banner ad

Professor nota asa “descolada”, avisa aos tripulantes e é expulso do avião

A notícia veiculada no Metro1 está reproduzida abaixo.

 

Vou desconsiderar a opinião do tal professor de Mecânica dos Fluídos agora e começar pelo texto do jornalista:

“Uma aeronave da TAM foi flagrada […] com um ‘armengue’ prestes a decolar…”

Meu.Deus.Do.Céu. Veja que o jornalista acusa a TAM de fazer “gambiarras” em seus aviões e por em risco 200 passageiros. Uma coisa é o “professor” falar isso. Outra coisa é o veículo publicar uma asneira dessa sem ouvir o outro lado. Lamentável e absurdo.

Mas espere, não é só isso!

  • Asa da turbina. Não sei o que é isso, talvez o jornalista possa explicar.
  • Spoiler: Não, não, não. Já explico porque estava descolado, mas aquilo não é spoiler, é slat ou flap de bordo de ataque.
  • O vento empurra os spoilers? Gente do céu, isso não é um F86 Sabre de 1944, é um Airbus dos início dos anos 90!
  • Nunca viu uma situação dessa? Ou só voou de Boeing até hoje, ou nunca viajou de Airbus em dias quentes (já explico).
  • Opa! Ainda bem que asa estava fora da fuselagem, lá dentro ela não gera sustentação.
  • Controladores de voo foram até o avião? E quem ficou tomando conta da Torre?
  • “A TAM é irresponsável”. Não, não é. O único irresponsável aqui foi quem emitiu essa opinião sem conhecimento de causa e quem a noticiou sem averiguar os fatos.

O que é aquela asa descolada então?

Os aviões da Airbus possuem um sensor de aquecimento no bordo de ataque das asas, para que em caso de alguma falha (ou vazamento de ar) no sistema de anti-gelo, um aviso alerte os pilotos. Pois bem, em dias muito quentes (como os que pegamos nos verões brasileiros), o ar quente “preso” dentro dos slats pode atingir o limite de temperatura que o sensor interpreta como “overheat”, causando uma falha “falsa” que vai requerer intervenção de manutenção e que pode gerar um atraso no voo.
Qual a recomendação do próprio fabricante da aeronave para dias quentes? Deixar os slats estendidos, pois a circulação do ar não deixará a temperatura atingir o limite do sensor. Só isso.

O slat estendido fica, graças a Deus, descolado da asa.

IMG-20141223-WA0001

Eu já disse aqui antes que passageiros não são obrigados a saber tudo sobre aviões, e que em caso de dúvida, em nome da segurança, reportem suas preocupações aos tripulantes.

Agora, se mesmo após ser informado que se tratava de algo normal você continuar dizendo que outras pessoas estão correndo risco sem ter a mínima idéia do que está falando, aí o melhor que pode acontecer é ser “expulso” do voo mesmo, pois você passa a fazer parte de algo inseguro para o voo.

Não vou comentar a opinião do professor, pois entre o que aparece escrito na notícia e o que se fala há uma distância enorme.

UPDATE: O Metro1 publicou a resposta da TAM neste link. A minha resposta é bem melhor, pois explica o motivo de estar estendido e não a função do slat.

 

Tags: , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
  • Lucas Timm

    É o típico “mas eu sou professor e AFIRMO que está errado”.

    Pode sustituir o professor por “adevogado”, engenheiro, programador, etc…

    • Jairo

      …juiz. Esses são os piores.

      • Alvaro Carneiro

        E se a outra parte tiver com razão o juiz manda prender.

        • Daniel Barbosa Lira

          kkkk É por ai

  • Imagina se no lugar do professor fosse um juiz?

    • Guarinello

      Ia mandar prender meio mundo!!!!!!

      • Alvaro Carneiro

        Tavam presos o aviao, os pilotos, os controladores de voo, toda a diretoria da TAM e da Airbus.

        • Atila Albuquerque

          Além da anac e da infraero.

    • Paulo Corgosinho

      Juízes colocam capa preta e voam sustentando a asa da aeronave.

    • Edigar

      Hawk, fiquei sabendo de um caso que um Juiz “brochou” e deu voz de prisão ao dono do motel…….

