Camisetas

Quantos quilômetros um Boeing 777 faz com um litro de combustível? #pergunta

Perguntaram neste post qual seria o consumo de combustível por quilômetro de um Boeing 777.
Obviamente não dá pra se calcular o consumo de um avião da mesma maneira que se calcula de um carro, pois as variáveis envolvidas são gigantescas. Entre as variáveis estão pressão atmosférica, temperatura, velocidade e direção do vento, peso bruto, altitude, densidade do ar, entre outras coisas.

Além do mais, se vocês lembram do meu post sobre indicação de combustível, lá eu deixei claro que o volume de combustível é variável em função da temperatura e que por isso não se mede quantos litros tem em um tanque de avião e sim quantos quilos ou libras de combustível tem lá.

Mas, por puro prazer, resolvi fazer esse cálculo (sem nenhum valor científico) e se alguém achar algum erro em minha linha de raciocínio, por favor corrija nos comentários, eu agradeço.

Vou usar o Boeing 777-200ER como exemplo.

O primeiro passo foi achar uma tabela que mostrasse o consumo aproximado de combustível para determinada velocidade e determinado peso. Encontrei esta tabela no FOM (Flight Operations Manual) do Boeing 777

Olhando a tabela, escolhi a altitude de 39.000 pés (que é a média de um voo de cruzeiro) com um peso bruto de 420.000 Libras. Interpolando a tabela, isto nos daria um consumo de 12.620 libras por hora.

Convertendo libras para quilos, teríamos 5.724 KG/hora de consumo para aquelas condições.

Como a velocidade média de cruzeiro de um 777 é mais ou menos 880 KM/H, então teríamos um consumo por quilômetro de 6,50kg. Estamos quase chegando lá no cálculo…rs.. só precisamos saber quantos litros são 6,50kg.

A densidade padrão do combustível é 0,8028 KG/Litro (e aqui eu preferi usar a densidade padrão pois é bem complicado tentar descobrir a densidade do combustível a 39 mil pés, mesmo com as sondas indicando densidades em cada ponto do tanque, seria complexo conseguir uma densidade única, mesmo eu sabendo que devido a baixa temperatura lá em cima a densidade seria maior).

Voltando ao cálculo hipotético, com a densidade a 0,8028 cada quilo de combustível pesaria 802 gramas, logo teríamos um consumo de 8,09 litros a cada quilômetro voado.

Pra saber se isso seria aproximado e tirar a prova dos nove, calculei a distância em linha reta de Chicago a São Paulo pelo Google Earth e o resultado foi de 8.395 quilômetros. Multiplicando isto por 8,09 litros, seriam necessários 67.915 litros para fazer a viagem (em linha reta). Multiplicando estes litros pela densidade padrão, teríamos 54.467 quilos, que convertidos para libras daria 120.079 libras.
Como geralmente o voo de Chicago sai com combustível entre 140 e 170 mil libras para um voo normal (que inclui reserva e mais todos os desvios de rota), o cálculo que fiz de consumo até que está bem aproximado.

8,09 Litros a cada quilômetro é igual a 0,12KM/L. Esta é a resposta: Um Boeing 777 faz aproximadamente 0,12KM/L . Reclame agora que o seu carro só faz 8KM com 1 litro!. Por outro lado, o 777 leva quase 300 passageiros, e o seu carro apenas 5 :).

Conforme disse na introdução, é um cálculo hipotético baseado numa tabela sem considerar todos os fatores citados antes (principalmente a densidade), mas pelo menos temos algum número de consumo.

Tags: ,

Sobre o Autor

Um técnico com bom senso :) 28 anos de aviação comercial, de Lockheed Electra a Boeing 787. Tentando simplificar a complexidade da aviação.
  • Máximo.

    Boa conta! Acredito que da para se ter uma boa idéia, e digo mais, tá mais barato que transporte rodoviario isso.

  • Anderson

    Que post hem! ufa!!
    show de bola!

    abraço

  • brosig

    Muito bom.
    É mais ou menos como o caso das locomotivas diesel/elétricas, que o consumo é medido em relação à carga transportada.

  • Hmartins

    Só faltou colocar na conta de qual lado bate o sol, onde estava Osama quando morreu, temperatura das refeições na Galley e o Coseno da hipotenusa dos catetos complementares hehehe! Parabéns aí Lito!

