banner pneufree.com

Por que não se deve tentar dar ré em avião

B737-200 em Hoedspruit, Africa do Sul.

O piloto deste B737-200 pousou em Hoedspruit (uma ex base da Força Aérea) durante a noite e acabou prosseguindo para uma taxiway errada.

Chegando ao final da taxiway, que não levava a lugar algum (como se fosse uma rua de mão única), tentou fazer uma curva de 180 dando ré (aplicando os reversores). Como avião não tem espelho retrovisor, ele calculou mal a manobra acabou colocando os trens de pouso principais para fora do concreto da taxiway.

Como a aeronave começou a rolar pela encosta da pista, o piloto tentou subir o barranco aplicando potência total nos motores, mas como estes estavam muito próximo do barranco, acabaram ingerindo grama, pedras e terra e se danificando.

Se não estivesse chovendo na hora do incidente, provavelmente os gases quentes dos motores teriam incendiado os arbustos (dá pra ver a grama queimada em uma das fotos).

Consta que a aeronave deu perda total, pois o custo dos dois motores danificados é maior do que o valor do seguro.

Não havia passageiros a bordo (ainda bem né?)

Tem coisas que são difíceis de explicar, mas se os pilotos tivessem seguido os procedimentos….

É o que eu digo: procedimento é tudo para quem trabalha na aviação.

Tags: , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
banner livro
Topo