    • Denisquay

      Lém de prender todo mundo , ia querer mandar o avião pro patio do DETRAN kkkkkkkkkk

  • Luiz Duarte Rocha Júnior

    Olha nível da educação no país. Um idiota desse calibre é professor. Ele deve dar lições de ignorância para os alunos.

    • lvcivs

      O que espanta é que não é um mero professor, é um PhD em dinâmica dos fluidos que não sabe o que é uma superfície hipersustentadora. COMO ASSIM? COMO?

      • João Antônio

        Acredito que ele não seja um professor. Não o encontrei na lista de professores da UnB nem na plataforma Lattes… Acho muito pouco provável que ele realmente seja um professor.

        • Fabio Malvar

          Pois é. Você acredita que esses bostas de jornalistas (com o devido respeito aos pouquissimos que realmente o são devidamente) procuraram saber o que REALMENTE a profissão do cara?!

  • Jeff Paiva

    “Something is wrong with the left phalange!” BUFFAY, Phoebe et GREEN, Rachel

    • wagner brito

      Pensei EXATAMENTE a mesma coisa quando li essa matéria – interessantíssimos os esclarecimentos por sinal. “There something wrong with the left phalange”. Kkkkkkkkk… Hilário!

  • Valéria de Melo

    Achei o jornalista pior que o professor em termos de “propagação do medo”.

    • Ney Araujo

      Um passageiro embora professor, não tem que conhecer os detalhes de uma acft, já um jornal precisa apurar tudo que noticía.

      • Roberto Guimarães

        Realmente o professor não tem obrigação de conhecer detalhes de uma aeronave, mas também não tem o direito de, tendo recebido uma explicação sobre o fato, agir de forma a incitar pânico no resto dos passageiros. Não estou dizendo que ele o fez de propósito, mas da forma como está escrito na reportagem, era o que ele iria acabar causando. E se ele não entende do avião ou ele aceita a resposta e embarca ou pede para ir em outro voo. Quanto a resposta da empresa ao passageiro, bom podiam ter arrumado alguém mais “didático”. A impressão que eu tive, novamente baseado apenas na reportagem, é que responderam qualquer coisa só para se livrar do passageiro.

      • Valéria de Melo

        Pois num é, rapaz. Eu fico desanimadazinha com essas coisas, sabe?

      • Valéria de Melo

        Pois num é, rapaz. “Medo” vende, e vende bem. Triste, né?

  • kleber peters

    “O slat estendido fica, graças a Deus, descolado da asa.” Não seria graças à Engenharia… hehehehehe

    • Aldo R.de Jesus (Freitas)

      Hahahahahaha

  • Ney Araujo

    Texto coerente, ao contrário do referido jornaleco que foi acima de tudo, irresponsável!

  • Cordeiro Neto

    Lito, desculpe-me, mas me parece um pouco de falta de experiência da tripulação, principalmente do comissário de bordo, não custava nada dar essa breve explicação ao passageiro, com certeza ele entenderia, vc explanou bem a situação e não gastou tantas linhas e todos leigos entenderam..era mais fácil esta pequena explicação e tudo se ajeitava. Fato

    • Roberto Guimarães

      Neste caso acho que não adiantaria nada dar explicações e mais explicações. O professor em questão já estava convencido de que a asa estava descolada, que o avião era um acidente esperando acontecer e que deveria estar em manutenção. Ele ia alegar que estavam tentando engana-lo, que ele é PHD física e por aí vai. Quanto ao jornalista, prefiro nem comentar

    • Será que os fatos foram como o jornaleco relatou? Será que não armou um quilombo imenso no aeroporto?

      • Fabio Malvar

        E ainda digo mais. Aqui o pessoal entende o que o Lito diz pois a maioria pelo menos gosta de aviação e etc. Se esse texto for lido por um 100% leigo ele vai continuar não entendendo. Como deve ser corriqueiro nas empresas esse tipo de questionamento, realmente não devem ter dado tanta atenção a ele..

        • Já fui chamado por CMS várias vezes para explicar o “o pneu que está baixo” e sempre busquei o fazer da forma mais clara possível… mas a parte mais engraçada foi um camarada que teve medo de um Fokker 50 e eu APELEI rs, peguei o cara pelo ombro e falei, “velho… lá em Maceió tem uma despachante muito gata, linda, você vai ver ela já já se embarcar nesse avião e melhor ainda vai me contar na volta”… na volta em bom idioma de Salvador ele disse: P orraaaaa velho gata mesmo, ó valeu viu bicho”… e melhor de tudo virou frequent flyer na empresa :) e perdeu o preconceito do turbohelice!