  • Marlon Dutra

    Não sou piloto de 777, mas posso contribuir com informações do AeroBoero (AB115), que faz em torno de 6,15 km/l, desconsiderando ventos, claro. Acima de 10.000 pés, isso deve ir para uns 8-9 km/l. Mais ou menos o consumo de um carro V8 na estrada. Nada mau.

  • william wicziok

    Muito bom mesmo, utilizei do seus parametros para fazer as contas de um B738 e cheguei em uma média de 1,914 Litros a cada KM voado ou 0,52km/l.
    Valeu Lito.

  • Beberrão hein? Mas se considerar a quantidade de pessoas que ele leva, dá uma relação consumo/passageiro bem mais baixa que a de um carro por exemplo, assim como as emissões de poluentes.

    Eu resolvi fazer a conta (também bem superficial) e descobri que se um 777 estiver com 300 passageiros embarcados, cada passageiro gastará aproximadamente um litro de combustível para cada 57,47km. Exatamente: 57,47Km por litro por passageiro!!! Acho que agora o T7 é bem mais economico que qualquer carro, só precisa estar cheio!

    Bacana o cálculo!

    Abraço

    • Nada mal, né? Depois dessa nem dá pra dizer que os aviões são os vilões do meio ambiente.

  • Genial!!! hauehuaehuae meu Monza faz 7 km/l ! ^^ Meu carrão! ^^ huaehuaehuae amo ele a partir de hj!

  • Garanto que o consumo do Electra o Lito sabe de cor desde o tempo da VARIG ;-)

  • Muito bom!!!
    Adorei o Post!!
    Gostei também dos "aproximadamente", "variáveis", "sem nenhum valor científico", "aproximado" e "hipotético"!!
    Será que com todas essas ressalvas, alguém ainda irá criar algum caso??
    Parabéns!
    rsrsrs

  • PriusFan

    Lito, por que eles nao fazem que nem carro hibrido: quando ele freia, a bateria dele e' carregada? Esse povo da Boeing ta' bem atrasado, eles tem muito o que aprender com a Toyota.

    Ass.: Bob Loblaw.

  • thiago czigler

    lito, e minha dúvida e referente a como e medido o alcance ou autonomia de vôo que encontramos em algumas fichas técnicas pelo fabricante. São medidos com a aeronave vazia ou full, no load máximo? Abraço

  • Hiroshi

    pra ouvir o som dos GE90 vale a pena da um trago de pinga pra ele beber

  • Fabiano

    Legal. Gostei da resposta. 

  • sergio

    powww  muitoo  bomm  esse  cara ée bomm  mesmoo rs

  • O Doido Vinicius

    190 metros por litro, tem Landau que consome a mesma coisa que um avião!

  • Andre Carpegiani

    Apesar de antigo o post, e eu novo no site….heheheh….sou obrigado e escrever…
    Infinitamente mais barato que o transporte rodoviário…..Abraço Lito.

  • Jose

    Esta conta sua está meio estranha, não seria 8,096 litros?

    •  Ola José, você poderia demonstrar o calculo completo ou indicar onde você acha que esta errado? Grato.

  • Joao Leite

    ola lito, acho que vc pode me exclarecer,  comente  por favor,  sobre o consumo e gasto de um cruzeiro de 30,000(trinta mil quilometros), em um helicóptero, robson 44, ou, ec 120.
    meu nome é joão leite. muito obrigado.

  • Guilherme

    Concordo co o José. Você multiplicou 6,5 por 0,802, quando o correto seria dividir. Assim, temos 6,5/0,802 = 8,1 l. A razão está na definição da densidade, que é peso / volume. Assim, tendo o peso e a densidade, explica-se o cálculo correto. 

    • Opa, concordo com vocês dois! Realmente errei na conversão, vou revisitar este post hoje no fim da noite, agora com dados reais de telemetria e não mais de tabela, assim poderemos ter um valor mais aproximado ainda. Obrigado!

  • Joao

    Pra calcular distancias em voo usem : http://www.distancias.tk

  • Joao

    Pra calcular distancias em voo usem : http://www.distancias.tk

    • Goytá

      Isso deu em uma daquelas páginas de domínio reservado (que enquanto alguém mais não compra, coloca links suspeitos). Se esse site um dia existiu, o registro do domínio venceu e ele foi reservado por essa empresa.

