL, em 14 de novembro de 1997. No entanto, em 30.06.2000, no meio da crise que começava a rondar a companhia colorida, passou a ser PP-VQP na VARIG, onde ficou até agosto de 2000. Sendo matriculado N564SR em favor da AFT TRUST SUB1, no final deste mês assumiu a matricula LN-KKJ na Norwegian Air Shuttle onde atuou até 11.01.2016 ao assumir a identidade 5N-BQU na Air Peace da Nigéria.

PT-TEQ (B737-33A – SN 25057/2046)
Este exemplar específico é um dos aviões mais “identificados” com o Brasil.
Vejam só: chegou a VASP em 20.06.1991 como parte da expansão desenfreada da empresa paulista recém privatizada, mas a Ansett Worldwide Aviation Services ou simplesmente AWAS, junto com a GPA, em novembro e dezembro de 1992 tomaram algo próximo a 30 aviões da VASP por falta de pagamento. O então PP-SOK fazia parte deste montante.
Em 16.12.1992 o avião passou a ser PT-TEQ na Transbrasil, com pintura diferenciada do padrão TBA, pois possuía barriga e motores cinza do padrão VASP. Atuou na TBA até 2001, quando na crise da empresa foi repassado para a Nordeste em 06.12.2001. Lá ostentou a pintura da “Turma da Mônica” de Feliz Natal daquele ano, usando o prefixo PT-MNJ. Posteriormente adotou as cores “Valor Econômico”. Entrou para o bolo de aviões Nordeste a serviço da VARIG e, nesta confusão toda, foi entregue em 01.06.2005 para uma startup do mercado: WEBJET! Usando o mesmo prefixo, fez o voo inaugural daquela empresa em 12.07.2005 na rota GIG-BSB-GRU-POA como Webjet 9700. A Webjet rematriculou o avião em setembro de 2008 como PR-WJE.
Retirado de serviço em novembro de 2012 o avião ficou parado em Porto Alegre como N706DB, preparado para a Viva Aerobus do México como XA-VIZ, não foi recebido por esta e finalmente seguiu sua odisseia próximo ao seu querido Brasil, como CP-2718 na BOA da Bolívia desde 14.06.2013

PT-TER (B737-33A – SN 25119/2069)
Mais um ex-VASP no caminho da TRANSBRASIL.
Atuou pela VASP entre 20.06.1991 até 23.11.1992 com prefixo PP-SOL. Foi repassado como PT-TER para a TBA em 15.12.1992 e ficou até o fechamento da empresa colorida.
Seguiu em janeiro de 2002 para a QANTAS como VH-JNE.
Em outubro do mesmo ano se tornou ZK-JNE na Jetconnect Limited até 22.04.2005, quando se tornou G-STRJ na Astraeus Airlines passando por uma infinidade de sub-operadores até abril de 2008, quando se tornou OM-HLC na Seagle Air.
Por alguns meses atuou na Iraqi Airways, retornou a Astraeus como G-STRJ em 04.11.2009 e em janeiro de 2011 se tornou XU-TSA na Tonle Sap Airlines.
Advinha o que aconteceu depois? Mais uma vez G-STRJ na Astraeus em 26.10.2011.
Foi para a Eastern Skyjets como A6-ESG em 27.09.2012 e desde setembro de 2014 está estocado em nome da AWAS como N375DC em local desconhecido.

PT-TET (B737-3M8 – SN 25015/1991)
Originalmente entregue a TEA como OO-TLF em 07.02.1991, atuou na TEA ITALY como I-TEAI, até ser entregue em 05.09.1996 para a Germania como D-AGEK.
Em dezembro de 1999 chegou a TRANSBRASIL já no padrão de cores finais da empresa, como PT-TET, onde atuou até o apagar das luzes da Colorida.
Retornou a GERMANIA como D-AGEK, foi arrendado para a Macedonian Airlines em 05.06.2002 como SX-BLB, Olympic Airways com o mesmo prefixo e em abril de 2003 retornou a ser D-AGEK até ser estocado e retirado de serviço em 2011 em Kemble, sendo desmontado em maio de 2012.

PT-TEU (B737-3K9 – SN 23797/1416)
Entregue a VARIG em 04.09.1987 como PP-VNU, chegou a TRANSBRASIL em 21.04.1999, onde ficou até o final da empresa.
Estocado em Congonhas, foi para a VARIG novamente em setembro de 2003 como PP-VTA, ficando até 15.12.2007 quando foi estocado em Roswell e desmanchado ali em abril de 2008.

PT-TEV (B737-3K9 – SN 23798/1429)
Entregue a VARIG em 04.09.1987 como PP-VNV, atuou na gaúcha até 21.04.1999 quando passou a TRANSBRASIL como PT-TEV. Apagou as luzes da empresa em 03.12.2001 e ficou estocado em Congonhas até passar a ser PP-VTB a partir de agosto de 2003 na VARIG, por onde atuou até abril de 2008, sendo desmanchado junto ao PT-TEU.

PT-TEW (B737-3L9 – SN 24221/1604)
Um dos últimos aviões da TRANSBRASIL, chegou em dezembro de 1999, após extensa carreira passando pela MAERKS AIR como OY-MMR entre 21.10.1988 e 04.12.1991 e Germania como D-AGEJ entre 14.04.1992 e 01.12.1999.
Com o fim da TRANSBRASIL foi retomado pela Germania em 06.02.2002 como D-AGEJ novamente e logo sublocado como OO-SEJ entre 01.07.2002 e 23.10.2002. Retornou a ser D-AGEJ pela Germania até ser desmontado em Kemble após 2011.

PT-TEX (B737-33A – SN 23827/1444)
O último avião a ser incorporado pela TRANSBRASIL. Começou a carreira na Monarch Airlines em 09.10.1987 como G-BNXW, passou a Norway Airlines como LN-NOR em 01.11.1988, foi para a Air Europe ainda como LN-NOR, virou G-BNXW até 26.04.1991 quando retornou a ser LN-NOR.
Em 14.03.1992 foi para a Air Columbus portuguesa com o nome de Caravela Nina e prefixo CS-TKD, retornou a Norway em 15.12.1994 virando 9H-ACS na Air Malta entre abril e outubro de 1995.
Foi para a TAP como CS-TIN entre 13.11.1995 e 02.03.2000 quando na ocasião se tornou PT-TEX na TRANSBRASIL, foi até o final da empresa.
Foi assumido como CS-TMZ pela Aviaton Partners Boeing e equipado com winglets e em julho de 2003 entregue como EC-IPS para a Air Plus Comet.
Em 2006 passou a ser D-AHIG na Hamburg International, virou Z3-AAJ na Skywings em julho de 2009 e finalmente em 10.08.2012 assumiu a matricula XA-UQX na Magnicharters do México, onde está até o momento.

Outros 737-300 foram prospectados pela TRANSBRASIL, no entanto, jamais foram recebidos. Inclusive um seria o PT-TEO, que acabou se tornando um 737-400, e os prefixos PT-TEP, PT-TEY e PT-TEZ foram por 2 vezes cada um reservado a aviões que jamais chegaram a usar as cores da TRANSBRASIL.

Tags: ,

Sobre o Autor

Alexandre Conrado, pesquisador de aviação e profissional no segmento desde 2001
Topo