banner pneufree.com

Por que um avião não pode pousar com o mesmo peso que ele decola? #perguntas

Resposta curta: Porque o avião precisa parar!!..hehehe :P

Agora prestem atenção nesta foto abaixo que vai servir para entender o motivo de um avião não poder pousar tão pesado quanto ele decola.

Em primeiro lugar vamos eliminar as exceções: Não são todos os aviões que se encaixam nesta regra, a maioria dos aviões leves (cessninhas, pipers, etc) possuem o peso de pouso igual ao de decolagem ok?

Agora os grandões não, os grandões podem levar peso até a tampa, mas se precisarem pousar em seguida serão obrigados a alijar quase todo o combustível das asas para poder pousar… e olha que é muita grana sendo jogado fora, vejam o vídeo abaixo que dá pra ver os dólares saindo da asa.

Mas então, se o cara consegue sair do chão tão pesado, por quê não consegue pousar se pra baixo todo santo ajuda?

Por vários motivos meus amigos, sendo o principal a velocidade necessária para se manter no ar. Como sabemos, para ocorrer a sustentação nas asas é preciso que o ar se desloque por ela a uma determinada velocidade e com um determinado ângulo de ataque. Quanto maior o ângulo de ataque, maior a sustentação e menor a velocidade necessária para se manter no ar. Porém, o ângulo de ataque só pode ser aumentado até um limite, acima disto a sustentação cai a zero e o avião vira uma pedra.

Mas o que tem a ver isso tudo com o pouso de um avião pesado?

Bem, tá vendo aquela foto lá em cima de um 777 da Emirates decolando? Percebem que no momento que o avião “roda” para decolar, a cauda fica muito próxima do solo? A velocidade ali naquele momento é grosseiramente de 280 a 300 km/h com um peso decente para um voo transcontinental.

Na hora do pouso, do mesmo jeito que você entra devagar na garagem do prédio com seu carro pra não fazer besteira, um piloto tem que reduzir a velocidade do avião até um limite operacional baseado no quanto o avião está pesando naquele momento, e seguindo o exemplo acima, este mesmo avião precisaria cruzar a cabeceira da pista a uma velocidade aproximada de 260 km/h SE estivesse com o peso normal de pouso e todos os flaps abaixados.

Agora se o bicho vem pesado do jeito que decolou, para se manter no ar o piloto teria duas opções:

1- Manter a velocidade bem mais alta pra chegar na cabeceira e correr o risco de acabar a pista antes de conseguir parar, ou

2- Aumentar o ângulo de ataque para se manter sustentado com uma velocidade compatível com o tamanho da pista.

Na primeira opção, o pouso vai ser “duro” (a aeronave vai tocar o solo com uma razão de descida muito superior a um pouso normal), os freios vão sofrer “overheat” e a aeronave vai ter que passar por uma inspeção estrutural feita pela manutenção antes de voar novamente.

Na segunda opção, o risco de bater a cauda no chão no momento do pouso aumenta exponencialmente e na vida real ninguém faz isso deliberadamente. Olhando a foto lá de cima, imagine aumentar um pouco mais o ângulo de ataque… vai encostar no chão né?

Só esse motivo da velocidade já seria suficiente para explicar o porquê dos “bigboys” não poderem pousar com o mesmo peso que decolam, mas existem outros diversos motivos, como a própria estrutura da aeronave. Quando ocorre um pouso do tipo “overweight”, a inspeção de manutenção vai procurar por sinais de enrugamento de chapas e painéis devido ao movimento de flexão das asas cheias de combustível no momento do toque “duro” na pista, bem como dos painéis dos pylons dos motores, das pernas do trem de pouso, dos pneus, enfim, várias partes estruturais têm que ser verificadas.

Se colocar na ponta do lápis, sai mais barato jogar os dólares de combustível pelas asas e fazer um pouso seguro do que o oposto correndo risco de danificar a máquina :)

Um lembrete: toquei só nos pontos mais simples, pois também entram limitadores como centro de gravidade em função do peso do combustível nas asas, limite operacional, design da aeronave, etc, mas você já pode falar por seu amigo na roda de chopp:

_Pô, aê brother, tu sabe por que um avião não pode pousar com o mesmo peso que decolou? Eu sei!

P.S. Pousos do tipo “overweight” acontecem de vez em quando, não com o mesmo peso de decolagem, mas acima do peso máximo de pouso e geralmente não acontecem problemas estruturais, sendo que os limites são previstos tanto no manual de manutenção quanto no manual de voo.

Tags:

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
banner livro
Topo