      Para distâncias simples de círculo máximo, uso o http://gcmap.com/ . Quem quiser uma rota de navegação aérea mais realista e elaborada, pode usar o http://landings.com/ . E há outros.

  • Magnus

    Muito interessante. Obrigado por compartilhar as informções. :)

  • alexandrehilgert

    Apreciei e muito esta matéria do Boing… Falando em gasolina, a pouco estava lendo esta matéria bem interessante >> poucos sabem que a FRANQUIA mais rentável e segura é a de postos de combustíveis. Trata-se da única franquia onde o FRANQUEADOR paga o FRANQUEADO. O valor é pago à vista e a fundo perdido! Maiores informações em http://www.postoavenda.com ou http://www.postosavenda.com . Estes sites atuam basicamente com ” postos de gasolina a venda. O atendimento online destes consultores podem auxiliar sobre esse assunto da Franquia . lendo

  • Pingback: O custo do jeitinho: o caso da bagagem de mão | ECONOMISTAX ECONOMIA NO X DA QUESTÃO()

  • fredi

    Os cálculos estão bem próximos da realidade. Existem alguns fatores importantes a serem considerados em tudo isto,
    mais importantes do que a pressão atmosférica e temperatura. O Querosene é o subproduto nobre do petróleo com poder calorifico entre 43 e 48 Mjoule/KG enquanto que a gasolina é a prima pobre com 25 a 28 Mjoule. Assim, se o querosene pudesse ser utilizado em carros, ele praticamente dobraria o rendimento do caro como acontece com o Diesel. O uso de aviões sempre foi protegido e inocentado enquanto que os usuários de carros sempre são os vilões da poluição. Saibam que uma viagem de 10 horas significa um consumo de 200litros/passgeiro. Quem passa um final de sema em Orlando foi responsável pela queima de, no minimo, 400 litros do combustível mais nobre que o petróleo pode produzir. No carro seria possível viajar de um a dois mêses com toda a família com a mesma quantidade de hidrocarbonetos.

    • Marlon Ferrari

      Perfeita colocação Fredi. Na verdade caí neste site pesquisando justamente para entender o tamanho da poluição aérea diária, que é avassaladora. Sem contar que o combustível dos aviões possuem adição de chumbo tetraetila, que contamina nuvens, oceanos e terra com chumbo tóxico. E nós sendo bombardeados diariamente com carro elétrico e energia solar para diminuir a poluição. Isso não seria nem 10% do poder de poluição dos cerca de 11 mil aviões por minutos que vagueiam mundo afora!!!!!
      Vão inventar avião elétrico?
      Quero saber até quando vai essa miopia…

      • Marlon, a avgas contém chumbo tetraetila, mas o Jet A/A1 não, e o grosso dos gases de combustão produzidos pela aviação é pelos grandes jatos. Não estou dizendo que esse seja um problema insignificante, mas especificamente no quesito poluição por chumbo, esse não é um problema muito relevante, e nem de longe na escala que era quando a gasolina dos carros tinha chumbo e não havia conversores catalíticos. E vai ser menos relevante ainda quando o motor a diesel pegar de vez nos aviões menores (apesar do nome, ele vai queimar Jet A/A1, também) – o que é inevitável, porque vários países já estão banindo a avgas com chumbo, e como avgas sem chumbo não existe, os pequenos aviões vão ter que mudar de combustível. Aliás, dizem que será isso que finalmente vai botar os últimos DC-3 no chão, pois eles não podem queimar outra coisa senão avgas.

        Outra coisa é que um 777 gera várias ordens de grandeza a mais de CO2 que um carro, mas há cerca de 20.000 grandes jatos e talvez cinco vezes mais pequenos aviões voando no mundo, enquanto a frota mundial de automóveis é de cerca de um BILHÃO – 10.000 vezes mais, e concentrando sua poluição em áreas bem menores que as de um avião. Não dá nem para comparar.

        Mas mesmo a poluição dos automóveis desaparece perto da produzida por usinas termoelétricas a carvão, inexistentes no Brasil (as nossas queimam em sua maioria gás natural ou diesel, isso quando são ligadas), mas muito comuns na América do Norte, Europa e China. O carvão também é usado como fonte de energia para caldeiras industriais e altos-fornos. E para os fogões dos indianos e outros povos que em sua maioria usam lenha para cozinhar e para aquecimento – pode adicionar aí pelo menos mais outro bilhão de fontes poluentes por causa disso (e parece bobagem, mas não é: em certas áreas da Índia, Paquistão e Bangladesh a expectativa de vida é significativamente menor por causa da fumaça dos fogões a lenha, tamanha a densidade populacional dessas áreas!).