          Eu penso que empresas que tem REVISTA DE BORDO deviam dedicar páginas (e até mesmo uma seção no site delas) para desmistificar certas coisas como asa descolada, pneu baixo, chemtrail… etc)

  • Nano Gennari

    Um detalhe, não existe nenhum “Emir Kaliq, professor de dinâmica de fluidos e ciências dos materiaisdo Intituto de Física da Universidade de Brasília”, neste site fica a lista completa de todos os professores do Instituto de Física: http://www.fis.unb.br/index.php?option=com_content&view=article&id=85&Itemid=9

    Se você pesquisar no google “Emir Kaliq unb” não aparece nada que indique que existe esse professor, e não tem nenhum curriculo lattes com esse nome (um professor de uma federal sem lattes, hummmm).

  • Leonardo lima

    Interessante, ele queria dar uma de esperto. Sabe de nada inocente!! #expulsãojusta

  • Rogério Inocêncio

    Excelente artigo Lito!

  • Carlos Henrique Peroni Junior

    muito bom Lito, infelizmente, (em alguns casos felizmente) hoje em dia a informação corre solta, e qualquer coisa vira noticia, quem deveria entrar com processo é a cia aérea.

  • A combinação dos sonhos de jornalistas formados em faculdades caça-níqueis: um passageiro…
    1) …totalmente ignorante em aviação, mas escudado por algum diploma e disposto a discorrer sobre matéria que não domina;
    2) …razoavelmente assustado para atropelar o bom senso e ignorar que nenhum tripulante voaria em uma aeronave com indícios de problema grave;
    3) …razoavelmente interessado em ter o nome veiculado em jornal.
    Pegue tudo isso, bata bem, edite à vontade e publique. Sem nenhum apego à veracidade dos fatos e nenhum compromisso em ouvir a empresa e/ou especialistas na área.
    Aliás o @Nano Gennari fez o que todo leitor de jornal neste país deveria fazer: consultar o currículo dos supostos doutores que volta e meia figuram em meio às notícias da nossa imprensa…
    Talvez o tal Kaliq até exista e seja PhD em Física. Mas é sempre bom lembrar que no episódio da cratera na Linha Amarela do metrô de São Paulo em 2007 (que aliás teve mortos, mas não teve presos) várias emissoras foram ludibriadas por um mero transeunte, que se fez passar por engenheiro e deu “aula” ao vivo na TV.
    E isso ocorre com muito mais frequência do que a nossa vã Filosofia imagina.

  • Don Garrido

    Quando ele disse “spoilers”, quis dizer que o texto contém spoilers… No caso, revelações sobre o enredo de um filme de “umor”

  • Aldo R.de Jesus (Freitas)

    Gostei da parte na qual vc falou da importância dos passageiros reportarem suas duvidas, Pois lembrei de um caso q vi em um documentário do discovery chanel no qual um passageiro de um dos vôos do concorde (não me recordo qual) chamou a atenção da aeromoça sobre um rombo na asa direita. A aeromoça, tentando acalmar o passageiro, disse que eram só os flaps. O passageiro, não contente com a resposta, e angustiado, pediu a presença do comandante da aeronave, que logo constatou uma anomalia e conseguiu fazer um pouso de emergência.

    • Fabio Malvar

      Então.. Quem dá a resposta também teria que ter certeza do que diz né?! Essa aeromoça podia ter deixado de evitar um acidente.

      • DPSousa

        Eu viajei no último sábado de Guarulhos para Pampulha, via Azul. Ainda em solo, vi uma pipa no chão bem próxima à taxyway. Ela levantava voo e caia. Eu pensei que aquilo pudesse ser sugado por uma turbina e causar algum problema.

        Chamei a comissária, pra que, quem sabe, ela pudesse alertar o piloto, para que pudesse alertar a torre, que solicitasse que alguém em solo tirasse o objeto dali.

        Ela educadamente sorriu, falou obrigada e continuou fazendo seu trabalho.

