banner livro

Por que as asas dos aviões não são pintadas? #perguntas

Primeiro Post do ano de 2012, vamos ver de quem será o primeiro comentário :)

Jorge Henrique, as asas dos aviões SÃO pintadas sim!
A questão deveria ser: por que a maioria das empresas pintam as asas de cinza imitando o metal?

Esta questão é bem mais difícil de responder, e perceba que até empresas que não pintam seus aviões, como a American Airlines (foto abaixo), pintam as asas e estabilizadores.


Foto do site Planes and Trains

Eu gostaria muito de dizer que existe uma razão técnica para quase todos pintarem suas asas de cinza metálico, e até há alguma informação técnica, porém há empresas que pintam, como a WestJet:


Foto do usuário JWM1049 do site Flickriver

Exceto por aeronaves de pequeno porte, eu nunca vi um avião comercial com as asas no alumínio puro (pelo menos não lembro). Obviamente a tinta que pinta a asa não vai até a parte da frente (bordo de ataque), ali sempre vai ser alumínio puro por causa do aquecimento para evitar formação de gelo (sem considerar as que tem bordo de ataque preto, que normalmente é borracha, como os ATR).


Bordo de ataque da asa de um ATR (foto de Aroosh)

Voltando a questão técnica que falei acima, a tinta usada nas asas (Aeroflex) é um pouco diferente da usada na fuselagem, pois é formulada para suportar produtos químicos e fluídos (lembre-se que a asa é o tanque da aeronave, então a tinta deve suportar eventuais vazamentos, além de graxa das superfícies, óleo hidráulico, etc).

O fato dela ser pintada de uma cor prateada acaba confundindo os passageiros que podem pensar que não há tinta ali :)

Acho que o fator beleza também conta, uma asa pintada com outra cor que não o cinza deixa o avião meio feio (opinião pessoal).

Veja alguns exemplos de asas pintadas:

http://www.airliners.net/photo/258093/M/
http://www.airliners.net/photo/241621/M/
http://www.airliners.net/photo/157054/M/
http://www.airliners.net/photo/254594/M/

Tags: ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo