banner livro

Quantos litros de óleo vão no motor de um avião como o 777?

O leitor Hiroshi fez uma pergunta sobre quantidade de óleo nos motores de aviões grandes, será que vai muito mais óleo do que em um carro?
Quem já trocou óleo do carro (junto com o filtro) tem uma idéia né? Na média são 4,5 litros de óleo no sistema.

Bem, nos motores turbofan grandes, do tipo que equipam os Boeing 767 e 777 cabe um pouquinho mais.

Nos motores PW-4060 (que impulsionam alguns Boeings 767 e 747) são 34 litros de óleo no sistema inteiro. Nos motores PW4090 (impulsionam alguns Boeing 777) são “só” 28,5 litros, porque a lubrificação é mais eficiente por usar novas tecnologias. Nos motores GE90, os reservatórios armazenam 26,5 litros de óleo.

O nível de óleo é uma das indicações que são verificadas durante todas as inspeções de solo.

Mas como se vê o nível de óleo? Tem uma vareta igual a do meu carro?


Desenho cortesia Boeing Study Guide

Claro que não né?? rs

A indicação de óleo pode ser vista através de sight gages (ver fotinho acima), diretamente no bocal de abastecimento ou nas indicações de EICAS/ECAM no cockpit. Cada motor tem sua particularidade na hora de verificar a quantidade de óleo, alguns têm que ser verificados em até meia hora após o “corte” e outros só podem ser verificados depois de meia hora e antes de completar duas horas, senão a indicação não será correta.

O sistema de óleo de um motor destes é bem interessante e engenhoso, há um reservatório onde o óleo fica armazenado quando o motor está parado, uma bomba de pressão é várias de “retorno” (scavenge ou sump pumps).

Além da lubrificação, a principal função do óleo é refrigerararrefecer as partes que estão em atrito no motor (os rolamentos dos eixos de turbina e compressor). Então meus amigos, quando este óleo passa por estes rolamentos, ele ganha uma temperatura fabulosa e volta para o reservatório “fervendo”.1

No caminho de volta, ele passa por uns “de-breathers” para remover a espuma que se cria por causa do respiro.

O que fazer com esse óleo fervendo?? Ele precisa ser resfriado pra ser bombado de volta e refrigerar arrefecer os rolamentos. #comofas

Hummm… tem coisas geladinhas no motor que precisam ser aquecidas, o combustível é uma delas! O combustível as vezes sai do tanque abaixo de zero, e precisa ser aquecido para passar pelos filtros e componentes dosadores, senão cristais de gelo podem se formar e entupir algo precioso.

Aí entra a engenhosidade: porque não fazer o óleo trocar seu calor com o combustível? Assim o óleo vai frio pra arrefecer os rolamentos e o combustível vai quentinho pra onde tem que ir. Isto é legal ou não é?
O componente que faz isso se chama Fuel/Oil cooler, e funciona como uma serpentina de chopp (não é bem isso, mas assim é mais fácil de entender).

Mas só o combustível não é suficiente para absorver toda a caloria que o óleo traz dos rolamentos, há também radiadores de ar (parecidos com o que tem no seu carro).

Bem simples não? (a verdade é que eu não conto as coisas complicadas aqui no blog :)

Entre as coisas complicadas temos o computador central do motor (EEC / FADEC) que controla válvulas que “modulam” para deixar passar mais ou menos ar baseado na temperatura do óleo, mais ou menos combustível baseado também na temperatura, magnetic chip detectors, servo fuel heaters, selos aerodinâmicos nos rolamentos para impedir vazamentos ou a queima do óleo, e por aí vai.

1 Só uma curiosidade: Quando um motor destes acelera, TODA a força gerada no eixo é suportada por estes rolamentos, então da pra ter uma idéia do quão parrudos esses bichos são né?

Tags: , , ,

Sobre o Autor

Graduado em Manutenção de Aeronaves, com muito bom senso :) 30 anos de aviação comercial (e contando), de Lockheed Electra à Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
Topo