        • Fabio Malvar

          Então a pipa continuou lá né?! rs

  • Fabio Malvar

    Eu rí com o “a asa fora da fuselagem”.. Imaginei a situação inversa dessa.. rs

  • zero

    E se alguém fez esse “depoimento” justamente pra mostrar que o jornal ia publicar qualquer besteira? Não é impossível…

  • Berg Emanoel

    Sou fã desse blog a muito tempo e há alguns meses foi diagnosticado que eu estava em depressão, e desde então umas das pouquíssimas coisas que me alegram e me dá prazer são as postagens sobre aviões!!! Então, Lito, sempre que puder publique novas histórias, vc estará me fazendo um grande bem! AS vezes quando entro no site e não vejo novas publicações…

  • Emilio Braconi Neto

    Este fato foi veiculado em algum site de noticias?
    Realizei uma busca e não encontrei nada a não ser o blog Metro1. A busca pelo nome Emir Kaliq aponta uma conta no twitter com a mesma descrição dada na noticia, porém me pareceu bem suspeito o perfil.
    Chama atenção um fato destes ocorrer envolvendo JJ em CGH e não ter despertado o interesse da imprensa local, entretanto tenha sido publicado em um blog cujo a edição aparentemente esta baseada em Salvador – BA.

    Outro detalhe muito suspeito é o fato do pax supostamente desembarcado ser detentor de certificados na área da física, inclusive na área de dinâmica de fluídos, muito embora tenha apontado um problema na asa que até mesmo o mais leigo dos pax jamais faria.

    Quanto a pesquisa por nome e lista de pax via sistema Amadeus, esta aparentemente não retorna nenhuma reserva ou bilhete eletrônico emitido para o referido pax,

    Enfim, tudo muito estranho.

  • Emilio Braconi Neto

    Este fato foi veiculado em algum site de noticias?
    Realizei uma busca e não encontrei nada a não ser o blog Metro1. A busca pelo nome Emir Kaliq aponta uma conta no twitter com a mesma descrição dada na noticia, porém me pareceu bem suspeito o perfil.

    Chama atenção um fato destes ocorrer envolvendo JJ em CGH e não ter despertado o interesse da imprensa local, entretanto tenha sido publicado em um blog cujo a edição aparentemente esta baseada em Salvador – BA.

    Outro detalhe muito suspeito é o fato do pax supostamente desembarcado ser detentor de certificados na área da física, inclusive na área de dinâmica de fluídos, muito embora tenha apontado um problema na asa que até mesmo o mais leigo dos pax jamais faria.

    Quanto a pesquisa por nome e lista de pax via sistema Amadeus, esta aparentemente não retorna nenhuma reserva ou bilhete eletrônico emitido para o referido pax.

    Enfim, tudo muito estranho.

  • Paulo Villar

    Curiosidade:

    Segundo Dicionário Informal

    Armengue
    Trabalho ou serviço improvisado, que não utilizou os métodos ou ferramentas corretas; de resultado duvidoso, inseguro ou de má qualidade.

  • Cassio

    AeM como sempre, mostrando a verdade aos leitores.

  • Lúcio Guimarães

    Lito, em primeiro lugar sou fã do A&M e gostaria que você falasse um pouquinho sobre a estrutura de aviões de asa alta, como os ATR. Afinal a gravidade de uma descendente, em minha humilde opinião atua com mais força G nestas. Grato e grande abraço.

  • wagner

    Pelo que eu percebi, ninguém conseguiu dar uma explicação como a sua ao passageiro!

  • silvia cione

    o pior que se tivesse acontecido algum acidente, a companhia ia fingir ar de demencia ia dizer que não sabia de nada, e depois levar um século para indenizar as familias

  • Paulo Corgosinho

    Gostaria de ter informações assim, desmistificando o besteirol da net, sempre que possível.

  • Yury Martins

    Isso é totalmente FAKE! Apesar do cara não constar como professor da UnB, o twitter (https://twitter.com/kaliqemir) dele usa a foto da seguinte matéria: http://tarkancoll.com/haber/2014/04/06/tarkandan-weekend-bag-modasi/
    Única referência a esse nome (além do twiiter) que achei foi a seguinte conta no Youtube: http://www.youtube.com/channel/UCbZ4t6fhX8RMc10VR_Mf8-A

    O cara nem “existe”, se diz PhD e Professor da UnB (informação falsa) e ainda põe medo em todos! No próprio twitter fake dele as pessoas passaram a ter medo de voar! ¬¬ (Pior que as pessoas preferem acreditar nele que na resposta da empresa)!
    PS: Não levei 5 minutos para pesquisar sobre esse cara e esse site publicou essa matéria sem se dar a esse trabalho! É “pracabar”!