        É principalmente por causa do carvão (e secundariamente pelos automóveis) que Pequim está esta semana em alerta vermelho, com índices de poluição atmosférica oito vezes superiores ao máximo admissível pela OMS. Pequim tem o quinto aeroporto mais movimentado do mundo em pousos e decolagens (e que está operando esta semana apenas por instrumentos, tamanha a falta de visibilidade por causa da poluição), mas ninguém está culpando o tráfego aéreo por isso – até porque nenhuma das quatro cidades que hospedam os aeroportos ainda mais movimentados (Chicago, Atlanta, Dallas e Los Angeles) tem os mesmos níveis de poluição, e dentre elas, só Los Angeles tem problemas crônicos de “smog” – atribuídos justamente ao excesso de carros nas lendárias e eternamente congestionadas “freeways” de lá, e não aos sete aeroportos da sua área metropolitana (LAX, Long Beach, Burbank, Ontario, Santa Ana/Orange County, Van Nuys e Palmdale, fora mais algumas bases aéreas).

        Singapura também está entrando na época do ano em que a poluição aumenta consideravelmente e o ar chega a ficar quase irrespirável. Motivo? Queimadas para preparar o solo para a agricultura em Sumatra e Bornéu, na vizinha Indonésia. O mesmo motivo que também costuma deixar Cuiabá e Porto Velho irrespiráveis em certas épocas. Mas ninguém culpa o aeroporto de Changi, que também é um dos mais movimentados do mundo…

  • Clayton Roberto

    Muito interessante….

  • Nilson Gonzalez

    Interessante…. Perfeita a explicacao

  • Fabio Moreira

    Muito boa sua colocação. Deixando de lado as discussões dos ecologistas de plantão, seria interessante a relação também por peso. Um avião gasta 8,09 litros por km levando 200 Toneladas enquanto nosso carro gasta 8 litros por km levando apenas 1,5 Toneladas. Aí sim dá pra ver a desgraça que são os Motores Ciclo Otto comparados com as Turbinas dos Aviões. Essa praga dos nossos motores que ultrapassaram 100 anos não deveriam ter sobrevivido aos Motores rotativos Wankel e nem a 2a Guerra com o aparecimento das Turbinas. Mas os lobbys da industria Americana junto com a Petrolifera mataram os concorrentes. Com a Tecnologia dos Materiais que temos hoje, os motores Wankel alcaçariam 3X mais, facilmente. Vás tentar mudar o Status Quo, amanheces com a boca cheia de formiga (voce, esposa, filho, cachorro, papagaio, etc, etc….)

    • Rafael Faria

      O motor Otto tem 35% de aproveitamento energético. Apenas 30-35% da energia gerada na explosão do combustível é aproveitada no motor. Claro que turbinas são melhores neste quesito, mas não servem para lidar com oscilação de potências necessário ao trânsito urbano, por exemplo. É por causa disso que o desgastes nos motores aeronáuticos são menores que veículos comuns.

      Os Wankel poderiam ter sido a saída dps da Segunda Guerra, no entanto, o melhor que temos hj é o carro elétrico. O Tesla Model S, totalmente elétrico produz de 420 até 760 cavalos e tem torque instantâneo (sem lag nenhum) igual ou maior do que os motores de ciclo diesel. O torque é avassalador. Faz de 0-100 km/h mais rápido que um Lamborghini Aventador (abaixo dos 3s) e chega até 250 km/h de máxima. A diferença é que o aproveitamento energético ultrapassa os 70% e pode romper 80% facilmente com aprimoramento da tecnologia.

      Já fizeram comparação na Europa. Comparativamente a cada 60 km de uma BMW M5 vc anda 400 km com um carro elétrico em ciclo rodoviário.

  • Evandro Celso Marques

    Lito, Muito bom seu site e Canal do Youtube. Tenho uma curiosidade, todo combustível de aviação é igual ? Para Helicóptero, Motor turbofan, turbo-hélice, aviação comercial, militar ? ou existe alguma diferença ? Obrigado. Abraço !

Camisetas
Topo