    • Não precisa levar 5 minutos para pesquisar, nos próprios comentários já consta essa informação. Aliais o Post não é para falar do currículo do “tal” professor e sim explicar a matéria. :)

      • Yury Martins

        Isso eu já tinha visto nas postagens anteriores e não pesquisei novamente. Apenas pesquisei pelo nome dele no google e usei a pesquisa de imagens e fiz o upload da foto do perfil do Twitter para saber a origem da imagem, apenas de curiosidade mesmo! A minha crítica não foi a postagem aqui do Aviões e Músicas (que aliás está de parabéns por sempre tirar as dúvidas de nós leigos em aviação) e sim ao site que propagou essa farsa sem checar minimamente os fatos!

    • Emilio Braconi Neto

      As características absurdas dos fatos já denunciam que a matéria do blog metro1 é fake, criada unicamente para inflar o numero de visitas e promover a popularidade do blog.

    • Obrigado, parceiro.
      Eu cheguei a procurar alguns bancos de imagem, mas sem muito tempo pra isso não cheguei a lograr êxito.
      As fotos usadas nos vários perfis falsos desse sujeito (ele usava outros perfis no Twitter antes deste) tinham todas as indicações de serem fakes, por detalhes que não vou mencionar porque ele haverá de incorrer no mesmo erro novamente – e vai ser desmascarado de novo.

  • Rodrigo

    Se o “professor” falou tudo isso mesmo, ele quem responderá civil e criminalmente.

  • OLucasConrado

    Eu vi essa matéria num grupo do Facebook e a primeira coisa que me chamou (enquanto jornalista) é: onde a matéria foi publicada?

    Qual é a relevância do Metro1? Aliás, que portal de notícias é esse? Nunca tinha ouvido falar de Metro1 antes desse caso e nem ouvi falar deles novamente.

    Jornalista escreve muita besteira sobre aviação? Escreve. Mas, como comentei lá no Na Porteira Cast, é mais por desconhecimento e pressão para entregar a matéria logo do que por má fé. Mas, nesse caso, duvido que os responsáveis pelo Metro1 sejam jornalistas sérios.

    Duvido, inclusive, que sejam jornalistas.

    Desconsiderem esse texto, por favor!

  • Sou leigo, vi a imagem e pensei “que tem de errado ali?”
    Imagino quantas pessoas não ficam desesperadas ao ver uma “silver tape” num lugar qualquer da fuselagem :-D

  • Leandro N

    não existe jornalista em redação de blog. o que existe são estagiários ou assistentes juniores, com salarios aviltados e com muito mais coisa pra tocar do que são capazes. e a incapacidade vem tanto da falta de experiencia, quanto da falta de tempo/recursos pra fazer qquer investigação. O mercado de noticias web é um sucateamento sem fim.

  • henriquecaldas

    O cara ainda espalhou no twitter… As abobrinhas do tal professor pelo menos a reportagem foi fiel ao noticiar…kkkkkk https://mobile.twitter.com/kaliqemir/status/547189645122240513

  • ar-sousa

    kkkkk asa da turbina!!

  • Jurandyr Cesar Antunes

    Aviões caem e passageiros voam com medo. Hoje, 04.02.15, caiu um ATR em Taiwan. Parece uma aeronave segura, mas caiu. Quem vai explicar o que aconteceu? O autor aí do texto poderia explicar. Se não fosse o professor, o evento não seria notícia e o texto explicando o fato não existiria. Depois que aeronaves grandes caem e se culpam os pilotos por falta de conhecimento, o que pensar?

  • Joao Paulo Cursino

    Um “professor de mecânica dos fluidos” que é “PhD pela Univ de Oxford” SABERIA o que é um slat. Afirmo categòricamente: um PhD em dinâmica de fluidos NECESSÀRIAMENTE teve que se deparar com slats em algum momento desde sua graduação. Portanto, alguma coisa aí é mentira. O mais provável é que o “professor” não tenha segundo grau e tenha mentido ao repórter — que não averiguou.

Topo